Porto Velho (RO) quarta-feira, 29 de junho de 2022
×
Gente de Opinião

Silvio Santos

Zekatraca - Lenha na Fogueira 12/11/10



SHOW!!!

Por Artur Quintela

BRAVO!!!

Esta era a expressão da platéia no Teatro Banzeiros. Mais uma vez Porto Velho demonstra que a Cultura tem prestígio junto à administração municipal.

A abertura do 8º FESTCINEAMAZÔNIA foi digna de comparação com as grandezas espetaculares.

A partir do Mestre de Cerimônias, o Índio Fidelis Baniwa, convidado especial para fazer a abertura e comandar a programação. Ele mesmo deu seu show particular, ao falar de sua sensação ao fazer parte da equipe que promove o Festival. Usou a língua de suas origens, depois traduzida para o português, com o sorriso que lhe é tão característico e que faz de sua pessoa uma eterna simpatia. Fez-nos voltar à mini-série Mad Maria, da TV Globo, em que interpretou o índio Karipuna que teve as mãos decepadas. 

O documentário Horizontes e Fronteiras, apresentado pelo nosso querido Bado, que também interpretou com seu grupo musical a música que serviu de tema ao filme (produzido e dirigido pela dupla Jurandir Costa e Fernanda Kopanakis) foi, de longe, uma viagem aos mais distintos rincões da Amazônia. Bado conduziu-nos até à Bolívia e Peru. Cuzco foi uma aula de história, geografia e cultura.

O show que se seguiu foi, então, o ápice. Nilson Chaves e Celso Viáfora esbanjaram talento, harmonia e simpatia. O espetáculo tinha encerramento previsto para 22 horas. Ora, ultrapassou, claro. E o público ainda pediu mais. A dupla, então, não se fez de rogada. Cantou mais uma, emocionante. Papai Noel de Camiseta – a música – fez até Nilson Chaves perder a voz, embargada pela emoção. 

Mais uma vez – parece redundância, mas é preciso repetir sempre – Porto Velho esbanjou. Cultura se faz assim. Com eventos que deixam a platéia extasiada. Cantando junto... aplaudindo muito... e pedindo BIS!

 




 

Zekatraca - Lenha na Fogueira 12/11/10 - Gente de Opinião
    1ª PARTE DA ENTREVISTA         -      2ª PARTE DA ENTREVISTA


 

O presidente da Fesec Artista plástico Ariel Argobe, quer levar os desfiles das escolas de samba para a avenida Rio de Janeiro – Zona Leste de Porto Velho.

*******

Resta saber se a prefeitura através da Semtran vai concordar se concordar, será realmente uma boa pedida.

*******

Por falta de respeito para com nossos eventos culturais e de lazer, até hoje, nossas escolas de samba e blocos não podem programar com maior estrutura seus desfiles.

*******

Já era tempo de Porto Velho contar com um sambódromo.

*******

Desde quando diziam que o nosso carnaval era o melhor do Norte.

*******

Acontece que nenhum prefeito se preocupou em proporcionar a nossa população momentos de lazer com segurança.

*******

Essa falta de compromisso com a nossa cultura carnavalesca, fez com que praticamente, ficássemos sem um espaço adequado para a construção do sambódromo.

*******

Hoje se o prefeito tiver boa vontade, o sambódromo vai ser construído nos cafundós da Zona Leste quase chegando ao município de Candeias do Jamari.

*******

Para a Zona Sul tenho a impressão que não existe sequer uma nesga de terra disponível.

*********

Para a Zona Norte único setor da cidade que ainda tem muita terra devoluta ou da União a Aeronáutica não deixa.

********

Certa vez ouvi o Comandante da Base Aérea mandando um recado ao governador através da Candelária.

*******

Que estava disposto a negociar a área onde está funcionando o Aeroclube,

*******

A entrevista aconteceu durante a realização do Arraial Flor do Maracujá e a discussão, era em cima da construção do Bumbódromo que o governador Cassol pretendia levantar num terreno que fica ao lado direito (sentido aeroporto) da avenida Jorge Teixeira logo após o Hospital de Base.

*******

Ninguém ligou para a proposta do Comandante da Base.

*******

Mais ainda está em tempo.

******

Que tal a prefeitura entrar em contato com o Comando da Base Aérea e apresentar uma proposta.

******

O que eles querem em troca é uma área para construir uma vila militar.

*******

Tá na hora de se pensar na construção de um Centro de Convenções que abrigue os desfiles das escolas de samba e as apresentações dos grupos folclóricos durante o Flor do Maracujá.

*******

Os desfiles carnavalescos em Porto Velho já aconteceram na Sete de Setembro, Presidente Dutra, Carlos Gomes, Pinheiro Machado, Farquar, Jorge Teixeira e ultimamente na Avenida dos Imigrantes antiga Costa e Silva.

*******

Tá na hora de se pensar grande.

*******

Enquanto ficarmos nessa de não saber aonde vão acontecer os desfiles, nosso carnaval de escola de samba vai continuar naquela do: JÁ FOI O MELHOR DO NORTE.

******

Show de Ballet é destaque da Agenda Cultural

*******

Um espetáculo de Ballet é apontado como um dos destaques da Agenda Cultural desta semana, preparada pela prefeitura, através da Fundação Iaripuna, em parceria com várias entidades ligadas ao setor artístico e cultural.

*******

A apresentação das alunas da Escola Municipal de Dança Pró-Arte acontecerá neste sábado (13), a partir das 19 horas, na quadra da Escola João Ribeiro Soares, à Rua Andréia, nº 12, bairro Igarapé.

*******

Não esqueça que hoje a partir das 18h00 no Mercado Cultural tem a apresentação do grupo “Chorinho de Minas”. Depois começa a Fina Flor do Samba.

 

Zekatraca - Lenha na Fogueira 12/11/10 - Gente de Opinião


 




 

CARNAVAL 2011

Fesec quer mudar local
dos desfiles das escolas

 

Os desfiles das escolas de samba em 2011 podem acontecer na Zona Leste


A Federação das Escolas de Samba e Entidades Carnavalescas de Rondônia (FESEC) estará realizando em sua sede, localizada à Rua Nicarágua com Tiradentes – ao lado do Comando Geral da PM – bairro Embratel, nesta sexta-feira, dia 12, a partir das 18h30 reunião com presidentes e representantes das escolas de samba, para tratar da proposta que pretende mudar o desfile das escolas de samba de Porto Velho, já para o Carnaval de 2011, da atual Avenida dos Imigrantes (Costa e Silva), para Avenida Rio de Janeiro, nas proximidades do Clube da OAB.

A Fesec ressalta que a apoteose carnavalesca de 2011 dar-se-á em um momento que se busca reorganizar o desfile dos GRES da capital, a partir de amplo diálogo com o executivo municipal, por meio da Fundação Iaripuna, objetivando o soerguimento das apresentações das escolas de samba que outrora fora reconhecido como um dos mais expressivos acontecimentos culturais do norte brasileiro.

Além dos Presidentes das escolas de samba, a Federação convidou, também, para participar desta reunião o Sr. Marcelo F. Fernandes, Secretário Municipal de Obras; Jair Ramires, Secretário Municipal de Serviços Básicos; Sr. Mário Sérgio, Presidente da EMDUR e o Sr. Altair Santos (Tatá), Presidente da Fundação Iaripuna.


 

Siga o Gentedeopinião no Gente de Opinião



 Fonte: Sílvio Santos - [email protected]  
 
Gentedeopinião   /  AMAZÔNIAS   /  RondôniaINCA   /   OpiniaoTV
 Energia & Meio Ambiente   /   YouTube  / Turismo   /  Imagens da História


 

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Silvio Santos

Lenha na Fogueira com o filme "O Pecado de Paula" e os Editais da Lei Aldir Blanc

Lenha na Fogueira com o filme "O Pecado de Paula" e os Editais da Lei Aldir Blanc

A Fundação Cultural do Estado de Rondônia (Funcer), realiza neste sábado (16), o ensaio para a gravação do filme em linguagem teatral "O Pecado de Pau

Lenha na Fogueira com o Museu Casa Rondon e a eleição da nova diretoria da FESEC

Lenha na Fogueira com o Museu Casa Rondon e a eleição da nova diretoria da FESEC

Entrega da obra do Museu Casa Rondon, em Vilhena.  A finalidade do Museu é proporcionar e desenvolver o interesse dos moradores pela rica história

Lenha na Fogueira com o Dia de Nossa Senhora Aparecida e o Dia das Crianças

Lenha na Fogueira com o Dia de Nossa Senhora Aparecida e o Dia das Crianças

Hoje os católicos celebram o Dia de Nossa Senhora Aparecida a padroeira do Brasil. Em Porto Velho as celebrações vão acontecer no Santuário de Apareci

Jorgiley – Porquinho o comunicador que faz a diferença no rádio de Porto Velho

Jorgiley – Porquinho o comunicador que faz a diferença no rádio de Porto Velho

Tenho uma maneira própria de medir a audiência de um programa de rádio. É o seguinte: quando o programa ecoa na rua por onde você está passando, dando