Porto Velho (RO) sexta-feira, 15 de janeiro de 2021
×
Gente de Opinião

Silvio Santos

Lenha na Fogueira com o Edital Aluízio Batista Guedes, com governo prejudicando os artista e a revitalização da EFMM


Lenha na Fogueira  com o Edital Aluízio Batista Guedes, com governo prejudicando os artista e a revitalização da EFMM - Gente de Opinião

Lenha na Fogueira 

A prefeitura municipal de Porto Velho por meio da Fundação Cultural – Funcultural publicou a relação final dos Projetos Habilitados por categoria no Edital Aluízio Batista Guedes, com recursos da Lei Aldir Blanc.

**********

Dos TRES MILHÕES E MEIO depositado na conta do Fundo Municipal de Cultura administrado pela FUNCULTURAL E PORTO VELHO, apenas 20% é destinado aos EDITAIS.

**********

Assim sendo apenas aproximadamente R$ 700 MIL foram colocados à disposição dos Proponentes, através do Edital Aluízio Batista Guedes.

***********

Então ficou assim: Categoria A - Apresentação e Performance Artística ou Musical – 30 Vagas de R$ 5 MIL cada o que soma: R$-150 MIL.

***********

Categoria B – Produções Audiovisuais e Mídias Digitais - 10 Vagas de R$ 25 MIL cada = R$-250 MIL.

***********

Categoria C – Livro, Jornal, Fanzine e Revista Digital – 10 Vagas de R$ 16 MIL cada = R$-160 MIL.

**********

Categoria F – Curso, Oficina e Workshop – 10 Vagas de R$ 5 MIL cada = R$-50 MIL

**********

Isso quer dizer que, mesmo se todas as Categorias recebessem o total de Projetos, sobrariam recursos, pois, a soma não alcança o total de 20% do que reza a Lei Aldir Blanc para os Editais.

**********

Exemplo: a Categoria A que deveria habilitar 30 Projetos, só habilitou 9 (NOVE).

**********

A Categoria “C” que era para Habilitar 10 Projetos só Habilitou Quatro (4).

***********

A Categoria F que também tinha que habilitar 10 Vagas, só habilitou QUATRO (4).

***********

 Isso quer dizer, que tem dinheiro sobrando nesse naipe do Edital Aluízio Batista Guedes.

**********

Tudo acontece porque a Coordenação responsável pela análise dos Projetos está exigindo coisas que poderia ser facilitada, uma vez, que se trata de recursos para a categoria mais prejudicada com a Pandemia do Coronavírus.

***********

A respeito disso o presidente da Federação de Grupos de Quadrilhas e Bois Bumbás Fernando Rocha postou:

***********

Com relação aos recursos que poderão ser devolvidos, e o pouco interesse dos artistas, e produtores culturais em não quererem participar dos Editais da Lei Aldir Blanc, com certeza é em virtude da burocracia, e multas perguntinhas nos formulários, eu até entendo que tudo isso seja necessário, apresentar documentação, mais em tempo normal, agora em tempo de pandemia deveriam fazer um mapeamento de quem já tem um trabalho consolidado e flexibilizar os recursos, a Prestação de Conta seria o próprio trabalho. Minha opinião assina Fernando.

**********

Olha uma notícia pra lá de boa: Avançando com o projeto de revitalização do Complexo da Estrada de Ferro Madeira Mamoré (EFMM), a Prefeitura de Porto Velho, por meio da Fundação Cultural (Funcultural), vai realizar duas audiências públicas para fazer o detalhamento e orientações sobre a forma de concessão dos espaços de cultura, artesanato regional, turismo e gastronomia que funcionarão no local.

**********

As audiências públicas acontecerão no Teatro Banzeiros, nos dias 22 de dezembro e 7 de janeiro, das 9h às 10h, no formato presencial e com transmissão online, por meio de plataforma digital na internet.

**********

Agora uma notícia nada boa:

 

***********

 

Mais uma vez os artistas/músicos foram os mais prejudicados com a decisão do governo estadual de voltar Porto Velho para a fase 3 (TRES) do Protocolo da Pandemia do Coronavírus,

**********

O interessante é que a Portaria diz que os bares, restaurantes e casas noturnas podem abrir e comportar até 4 pessoas por mesa, que também devem obedecer ao distanciamento de mais ou menos dois metros, uma da outra.

*********

Porém, proíbe o Artista/músico/cantor de se apresentar num palco onde só ele e seus músicos estarão.  Muitas das vezes é só voz e violão ou teclado e nada mais.

**********

A respeito disso, uma turma de artistas, promotores de eventos, cantores, músicos e trabalhadores afins, foram até o CPA na tentativa de serem recebidos pelo governador. O objetivo era solicitar do mandatário do nosso estado mais flexibilização com as apresentações artísticas.

**********

Fiquei deveras invocado com a Portaria do Governo, proibindo Shows musicais, que não festejei o Dia do Samba. Acontece que o Beto Cezar estava com um show fechado com o cantor Marquinho Satã do Rio de Janeiro que um apresentaria em Porto Velho no próximo sábado festejando o Dia do Samba e ainda contaria com a participação especial dos sambistas de Porto Velho, Silvio Santos e Bainha.

**********

Mesmo assim Beto Cezar ofereceu um almoço mais do que bacana, no dia de ontem em sua residência e promoveu roda de samba com os cambistas locais.

**********

Quanto a mim: Eu sou o samba, a voz do morro, sou eu mesmo sim senhor...!

************

Outra notícia boa: Ariquemes na noite de terça feira sua famosa árvore de Natal, a maior do nosso estado e talvez da região.

 

************

Ji Paraná também abriu para visitação, a famosa Casa do Papai Noel.

***********

Notícia ruim: Porto Velho não contará com decoração de natal este ano em suas ruas. Segundo a prefeitura de Porto Velho: O eixo da decisão é a orientação para não realizar os procedimentos decorativos foi do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia (TCE). A ação foi determinada através da Decisão Monocrática nº 0052/2020-GCESS no qual estabelece uma série de medidas preventivas ordenadas aos órgãos jurisdicionados.

***********

Uma perguntinha: O TRIBUNAL DE CONTAS NÃO É DO ESTADO DE RONDÔNIA? Então por que, só a Prefeitura de Porto Velho é obrigada a obedecer a SENTENÇA do TCE?

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Silvio Santos

Lenha na Fogueira com Funcultural e o Podcast PPKast discute arte na pandemia

Lenha na Fogueira com Funcultural e o Podcast PPKast discute arte na pandemia

Lenha na FogueiraPois é, a nova administração da Fundação Cultural de Porto Velho – FUNCULTURAL mostrando que não está aí por acaso, começou a mostrar

Lenha na Fogueira com a Marcha para Jesus e a live Negra Mari Extracotidiana

Lenha na Fogueira com a Marcha para Jesus e a live Negra Mari Extracotidiana

Lenha na Fogueira Assim como a Banda do Vai Quem Quer, a Marcha para Jesus desde terça feira 12, foi oficializada por meio de Lei n° 4.939, como Patri

Lenha na Fogueira com Sonora PVH 2021 e a Cidade da Cultura

Lenha na Fogueira com Sonora PVH 2021 e a Cidade da Cultura

Lenha na Fogueira Os projetos habilitados e que já receberam recursos oriundos da Lei Aldir Blanc começam a ser colocados em prática.**********Com cer

Lenha na Fogueira com governo instrui Estados e municípios a guardar dinheiro da Lei Aldir Blanc.

Lenha na Fogueira com governo instrui Estados e municípios a guardar dinheiro da Lei Aldir Blanc.

Lenha na Fogueira Governo instrui Estados e municípios a guardar dinheiro da Lei Aldir Blanc.***********Em um comunicado oficial, o Ministério do Turi