Porto Velho (RO) sexta-feira, 27 de novembro de 2020
×
Gente de Opinião

Viriato Moura

2014: ANO DO CENTENÁRIO DE PORTO VELHO


2014: ANO DO CENTENÁRIO DE PORTO VELHO - Gente de OpiniãoNÃO É CEDO PARA RELEMBRAR que no dia 2   de outubro deste ano  nossa Porto Velho completará 100 anos. Já tratei deste assunto em texto publicada  no ano passado, a exemplo de outros articulistas desta região. Todavia, nunca é demais considerar que a comemoração do centenário de uma capital deve merecer, além de solenidades oficiais, eventos variados compatíveis de proporcional envergadura. Fazer isso acontecer a contento, requer planejamento antecipado, como é do conhecimento daqueles que buscam realizar com competência.

Por mais que nos últimos tempos datas importantes e festividades populares não tenham recebido atenção devida de nossos gestores públicos, creio que um acontecimento dessa relevância, num ano de eleições, dificilmente será subestimado a ponto de passar em brancas nuvens: candidato tem tropismo por momentos pirotécnicos, principalmente em ano eleitoral, o que é perfeitamente compreensível e aceitável: quem não é visto não é lembrado. Logo, esperamos que esse gosto de aparecer sirva para alguma coisa boa que venha atender  expectativas populares de alegria e satisfações diversas.

Outro detalhe que deve merecer consideração diz respeito às  ações dos gestores públicos para que nossa capital se torne mais aprazível e que a qualidade de vida dos que aqui vivem, melhore — governos estadual e municipal devem estar juntos nesse propósito. Não basta, portanto, promover festas: é preciso agregar motivos para festejar. Só assim a alegria estará verdadeiramente justificada.

Ao testemunharmos o centenário de Porto Velho, que se avizinha, é importante refletirmos como transcorreram essas dez décadas de modo a podermos aprender e colocar em prática as lições vivenciadas nesse período. Esse tempo, para uma cidade, não é muito para que todos os seus problemas tenham sido resolvidos, mesmo porque na dinâmica a que é submetida sempre há algo por fazer. Convenhamos, entretanto, que ao final das nossas análises chegaremos a conclusão que andamos a passos de tartaruga. E ainda há pedaços esquecidos de nossa terrinha que não saem de onde estão ou até caminham para trás há muitos e muitos anos.

Tomara que 2014 seja um ano de muitas realizações tanto promovidas pelo poder público como pela iniciativa privada — esta que em muito vem contribuindo para que nossa cidade e nosso estado tenham crescido e se desenvolvido. Quanto às comemorações, que tenham sejam compatíveis com a capital de um estado que esbanja oportunidades e afaga a todos com abraços solidários — até quem  não merece.

Hoje e sempre, viva Porto Velho!

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Viriato Moura