Porto Velho (RO) quinta-feira, 23 de janeiro de 2020
×
Gente de Opinião

Cultura

Chuvas dificultam início das aulas em distritos de P.Velho



As fortes chuvas que caem, em Porto Velho, estão dificultando o calendário escolar em algumas localidades. As aulas nos distritos de Joana D’Arc, União Bandeirantes e a localidade de Rio Pardo, por exemplo, só iniciarão no final deste mês, quando diminuirá a intensidade das chuvas.

Segundo Fátima Ferreira, secretária da Semed, para que o calendário escolar não seja prejudicado os dias de aula perdidos serão compensados em julho, durante o recesso, e também aos sábados. “A chuva forma erosão e dificulta o transporte nas estradas rurais. A prefeitura realiza a manutenção das vicinais, porém durante o período chuvoso é mais difícil a continuação destes serviços. O importante é proteger nossas crianças, as aulas repomos durante o ano”, completou.
Nas localidades onde o acesso à escola é feito através de barcos, as aulas já iniciaram. “Os barcos possuem cobertura e oferecem conforto para nossos alunos”, destacou.

A secretária ressalta que a situação era bem crítica há alguns anos. “Hoje, paramos as atividades no mês de março, por causa das chuvas. Porém quando cessa esse período a prefeitura retoma as obras, faz a manutenção da malha e os ônibus voltam a circular. Mas até 2004, tínhamos milhares de crianças fora de sala de aula, pois não existiam estradas e tampouco o transporte escolar”, disse.

Transporte

Em 2005 a prefeitura transportava cerca de 2.500 alunos na zona Rural. Hoje está transportando uma média de 10 mil alunos. Segundo Fátima Ferreira, boa parte deles não frequentavam a escola porque não tinha transporte, ou não havia escola, nem estradas, e hoje a realidade é outra, um cenário de mais acesso e maior permanência em sala de aula. “Temos hoje 95 ônibus escolares padronizados, 67 voadeiras e entregamos 1.250 mil bicicletas em 2010”, concluiu.
Obras

Segundo Marcelo Fernandes, da Semob, as equipes de obras estão de prontidão a atuar nos pontos críticos das principais vias de acesso aos assentamentos e fazendas rurais do município para realizar serviços emergenciais, especialmente nas linhas de ônibus, já que o município tem uma grande gama de extensão territorial. A coordenadora de estradas rurais, Regina Gonzaga, acrescenta que 23 km de estradas já foram construídos em União Bandeirantes e a Semob mantém, mesmo com chuvas, obras de recuperação nos distritos de Extrema, Bacia Leiteira, Cujubim PV8 e Ramal São Sebastião. “Quando as chuvas cessarem vamos intensificar os serviços”, disse ela.

Fonte: Meiry Santos
 

Mais Sobre Cultura

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Aprovado pelo Ministério da Cidadania por meio da Lei Federal de Incentivo `Cultura e com o apoio do SICOOB, O Instituto Cultural Villa-Lobos de Port

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Apaixonada pelas rimas, com dedicação à poesia e à prosa desde os 7 anos, a poetisa Maria de Nazaré Melo, 52 anos, não poupou elogios ao falar do proj

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Com uma belíssima iluminação decorativa e apresentações culturais, a Praça Getúlio Vargas tornou-se um dos lugares mais visitados nesse fim de ano em

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

O Dia Nacional do Samba, foi comemorado em todo país na segunda-feira (02) e para celebrar a data com muita alegria e gingado, o que o ritmo proporcio