Porto Velho (RO) quarta-feira, 27 de janeiro de 2021
×
Gente de Opinião

Silvio Santos

Lenha na Fogueira com Sonora PVH 2021 e a Cidade da Cultura


Lenha na Fogueira

 

Os projetos habilitados e que já receberam recursos oriundos da Lei Aldir Blanc começam a ser colocados em prática.

**********

Com certeza, a partir de agora, a comunidade cultural de Porto Velho e de todo o estado de Rondônia, começa a tomar conhecimento da execução dos Projetos selecionados e habilitados através de Editais e Chamada Públicas, tanto pela Superintendência da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer (Sejucel), como pela Fundação Cultural de Porto Velho – Funcultural.

***********

O G1 Rondônia publicou na edição de ontem 12, a seguinte matéria:

**********

Inscrições para participar do Festival Sonora PVH estão abertas até 15 de janeiro.

***********

Por causa da pandemia da Covid-19, essa edição do festival não terá atividades presenciais para o público.

**********

O Festival Internacional de Compositoras – Sonora PVH 2021, está com as inscrições abertas em Porto Velho, até 15 de janeiro.

**********
Podem se inscrever compositoras mulheres, cis e transgênero, de qualquer estilo musical, inclusive instrumental. Faça sua inscrição no link abaixo:

***********

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfdWiayF4MGmdUfFMEdaL34Akz6PM_cHaVwIyaQXwIFX4AbEA/viewform

***********

As selecionadas receberão um cachê de participação de R$ 200 para apresentação de uma composição autoral.

**********

As compositoras selecionadas serão acionadas pela produção no dia 22 de janeiro.

**********

Festival Internacional de Compositoras – Sonora PVH Sonora/Reprodução/YouTube

**********

Segundo a organização, os shows serão gravados em fevereiro de 2021 no Espaço Tapiri, na capital, seguindo as orientações sanitárias dos órgãos de saúde, sem aglomeração.

**********
O público assistirá os shows pela internet. O line-up com as datas de exibição das apresentações ainda não foi divulgado oficialmente.

**********
O festival é um projeto cultural fomentado pela Lei Aldir Blanc por meio da Superintendência da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer (Sejucel), pelo Edital Pacaás Novos.

**********

Esse é só o primeiro, de uma série de mais de 400 Projetos, aprovados pelo governo estadual e governo municipal.

**********

Conhecedor que somos das normas que regulam a aplicação dos recursos da Lei Aldir Blanc, colocamos a disposição dos Produtores Culturais que habilitaram Projetos, esse espaço para divulgação das diversas fazes de execução de cada Projeto.

**********

É só enviar o material pelo e-mail [email protected]

**********

Ou então pelo WhatsApp (69) 9 9302-1960

*********

A publicação das ações do Projeto é uma exigência de todos os Editais relativos a Lei Aldir Blanc.

*********

Por falar em Projeto Cultural o que está precisando de esclarecimento por parte do governo estadual via assessoria da Sejucel, é, sobre o andamento da Construção do que ficou conhecido como CIDADE DA CULTURA.

Lenha na Fogueira com Sonora PVH 2021 e a Cidade da Cultura - Gente de Opinião

*********

O local escolhido pelo governo estadual através da Sejucel para a construção do Espaço Cultural, foi o PARQUE DOS TANQUES, justamente no local onde até o ano de 2019, aconteceu o Arraial Flor do Maracujá.

*********

Acontece que a empresa vencedora da Licitação para a Construção, até começou a desenvolver o serviço. Montou canteiro de obra no local e começou a preparação do terreno e eis que der repente, o SERVIÇO teve que ser paralisado.

*********

Acontece que quando as máquinas começaram a escavação para instalação das fundações da construção, encontrou UM LIXÃO que nem os mais antigos moradores de Porto Velho, se lembram que existiu ali.

*********

Mas, está lá com tudo que um LIXÃO de vergonha tem direito.

**********

O que está pegando é que o governo contratou uma Empresa para desenvolver o Projeto e essa empresa, tinha que ter feito o estudo do subsolo e com certeza não o fez e assim mesmo, desenvolveu o Projeto que por sinal ficou muito bonito, porém, por não ter feito o estudo do subsolo para saber se a construção naquele local seria segura a Empresa Construtora que venceu a Licitação (que não é a que criou o Projeto), ficou prejudicada.

*********

Segundo o superintendente da Sejucel Jobson Bandeira, o governo está à procura de um novo local para construir a CIDADE DA CULTURA.

*********

O bom é que os recursos destinados a construção da Obra, continuam na Caixa Econômica a disposição do governo de Rondônia.

*********

Ainda bem que conseguiram que o DINHEIRO ficasse aqui e não fosse devolvido por falta de aplicação, ao Governo Federal. Quem está cobrando a solução para esse problema é a equipe da REDETV-RO sob o comando do amigo jornalista ADÃO GOMES.

*********

Por falar em Folclore, até a presente data, a Sejucel não se manifestou sobre, se vai acontecer ou não, o ARRAIAL FLOR DO MARACUJÁ neste ano de 2021.

********

Sabemos que o carnaval realmente ficou impossível de realizar, pois até sua data, a VACINAÇÃO não terá atingido um número convincente de pessoas. *********

Já no mês de julho, data que geralmente é realizado o Arraial Flor do Maracujá com certeza, a Vacinação estará bem avançada.

*********

E aí gente boa da Sejucel, vamos ou não, ter o Flor do Maracujá em 2021? 

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Silvio Santos

Lenha na Fogueira com a Live "Recreação Cultural Online" e o Prêmio Sesc de Literatura

Lenha na Fogueira com a Live "Recreação Cultural Online" e o Prêmio Sesc de Literatura

Lenha na Fogueira Depois de um início de semana muito triste, com o passamento do jornalista Marcelo Bennesby e do desembargador aposentado Walter Wal

Marcelo Bennesby – A alegria da Redação

Marcelo Bennesby – A alegria da Redação

Desde quando a sede do Diário da Amazônia (no qual trabalhei de junho de 1994, até outubro de 2019), saiu da Rua Joaquim Nabuco e foi para a Avenida

Lenha na Fogueira e o Coronavírus, Porto Velho faz 106 anos e com O Menestrel dos Menestréis – A história do Boi Bumbá em Porto Velho

Lenha na Fogueira e o Coronavírus, Porto Velho faz 106 anos e com O Menestrel dos Menestréis – A história do Boi Bumbá em Porto Velho

Lenha na Fogueira A saúde de Porto Velho chega ao caos, com a ocupação de todos os leitos clínicos e de UTI em virtude do alto índice de pessoas infec

Lenha na Fogueira com a Federon, notícias de Marcelo Bennesby e com os festivais de música e teatro em Guajará Mirim

Lenha na Fogueira com a Federon, notícias de Marcelo Bennesby e com os festivais de música e teatro em Guajará Mirim

Lenha na FogueiraRondônia, leia-se Federação de Grupos Folclóricos de Quadrilha e Boi Bumbá – FEDERON desde de ontem 22, conta com um representante el