Porto Velho (RO) sábado, 26 de maio de 2018
×
Gente de Opinião

Silvio Santos

Maracujá, última noite - Por Zekatraca


 Maracujá, última noite - Por Zekatraca - Gente de Opinião

Hoje será feita a apuração dos votos dos jurados, que este ano, tiveram como coordenador e orientador o Professo/Doutor Marco Antônio Teixeira. Apenas os grupos de quadrilhas foram avaliados já que os bois bumbás, alegando falta de recursos suficientes, solicitaram a direção da Federon e foram atendidos para que não participasse do julgamento.

A noite vai começar com a premiação dos vencedores da 36ª Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbás do Arraial Flor do Maracujá e em seguida a apresentação da quadrilha “Matutos da Roça” de Rio Branco (AC).

Pela primeira vez a direção da Federon vai promover o Duelo entre os grupos de dança de toada, Yaporanga (azul) X Waitku Mayakan (verde). “Esperamos que o público aprove, a intenção é transformar esse Duelo em atração todos os anos, no Flor do Maracujá”, disse o presidente da Federon Fernando Rocha.​




Lenha na Fogueira


Termina na noite deste domingo (16), a 36ª Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbás – Arraial Flor do Maracujá.

********

Esta edição do Flor do Maracujá entra para a história. As apresentações deste ano, contaram com grupos do município de Humaitá (AM) e de Rio Braco capital do estado do Acre. Quer dizer, o Flor do Maracujá ganha o status de Arraial Interestadual.

*******

Olha que a Federon através do seu departamento artístico, recebeu solicitação de grupos de vários municípios de Rondônia e do interior do Acre, porém, por falta de espaço na agenda de apresentações, não pode atender tantos pedidos. “Só concordamos em atender, aqueles grupos que se responsabilizasse pelo transporte, a Federon apenas deu apoio logístico como alojamento e alimentação (lanche)”, informou o presidente Fernando Rocha.

*******

Outra novidade da 36ª Mostra, foi o Duelo entre os grupos de dança de toadas Waitku Mayakan X Yaporanga. Na realidade, esses dois grupos de dança, também se apresentaram como tribo de vários grupos de bois bumbás.

*******

Este ano com raríssimas exceções, os grupos de quadrilhas que se apresentaram pelo grupo especial, colocaram indumentárias novas e muito bem produzidas. Apesar do recurso a cada grupo de quadrilha ser considerado irrisório, apenas R$ 6 Mil a maioria se apresentou com roupas luxuosas. Pesquisamos os preços das indumentárias das Rainhas e dos Casais de Noivos e chegamos a média de R$ 3 Mil cada vestido de Rainha e em média R$ 5 Mil só o vestido de noiva. Pra quem recebeu apenas R$ 6 Mil...

*******

Não tem como não elogiar os investimentos que os grupos de quadrilha fazem para se apresentar no Flor do Maracujá. O presidente da quadrilha Rádio Farol Severino Castro confirmou a este colunista, que o grupo este ano, investiu aproximadamente R$ 50 Mil. Ano passado a JUABP investiu mais de R$ 80 Mil em sua apresentação.

*******

Apesar do espetáculo proporcionada pelo Rádio Farol, não podemos dizer que o título está garantido, pois essa coluna foi feita na manhã de sábado e a noite, ainda teve a apresentação da JUABP e na quinta feira, a Roça é Nossa também dançou espetacularmente. Posso até arriscar um palpite. A campeã da 36ª Mostra do Flor do Maracujá será uma dessas duas, Roça é Nossa ou Rádio Farol. Sem esquecer que não vi a JUABP.

*******

Difícil mesmo, talvez tenha sido para os jurados escolherem as duas juninas, que no ano que vem, vão cair para o grupo de acesso. Assim como a decisão que vai escolher o melhor grupo a que vai decidir quem vai cair será nos mínimos detalhes. No máximo um décimo de diferença.

*******

O Flor do Maracujá chega a sua última noite, contabilizando recorde de público. Aliás, a média de público deste ano pode superar a de 2016 que foi de 15 mil. “Nossa meta é chegar aos 18 Mil”, disse Fernando.

********

Graças a intervenção do superintende da Setur Júlio Olivar, as apresentações dos grupos folclóricos, foram registradas pela equipe de comunicação do governo estadual, em vídeo.

*******

O site O Observado do jornalista Fogaça passou a ser conhecido em vários países e em praticamente todo o Brasil, pois, foi o único meio de comunicação que transmitiu as apresentações ao vivo. A média de visualização dia, foi de aproximadamente 80 Mil. Posso garantir essa marca, porque atuei como comentarista em várias noites.

*******

A única nota negativa do Flor do Maracujá deste ano, vai para a péssima apresentação do Boi Bumbá VENCEDOR. Sugerimos a direção da Federon e da Guarnicê, chamarem a direção desse grupo para uma fala muito séria. Eles receberam R$ 8 Mil como cachê e praticamente não colocaram nada na arena do Flor.

*******

Salve o Flor do Maracujá o maior evento folclórico da região Norte!
 


Maracujá, última noite - Por Zekatraca - Gente de Opinião
 

Rádio Farol, espetáculo
visual no Maracujá


A apresentação na noite de sexta feira (14), da quadrilha junina Rádio Farol na 36ª Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbás – Arraial Flor do Maracujá foi espetacular.

Festejando seus 20 anos de criação e de Arraial, a quadrilha dirigida pelo professor Severino Castro colocou na arena 48 pares que sob o comando do marcador Maxsuel mostraram todas as fases da quadrilha durantes esses anos todos. Na realidade, o mestre cerimônia Ruimar convidou o casal de Velhos para contar a história e assim começou a apresentação, que recebeu aplausos de mais de 20 mil expectadores, que se espremiam nas arquibancadas, camarotes, área vip e até na área de dispersão. “É a Rádio Farol”, comentava a professora Nazaré Silva uma das criadoras do Flor do Maracujá. “Isso enriquece as apresentações do Arraial” comentava o jornalista Everaldo Fogaça. O site Observador através de sua página no Facebook transmitiu ao vivo toda apresentação e registrou mais de 100 mil visualizações e mais de Mil comentários, oriundos de praticamente todo o Brasil e alguns países como França, Inglaterra, Espanha e Japão, todos elogiando o espetáculo, que foi a apresentação da Rádio Farol no Flor do Maracujá 2017.

Maracujá, última noite - Por Zekatraca - Gente de Opinião

A décima segunda noite do Flor do Maracujá, começou com a apresentação do boi mirim “Brilhantinho” que em virtude de problemas com seu levantador de toadas, não contou com Banda ao vivo, foi na base do som mecânico e mesmo assim, fez ótima apresentação. O segundo grupo a se apresentar foi a quadrilha mirim Rosas de Ouro que como sempre, é destaque pela garra da gurizada.

Maracujá, última noite - Por Zekatraca - Gente de Opinião

O Boi Bumbá Diamante Negro do Amo Aluízio Guedes fez bela apresentação, com a maioria das músicas de autoria do compositor e levantador de toadas Walcir Nonato. Além do Walcir destacamos a dança da Rainha do Folclore Joiara Guedes e da Cunhã Poranga Aga Maria, da Maruja de Guerra e da evolução do boi pelo “Tripa”. Indumentárias dos itens muito bem trabalhadas, enfim, foi muito boa a apresentação do Diamante Negro.

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Silvio Santos

A festa em comemoração aos 50 anos de matrimônio de Miguel e Nazaré Silva - Por Zekatraca

A festa em comemoração aos 50 anos de matrimônio de Miguel e Nazaré Silva - Por Zekatraca

Sexta feira dia 25, o casal Miguel Silva e Nazaré Figueredo da Silva renovou os votos matrimoniais, durante cerimônia litúrgica, que aconteceu na igre

Começa nesta 6ª feira, o XXI Arraial Flor de Cacto

Começa nesta 6ª feira, o XXI Arraial Flor de Cacto

Com a apresentação do grupo folclórico Quadrilha Junina “Coração Dourado”, a XXI edição do Arraial Flor de Cacto será aberta na noite desta sexta feir

Circuito Junino começa sexta  com Arraial Flor de Cacto

Circuito Junino começa sexta com Arraial Flor de Cacto

O Circuito Junino, promovido pela Prefeitura de Porto Velho, por intermédio da Fundação de Cultura, inicia nesta sexta-feira,25, com o Arraial Flor do