Porto Velho (RO) segunda-feira, 23 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Silvio Santos

Zekatraca - Lenha na Fogueira 10/11/10



EDITAL 


Basa abre inscrições
patrocínio de projetos


O Basa aumentou a participação da área cultural de 33% para 40% do valor total do edital

Estão abertas até o dia 13 (próximo sábado), as inscrições de projetos para o edital de patrocínio do Banco da Amazônia (Basa) para o ano 2011 (Os projetos devem ser executados de 01/05 a 30/12/2011). O Banco destinou R$ 5 milhões para atender até 200 projetos, (veja quadro no final da matéria).

A novidade do Edital do Basa deste ano é a inclusão de projetos na área ambiental. 

Em relação ao edital de 2010, o Basa aumentou a participação da área cultural de 33% para 40% do valor total do edital (de aproximadamente 1,5 milhão para 2 milhões).

Serão atendidos neste segmento projetos incentivados e não incentivados por Lei. Os projetos incentivados passíveis de patrocínio pelo Banco da Amazônia por lei são os que possuem aprovação pela Lei Rouanet, no âmbito Federal e por Lei Municipal que tenha incentivos para dedução de ISS, nos municípios que o Banco atua. 

- LITERATURA - Projetos que contemplem ações de incentivo à leitura e formação de novos leitores, produção literária individual ou coletiva de autores valorizando a cultura Amazônia, dirigida ao público adulto e/ou infantil, compreendendo a edição de livros, revistas técnicas, história em quadrinhos; realização de bienais, mostras, seminários, concursos literários direcionados a categorias de públicos infantil, adulto, da terceira idade, ou pessoas com deficiência, que possibilitem o acesso ao consumo da literatura, ou estimulem a formação e o desenvolvimento profissional de escritores e leitores. Serão priorizados projetos com temáticas da cultura dos estados da Amazônia Legal que não têm encontrado espaço de inserção nas diversas formas de distribuição e comercialização. 

- MÚSICA – Projetos que contemplem a produção musical solo ou coletiva, de músicos, compositores ou intérpretes, que destaquem preferencialmente a cultura da Amazônia, considerando as especialidades de cada Estado da Região; formação de grupos musicais (bandas, corais e orquestras), realização de espetáculos; realização de festivais, mostras, seminários direcionados a categorias de públicos infantil, adulto, da terceira idade, ou pessoas com deficiência, possibilitando o acesso ao consumo da música, ou que estimulem a formação e o desenvolvimento profissional de músicos (compositores e intérpretes). Serão priorizados projetos com temáticas da cultura dos estados da Amazônia Legal que não têm encontrado espaço de inserção nas diversas formas de distribuição e comercialização. 

- ARTES CÊNICAS - Produção das artes cênicas solo ou coletiva, valorizando a cultura amazônica, dirigidos ao público adulto, infantil, terceira idade ou pessoas com deficiência; realização de festivais, mostras, seminários, direcionados a categorias de públicos infantil, adulto, da terceira idade, ou pessoas com deficiência, que possibilitem o acesso ao consumo das artes cênicas ou estimulem a formação e o desenvolvimento de profissionais das artes cênicas (diretores, atores, produtores, dançarinos, cenógrafos, etc.). Serão priorizados projetos com temáticas da cultura dos estados da Amazônia Legal que não têm encontrado espaço de inserção nas diversas formas de distribuição e comercialização. 

- ARTES INTEGRADAS OU NÃO ESPECÍFICAS - Projetos voltados aos saberes populares, identificadas com os chamados mestres dos saberes ou tesouros humanos, que realizem oficinas-escolas para a manutenção, dinamização e circulação dos seus saberes no contexto onde atuam; difusão de acervos culturais, que sejam de interesse público; resgatar as brincadeiras e brinquedos populares, cantiga de roda, contações de histórias e adivinhações; apoiar artista local em eventos de caráter público que valorize as manifestações culturais regionais; capacitar indígenas, comunidades quilombolas, ciganos, comunidades com baixo IDH*; programas de valorização das línguas indígenas. 

No edital de 2010, 15 projetos oriundos do Estado do Amazonas foram aprovados pelo Basa. Assim, o Amazonas - com 14% da população da Amazônia Legal - ficou com apenas 8% dos projetos aprovados, enquanto os Estados do Pará (38%), Tocantins (18%), Rondônia (10%) e Maranhão (9%) ficaram com 75% dos projetos aprovados pelo Basa.

Maiores informações: (91) 4008- 2809 ou (91) 4008-3507, no horário de 10h00 as 16h00, de segunda a sexta-feira, ou através do e-mail oordenadoriadepatrocinios@bancoamazonia.com.br.


 

 


Ontem quem estava na Secel se dizendo indicado pelo governador eleito como encarregado da transição na secretaria de cultura era o ex juiz de futebol Jaime Melo.

********

Era ele e o Cachopa andando pelos corredores do prédio do relógio e se não me engano tentando conversar com o secretário Jucélis Freitas a respeito da transição.

********

Isso não quer dizer que qualquer dos dois será nomeado secretário da Secel.

*******

Até porque o Jaime Melo se apressou em dizer que a visita dele era extra oficial.

********

Será que o Jaime está forçando a barra.

********

No jornal Diário da Amazônia de segunda feira, li uma matéria dizendo que o Maritaca também está pleiteando ser o secretário da Secel.

*******

Pra quem não sabe, Maritaca é ex-presidente do Jiparaná time de futebol que foi mais de cinco vezes campeão estadual.

*******

Pois, justamente na gestão do Maritaca o time foi parar na segunda divisão e até hoje está apagado no cenário futebolístico de Rondônia.

********

Entre os desportistas que estão se escalando para assumir a Secel, só está faltando o Loló se pronunciar.

*******

Acontece que, se o Jai8me Melo, fez campanha para Confúcio Moura o Loló também fez.

*******

Com o aparecimento do Jaime e do Cachopa os candidatos a candidatos a secretário da Secel já são 16.

*******

Só esperamos que o Dr. Confúcio não se deixe levar pela emoção ou pela indicação de amigos.

*******

Os citados acima podem até colaborar no Departamento de Desportos agora, culturalmente falando não sabem e não entendem nada.

*******

Como as especulações são muitas. Vamos ficar aguardando o dia 20 chegar para saber melhores detalhes de como ficará o seguimento cultural no próximo governo.

*******

Enquanto isso na escola de samba Acadêmicos do Armário Grande a diretoria se reuniu e resolveu realizar concurso para escolher o samba enredo para o carnaval de 2011.

*******

Isso depois de dizerem que o samba seria o que o Carlinhos Maracanã havia apresentado.

*******

Agora se o Carlinhos quiser ouvir seu samba cantando na avenida no carnaval de 2011 vai ter que enfrentar os concorrentes:

*******

Cabo Sena, Jorge Macumba e Torrado.

*******

Segundo o presidente Cabeleira o concurso vai acontecer no próximo dia 18.

*******

O local ainda está sendo escolhido, pode ser no Mercado Cultural ou na praça do Conjunto Rio Candeias lá na Zona Sul local da sede da escola.

*******

Por falar em Mercado Cultural.

*******

Será que amanhã vai acontecer a Seresta Cultural.

*******

A pergunta é porque nas últimas edições do Projeto o negócio andou esquentando entre o coordenador do evento e uma cantora.

********

Dizem as “matildes” que o “pau” quebrou. Aliás, vem quebrando há muito tempo.

*******

O pior é que os impropérios de baixo calão são proferidos ao microfone e com isso, o público que não tem nada a ver com a disputa entre os envolvidos no entrevero, passa pelo constrangimento de ouvir o que não deveriam ouvir.

*******

Seria bom que a direção da Iaripuna tomasse alguma providencia, afinal de contas o Projeto Seresta Cultural nasceu dentro da Fundação e conta inclusive com seu apoio.

*******

Tá na hora de dar um basta nisso. Ou proíbem oficialmente a cantora ou então trocam o coordenador do Projeto.

*******

Neste final de semana Os Anjos da Madrugada se apresentam no Cacoal Selva Park.

******

Monteiro & Cia. está ensaiando um repertório todo especial para apresentar ao público de Cacoal.

*******

O Basa abriu Edital para patrocínio de projetos culturais e outros.

*******

Pena que a divulgação chegou muito tarde, uma vez que as inscrições se encerram no próximo dia 13.

*******

De qualquer maneira ainda dá tempo. Vamos correr atrás do patrocínio para projetos culturais oferecido pelo Basa.

 




 

OLHO - “Carnaúba e mandacaru” são duas plantas nativas encontradas no Nordeste do Brasil, onde meu pai viveu durante 50 anos


CACOAL
 

Historia de Clodoaldo Nunes

Clodoaldo Nunes de Almeida foi o responsável por introduzir a cultura do café no estado de Rondônia. Falecido em julho de 1.981, o pioneiro recebeu como homenagem uma escola e um bairro em Cacoal que leva o seu nome. Sabendo da importante contribuição que seu pai deixou não só para Cacoal, mas para todo o estado de Rondônia, Seu Damião Moreira Nunes, filho mais velho de Clodoaldo e sua filha Tereza Neide Nunes Vasconcelos, resolveram escrever um livro contando a história de vida de Clodoaldo.

O lançamento do livro “Entre Carnaúbas, Mandacarus, Castanheiras e Cafezais – A Saga de Clodoaldo Nunes e sua família pelos caminhos do Brasil”, está previsto para o dia 14 de novembro, no auditório da UNIR, as 20h00. Segundo Seu Damião a explicação do título é simples, ““carnaúba e mandacaru” são duas plantas nativas encontradas no Nordeste do Brasil, onde meu pai viveu durante 50 anos. “Castanhal” é a planta original da Fazenda Castanhal, que é onde vivemos desde que chegamos e transformamos em fazenda de café, com muitos “cafezais” e “caminhos do Brasil” é que antes de chegar a Rondônia, nós moramos em São Paulo, Paraná e Mato Grosso do Sul”.

De acordo com Seu Damião a família de Clodoaldo chegou à Rondônia em maio de 1.965, quando só existiam as vilas Vilhena, Pimenta Bueno e Ji-Paraná e as cidades Porto Velho e Guajará-Mirim. Eles se instalaram na fazenda Castanhal, onde moram até hoje. A plantação de café que existe na fazenda foi cultivada com a ajuda dos filhos, André Moreira Nunes e o autor do livro Damião.

O livro segundo o autor, além de contar a história de Clodoaldo, também retrata o desenvolvimento da região de Rondônia e Acre com a ação do 5º BEC, INCRA, transposição de território para Estado e questões do meio ambiente, “convido todos a prestigiarem o lançamento do livro, este livro foi uma forma que encontrei de homenagear o meu pai, por todo o trabalho que ele desenvolveu em Rondônia, é uma forma também de resgatar a história do nosso Estado que é esquecida por muitos”, convidou para participar do evento Seu Damião.

 

Siga o Gentedeopinião no Gente de Opinião



 Fonte: Sílvio Santos - zekatracasantos@gmail.com  
 
Gentedeopinião   /  AMAZÔNIAS   /  RondôniaINCA   /   OpiniaoTV
 Energia & Meio Ambiente   /   YouTube  / Turismo   /  Imagens da História

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Silvio Santos

Presidente interino da Funcultural  Eudes Claudino e a programação da festa de 105 anos de Porto Velho

Presidente interino da Funcultural Eudes Claudino e a programação da festa de 105 anos de Porto Velho

Presidente interino da FunculturalEudes ClaudinoE a Programação da festa de 105 anos de Porto Velho Sexta feira dia 20, fomos até a sede da Fundação C

Lenha na Fogueira + Palco Giratório apresenta  Se eu fosse Iracema + Edital para artesãos participarem da ExporPorto

Lenha na Fogueira + Palco Giratório apresenta Se eu fosse Iracema + Edital para artesãos participarem da ExporPorto

Lenha na Fogueira Meu amigo Antonio Serpa do Amaral o Basinho postou na sua fan page do face book uma crônica sobre as criticas ao documentário do qua

Musa do festival de Praia  de Costa Marques + Alunos da escola Castelo Branco na Oficina de Teatro

Musa do festival de Praia de Costa Marques + Alunos da escola Castelo Branco na Oficina de Teatro

Lenha na FogueiraO Palco Giratório do Sesc 2019, que está sendo a´presentado em Porto Velho desde o último dia 7 de setembro e vai até o próximo dia 2

Portal Rondônia Tem Tudo  Apresentado ao publico + Em Portugal, atriz de Rondônia  tem papel de destaque em novela

Portal Rondônia Tem Tudo Apresentado ao publico + Em Portugal, atriz de Rondônia tem papel de destaque em novela

Lenha na Fogueira Palco Giratório é sucesso de público em Porto Velho************O Festival Palco Giratório é o maior intercâmbio das artes cênicas do