Porto Velho (RO) domingo, 19 de maio de 2019
×
Gente de Opinião

Silvio Santos

Inauguração do passeio de Litorina - Livro infantil mostra os perigos do pensamento negativo


Inauguração do passeio de Litorina - Livro infantil mostra os perigos do pensamento negativo - Gente de Opinião

Lenha na Fogueira

 

As festas juninas em Porto Velho, começam na próxima sexta feira 17, com o lançamento no Centro de Atendimento ao Turista da SETUR - CAT localizado no 1º piso do Porto Velho Shopping, as 17 h 30 do CIRCUITO JUNINO.

***********

A Liga dos Arraias que tem na presidência o engenheiro Clodoaldo Negaça em parceria com a Funcultural de Porto Velho e a Superintendência Estadual de Turismo – Setur vai promover um espetáculo, com apresentações de grupos folclóricos de dança de quadrilha e boi bumbá.

**********

O primeiro evento do Circuito Junino será o Arraial Flor de Cacto marcado para começar no dia 24. O Flor de Cacto inclusive já está sendo montado no Campo 1º de Maio do bairro Caladinho.

**********

Este ano o Arraial dirigido pelo Negaça está oferecendo boa premiação aos grupos de quadrilha junina que se inscreveram para participar do Festival, que será coordenado pelo folclorista João Alves o Joãozinho.

***********

Com bom dinheiro, os grandes grupos correram para se inscrever. Assim vamos apreciar durante os dez dias do Flor de Cacto apresentações das juninas: Girassol, Mocidade Junina, Rosa Divina, Flor da Primavera, Rádio Farol. Juabp. A Roça é Nossa, Matutos do Socialista, Nova Junina do Orgulho, Mocidade do Guaporé entre outros.

**********

Ontem o Joãozinho reuniu os dirigentes das juninas que vão participar da disputa no Flor de Cacto e apresentou os Jurados. A reunião aconteceu na sede da Federon na Cidade da Cultura.

*********

O festival do Flor de Cacto serve para avaliarmos como estão nossos grupos folclóricos de quadrilha juninas, para as apresentações deste ano.

***********

Serve também para os grupos aprimorarem suas coreografias para as apresentações no maior Arraial da Região, o Flor do Maracujá.

**********

Por falar em Flor do Maracujá! Não sei o que aconteceu, só sei que a diretoria da Federon foi convidada a conceder entrevista na manhã de ontem, a um canal de televisão (não assisti) e o que vi nas redes sociais dos Grupos Folclóricos filiados à Federon, foi a postagem de uma foto do superintendente da Sejucel, Jobson Bandeira, com a seguinte frase: “Quem vai fazer o Flor do Maracujá! A Sejucel ou a Federon?”.

**********

Como não assisti a entrevista não sei se a televisão ouviu apenas a direção da Federon e deixou a Sejucel para outro dia, não posso responder a pergunta acima.

*********

Porém, posso deduzir que o que publiquei na coluna de ontem, sobre uma conversa que tive com o Fernando Rocha e com o Severino Castro está corretíssimo.

**********

Realmente a realização do Arraial Flor do Maracujá está ameaçadíssima, caso a Sejucel não atenda as reivindicações dos grupos apresentada através da Federon.

*********

Particularmente, estou torcendo para que tudo termine bem, pois, não podemos admitir que ‘EGOs’ de dirigentes, sejam colocados acima do interesse da nossa população folclorista.

**********

Acho inclusive que o Ministério Público através da carteira que cuida da Cultura, deve intervir chamando as partes para conversar e resolver o problema entre a Federon e a Sejucel.

***********

Alguém tem que ceder para que nossa festa folclórica maior não seja prejudicada. Não vamos deixar que o Arraial Flor do Maracujá passe a fazer parte da estatística, através da frase: “Porto Velho já teve...”.

************

Do jeito que a coisa está, não duvido que isso esteja prestes a acontecer, já, que caso realmente as partes não entrem em acordo. Nossa maior festa folclórica não vai acontecer no ano de 2019.

**********

E não acontecendo este ano, fica difícil voltar a acontecer nos próximos anos.

**********

Vamos parar de frescura e sentar para realizar o Arraial Flor do Maracujá senhores Jobson Bandeira e Fernando Rocha!


TURISMO

Inauguração do passeio de Litorina será no feriado


Está tudo na reta final para os preparativos do passeio de Litorina na Capital, é o que afirma o Vereador e Professor Aleks Palitot, que desde o início dos serviços de reforma e preparação do percurso de 2,3 km, vêm prestando total apoio a Associação dos Ferroviários que vai coordenar e administrar todo o atrativo turístico na Estrada de Ferro Madeira Mamoré. “A prefeitura mandou instalar também uma pequena estação, então, vamos aguardar o posicionamento e construção serem concluídos”, anuncia o Vereador.

Na última sexta feira (10), o vereador Aleks Palitot entregou os blocos com os ingressos para o passeio aos Ex-Ferroviários. “Mandamos imprimir o suficiente para atender um bom tempo nesse atrativo, e agora o ingresso não custará mais 8 reais como estava sendo divulgado na mídia, e sim, 5 reais apenas”,afirma Aleks. A diminuição do valor a ser cobrado, segundo explicou, se deu por conta de proporcionar maior acessibilidade, já que é um passeio para a família inteira.

Aleks Palitot agradece a todos os servidores de seu gabinete, pelos esforços durante a limpeza, e a articulação em conseguir documentos importantes para a liberação e viabilidade do passeio junto ao Ministério Público Federal, Instituto Nacional do Patrimônio Histórico, Governo do Estado e Prefeitura Municipal, além de amigos e empresários, que também ajudaram com doação financeira. “A vistoria e o laudo técnico que atestam a segurança do passeio já estão sendo feitos, e nós vamos comemorar o Dia do Ferroviário que passou, durante a cerimônia de inauguração deste projeto, que vai se tornar um sonho realizado pelos ex-ferroviários da associação, todos com mais de 80 anos de idade”,enfatizou o Vereador Aleks Palitot. (da assessoria)


LITERATURA

Livro infantil mostra os perigos do pensamento negativo




Muitas vezes, nossos medos podem distorcer a realidade que acontece ao nosso redor. Essa é a mensagem de alerta do livro “Feiurinha Sabe Tudo”.  Escrito pela psicóloga especialista em terapia cognitivo comportamental Ellen Moraes Senra, a obra mostra os perigos de se confiar cegamente nos pensamentos negativos. 

Segundo a autora, a ideia surgiu através de conversas com seu filho sobre alguns de seus medos e sobre os coleguinhas. “Ele chama todos que conhece de amigos. Mas quando as crianças não querem brincar com ele, não quero que pense que é porque não gostam dele”. 

- Por meio do livro, quero ajudar as crianças, assim como meu filho, a entender que nem tudo o que parece é e que não é possível adivinhar o pensamento das pessoas - ressalta.  

Na obra, o personagem Vitor tem uma distorção, ou um erro cognitivo, que o faz pensar que não é amado. Seu amigo imaginário, o Feurinha, faz Vitor acreditar que as pessoas não gostam dele. “Até o faz pensar que o fato dos pais não terem tempo e trabalharem tanto é porque não ligam para Vitor”. 

- Na realidade os pais dele o amam muito e precisam trabalhar como todos os outros pais. Mas as coisas mudam com a chegada de Lívia, a nova vizinha que tem a mesma idade de Vitor. Ela o ajuda a pensar de outra maneira, descontruindo as coisas que o Feiurinha fazia com que ele pensasse. Com o tempo, ele percebe que muita coisa que imaginava não era verdade – explica Ellen. 

A psicóloga diz que “Feiurinha Sabe Tudo” nos alerta de que os nossos pensamentos podem nos enganar em seus propósitos, pois ao acreditarmos neles sem questioná-los, estamos assumindo que eles estão corretos.  

- Quando temos a oportunidade de questionar aquilo que achávamos que sabíamos, nosso mundo pode mudar de cor, proporcionando mais saúde mental, bem-estar e autoestima – conclui.  

 

Sobre a autora

 

Ellen Moraes Senra

Psicóloga clínica

Especialista em Terapia Cognitivo-Comportamental

Mestranda em Psicologia Social

Coautora do livro Desafios de educar: educar hoje, com o capítulo “Geração do futuro: o jovem na faculdade”. Coordenadora editorial do livro Interfaces do ser adolescente

Autora do livro Adolescer sem vacilo: compreendendo o universo Adolescente. 

 

DADOS TÉCNICOS

 

ISBN: 978-85-9501-102-1

Formato: 16 X 23cm | 32 Páginas | Peso: 112g

Acabamento: Brochura

Ano de publicação 2018

Editora Sinopsys 

R$33,00 

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Silvio Santos

Artista plástica Maria Antônia lançou “Aruaçu, o Sapo Cantador” - São João das Rainhas hoje no Clube da AEC

Artista plástica Maria Antônia lançou “Aruaçu, o Sapo Cantador” - São João das Rainhas hoje no Clube da AEC

Lenha na Fogueira  A respeito da pendenga entre a FEDERON e a SEJUCEL sobre a realização do Arraial Flor do Maracujá 2019.**********E como na edição

Lenha na Fogueira: Lançamento  22º Arraial Flor de Cacto - Grupos folclóricos têm  que confirmar apresentação no Flor

Lenha na Fogueira: Lançamento 22º Arraial Flor de Cacto - Grupos folclóricos têm que confirmar apresentação no Flor

Lenha na Fogueira  Pronto, agora está esclarecido. A XXXVIII edição da Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbás – Arraial Flor do Maracujá, esta dependendo

Histórias da cidade onde nasci e vivo: O Prego de Ouro e o Menino Barrigudo - Saqueiro na feira

Histórias da cidade onde nasci e vivo: O Prego de Ouro e o Menino Barrigudo - Saqueiro na feira

Nesta edição damos continuidade às histórias que fazem parte do livro de minha autoria, que está prontinho para ser publicado, “PORTO, VELHO PORTO – H

Glória Valladares recebe  Medalha Mérito Legislativo - Girassol a Explosão do Norte  leva todas os prêmios na Rádio Farol

Glória Valladares recebe Medalha Mérito Legislativo - Girassol a Explosão do Norte leva todas os prêmios na Rádio Farol

Lenha na Fogueira  Ontem o grupo folclórico Quadrilha Juninas Rosa Divina festejou 40 anos de fundação. O grupo surgiu no dia 13 de maio de 1979, na