Porto Velho (RO) segunda-feira, 25 de junho de 2018
×
Gente de Opinião

Silvio Santos

Lenha na Fogueira 02/11


No dia 12 de outubro, dia de Nossa Senhora Aparecida, fizemos um pequeno comentário sobre um torneio de pesca que a Prefeitura do Município de Porto Velho através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Socioeconomico – SEMDES iria realizar.

******
Não sei se foi porque fizemos algumas cobranças naquela coluna, o Torneio não aconteceu.

******
Semana passada, recebemos da Diretora do Departamento de Turismo Binha Rios e do Secretário da SEMDES José Carlos Monteiro Gadelha.

******
A seguinte nota de esclarecimento.

******
Prezado Silvio Santos,


Ao cumprimentá-lo, vimos fazer alguns esclarecimentos a cerca da matéria publicada em vossa coluna no dia 12 de outubro de 2006, no Jornal Diário da Amazônia:

******
A Comunidade de Porto Seguro, representada por seu presidente, juntamente com a Cooperativa Milênio e a Emater, procuraram a SEMDES para em parceria buscar a viabilidade de realização do Torneio de pesca que foi proposto pela comunidade local, tendo em vista a carência de atividades de geração de renda naquela localidade.


******
O Departamento de Turismo/SEMDES, preocupado com a questão ambiental, se comprometeu em apoiar o evento no sentido de analisar junto aos órgãos competentes quanto à viabilidade do Proposto Torneio, primando, sobretudo a preservação da natureza, a segurança e o bem estar da comunidade.

******
Encaminhamos todos os documentos necessários com pedidos de apoio, análise da viabilidade e licença para em parceria promover a realização do evento, a partir daí fomos informados por órgãos fiscalizadores da impossibilidade de realização evento naquela área, motivo pelo qual não foi realizado o aludido torneio.


*******
Os peixes que seriam pescados iriam ser consumidos ou vendidos e uma parte iriam ser doados voluntariamente pelos participantes a creches mais carentes do município de Porto Velho. Asseguramos, que com certeza, sob hipótese nenhuma seriam jogados nas pedras para apodrecer como acontece atualmente.

*******
As taxas que seriam cobradas às equipes participantes seriam destinadas à premiação, compra de troféus, bonés e camisetas, conforme acordo feito com a comunidade.


******
Comunidade São Carlos.

*******
A SEMDES, através do Departamento de Turismo participou do 1º Encontro Nacional de Regionalização do turismo – Roteiros do Brasil, nos dias 17 e 18 de outubro em Brasília, onde apresentou as necessidades de infra-estrutura de cada roteiro, sendo que Porto Velho integra o Pólo Porto Velho, com roteiros turísticos Baixo Madeira, distritos de Calama e São Carlos.

*******
Sabedores da importância que o Distrito tem para a área turística do município, observando a carência de infra-estrutura local e prestação de serviços da comunidade de São Carlos, foi apresentado por esse Departamento no I Encontro Nacional de Regionalização através de um documento chamado Matriz de Identificação das Ações para Estruturação dos Roteiros Turísticos – Infra-Estrutura, algumas necessidades básicas tais como: saneamento básico, sinalização turística, melhoria nas vias de acesso, cursos de capacitação em atendimento turístico, gastronômico, saúde, higiene e limpeza, ferramentas necessárias para o bem estar dos moradores, como também melhor desenvolvimento turístico naquele Distrito.


*******
Estamos à disposição de Vossa Senhoria para quaisquer esclarecimentos e solicitamos que qualquer assunto referente ao turismo do município de Porto Velho por gentileza, procure ao órgão competente para que os leitores do lenha na fogueira coluna tão prestigiada, continuem tendo acesso a notícias coerentes.

Atenciosamente,

********
Binha Rios - Diretora do Dep Turismo e José Carlos Monteiro Gadelha - Secretário SEMDES.


Depois do dia finados vamos fazer comentários sobre tudo isso. Me aguardem!

Jornalista conquista prêmios Abel Neves

A jornalista Eli Batista, assessora de imprensa da Prefeitura de Cacoal, conquistou os prêmios de melhor documentário, melhor direção e melhor roteiro no Festival Estadual de Curtas Metragens Prêmio Abel Neves, promovido pela Fundação Cultural de Ji-Paraná, no período de 18 a 20 de outubro. Ela participou do festival com um documentário de 14 minutos em vídeo, com o tema "A mídia na visão dos índios Surui", produzido depois de quase três meses de pesquisa.

Eli Batista disse que sabia que seu trabalho havia sido inscrito no Festival Estadual de Curtas Metragens pelo coordenador do curso de jornalismo da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra/Ji-Paraná), onde estuda, professor e jornalista Santiago Roa Júnior, mas que não esperava conquistar os três títulos. "Foi uma surpresa agradável", diz.

A jornalista conta que o documentário é um retrato de sua convivência com os índios da etnia Surui, depois de dezenas de quilômetros de caminhadas por picadas na mata, colhendo imagens e depoimentos. Sua pesquisa é fruto de uma curiosidade insaciável. "Eu queria não apenas realizar um trabalho de faculdade, mas saber algo mais sobre um mundo tão distante, a vida dos índios Surui, porque vale a pena", conclui.

Apesar da curta duração, o documentário produzido por Eli Batista tem uma qualidade mágica de fazer o espectador ter a sensação de estar vivendo o cotidiano dos povos indígenas, como se estivesse lá. Parece ficção, embora retratado de maneira fiel, sincera e extremamente realista.

 zekatraca@diariodaamazonia.com.br

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Silvio Santos

Fernando Rocha, o Fernandão - Por Zekatraca

Fernando Rocha, o Fernandão - Por Zekatraca

 ‘Vim de novo em 1988 e o negócio tava melhor, entraram as dragas, o dinheiro em Porto Velho rolava que nem folha no outono, era bom demais. De volta

Boi Caprichoso vai abrir e encerrar o Festival 2018 - Por Zekatraca

Boi Caprichoso vai abrir e encerrar o Festival 2018 - Por Zekatraca

O Festival de Parintins vai acontecer no próximo final de semana, ou seja, nos dias 29 e 30 de junho e 1º de julho, na Ilha Tupinambarana Amazonas

Amanhecendo com os nervos a flor da pele

Amanhecendo com os nervos a flor da pele

Amanhecendo com os nervos a flor da pele, tudo por conta do jogo Brasil X Costa Rica. Não foi fácil dormir, pois a tensão é tanta, que nos tira o sono

Bois Bumbás decidem nesta quinta, se vão ou não para Maracujá - Por Zekatraca

Bois Bumbás decidem nesta quinta, se vão ou não para Maracujá - Por Zekatraca

A Liga dos Bois Bumbás - Guarnecer reúne na noite desta quinta feira 21, a partir das 18 horas, na sede da Federação de Grupos Folclóricos – Federon n