Porto Velho (RO) quinta-feira, 26 de novembro de 2020
×
Gente de Opinião

Silvio Santos

Governo apóia cruzada pela acessibilidade


O Secretário Chefe da Casa Civil, Marco Antônio de Faria, recebeu na manhã desta quarta-feira (22) em seu gabinete, a visita do ciclista José Aldo de Oliveira Souza que apresentou seu novo projeto, a Cruzada pela Acessibilidade, em que busca conscientizar a população e as autoridades acerca da problemática vivenciada principalmente por cadeirantes. 

De acordo com o secretário “este projeto é algo admirável e vamos tentar junto a Capitânia dos Portos, conseguir leva-los mais adiante em seu objetivo”. Foi solicitado pelo aventureiro, transporte fluvial para Manaus, para ele, sua equipe e mais o carro de apoio. Pedido prontamente atendido pelo Chefe da Casa Civil.

Zé do Pedal, como é mais conhecido o mineiro de 57 anos, natural de Viçosa, passa pelo Estado a caminho de Uiramutã em Roraima, de onde no próximo dia 03 inicia seu projeto denominado Extremas Fronteiras Extremas Barreiras, em que percorrerá 10.700 quilômetros, até Chuí no Rio Grande do Sul empurrando uma cadeira de rodas. 

Gente de Opinião

Durante o percurso serão visitados 322 municípios onde serão agendadas reuniões com prefeitos e presidentes das Câmaras Legislativas para a entrega de um projeto de lei sugerindo a criação do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência e ainda a implantação de palestras educativas sobre o tema, nas escolas.

Trajetória

Conhecido no meio ciclístico nacional, principalmente pela intrepidez em unir causas sociais com grandes desafios, Zé do Pedal já visitou 73 países e percorreu 145 mil quilômetros pedalando desde 1981, ano em que iniciou sua jornada de aventuras. Nestes mais de 30 anos de atividades já lançou um filme intitulado Zé do Pedal: Acima da Terra e Abaixo do céu, que foi premiado no 2º Festival de Cinema de Visconde do Rio Branco, em Minas Gerais e ainda para este semestre está previsto o lançamento do livro Pedais da Esperança que narra as aventuras do atleta. 

Dentre as muitas emoções vivenciadas, Zé do Pedal relata que um dos momentos mais críticos de suas andanças foi em 2005 quando retornava de New York para o Brasil e chegando no México foi atingido pelo furacão Rita, tendo seu barco destruído. 

A cerca de cinco anos atrás o aventureiro estava na cidade de Lion, na França fotografando uma catedral “Escutei uma voz que falava, eu não posso. Era uma criança em uma cadeira de rodas que não conseguia subir a calçada que tinha em torno de cinco centímetros. A partir dali comecei a avaliar a situação no meu país e decidi que este seria meu próximo projeto”. 

A proposta inclui não apenas o cadeirante, mas também pessoas que usam muletas, idosos, acidentados e mães com carrinhos de bebes. ”Todos nós em algum momento de nossas vidas precisaremos desta acessibilidade”, afirma Zé do Pedal.

Por solicitação do Chefe da Casa Civil a equipe do Zé do Pedal que conta com o Governo da Cooperação apoia cruzada pela acessibilidade

O Secretário Chefe da Casa Civil, Marco Antônio de Faria, recebeu na manhã desta quarta-feira (22) em seu gabinete, a visita do ciclista José Aldo de Oliveira Souza que apresentou seu novo projeto, a Cruzada pela Acessibilidade, em que busca conscientizar a população e as autoridades acerca da problemática vivenciada principalmente por cadeirantes.

De acordo com o secretário “este projeto é algo admirável e vamos tentar junto a Capitânia dos Portos, conseguir leva-los mais adiante em seu objetivo”. Foi solicitado pelo aventureiro, transporte fluvial para Manaus, para ele, sua equipe e mais o carro de apoio. Pedido prontamente atendido pelo Chefe da Casa Civil. 

Zé do Pedal, como é mais conhecido o mineiro de 57 anos, natural de Viçosa, passa pelo Estado a caminho de Uiramutã em Roraima, de onde no próximo dia 03 inicia seu projeto denominado Extremas Fronteiras Extremas Barreiras, em que percorrerá 10.700 quilômetros, até Chuí no Rio Grande do Sul empurrando uma cadeira de rodas. 

Durante o percurso serão visitados 322 municípios onde serão agendadas reuniões com prefeitos e presidentes das Câmaras Legislativas para a entrega de um projeto de lei sugerindo a criação do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência e ainda a implantação de palestras educativas sobre o tema, nas escolas. 

Conhecido no meio ciclístico nacional, principalmente pela intrepidez em unir causas sociais com grandes desafios, Zé do Pedal já visitou 73 países e percorreu 145 mil quilômetros pedalando desde 1981, ano em que iniciou sua jornada de aventuras. Nestes mais de 30 anos de atividades já lançou um filme intitulado Zé do Pedal: Acima da Terra e Abaixo do céu, que foi premiado no 2º Festival de Cinema de Visconde do Rio Branco, em Minas Gerais e ainda para este semestre está previsto o lançamento do livro Pedais da Esperança que narra as aventuras do atleta.

Dentre as muitas emoções vivenciadas, Zé do Pedal relata que um dos momentos mais críticos de suas andanças foi em 2005 quando retornava de New York para o Brasil e chegando no México foi atingido pelo furacão Rita, tendo seu barco destruído.

A cerca de cinco anos atrás o aventureiro estava na cidade de Lion, na Espanha fotografando uma catedral “Escutei uma voz que falava, eu não posso. Era uma criança em uma cadeira de rodas que não conseguia subir a calçada que tinha em torno de cinco centímetros. A partir dali comecei a avaliar a situação no meu país e decidi que este seria meu próximo projeto”. 

A proposta inclui não apenas o cadeirante, mas também pessoas que usam muletas, idosos, acidentados e mães com carrinhos de bebes. ”Todos nós em algum momento de nossas vidas precisaremos desta acessibilidade”, afirma Zé do Pedal.

Por solicitação do Chefe da Casa Civil o presidente da SOPH José Ribamar da Cruz Oliveira conseguiu embarcar Zé do Pedal e sua equipe, na noite de ontem 22, rumo a Manaus. (texto Romeu Noé e Silvio Santos)


Lenha na Fogueira
 

Lei que proíbe cobrança de taxas em faculdade não é cumprida.

*********

E o pior é que os donos das faculdades dizem que não foram informados da existência da Lei.

*********

Na véspera do aniversário de 99 anos da instalação do município de Porto Velho, suas Leis ainda não são reconhecidas, inclusive pelo segmento da intelectualidade formado pelos donos e reitores das faculdades particulares.

********

Conforme o artigo terceiro do Decreto Lei 4.657 de 4 de setembro de 1942. Ninguém se escusa de cumprir a Lei, alegando que não a conhece

********  

O vereador Sid Orleans indignado declarou: "Acho isto uma lástima, um desrespeito com a população e com a legislação do nosso município. O que eu espero é que os estudantes façam valer o seu direito, procure o nosso gabinete, levem uma cópia da lei, exijam o seu cumprimento e caso contrário, denunciem no Ministério Público. Não é necessário as pessoas constituírem advogado para provarem que tem o direito, a Lei é a sua própria garantia", comenta Orleans.

**********

A Lei Complementar 507/2013 – promulgada pelo presidente da Câmara Municipal da capital, Alan Queiróz (PSDB) -, escolas e faculdades particulares de Porto Velho não podem mais cobrar taxas de primeira via de documentos como segunda chamada e taxa de diploma.

******** 

"Esta iniciativa atende aos anseios e beneficia mais de 15 mil pessoas só em Porto Velho. Hoje as faculdade recebem recursos federais que garantem o pagamento de milhares de alunos que utilizam de incentivo dos diversos programas federais de educação. Não acredito que tal iniciativa prejudique tais estabelecimentos e esta não foi a nossa intenção”, finaliza o vereador Sid que idealizou a Lei.

*********

Pois é, a turma só pensa em faturar, só vê cifrão. É preciso que as autoridades tomem providencias urgente e exijam o cumprimento da Lei do Sid que beneficia muita gente. Os poucos que não a querem são os “Mercenários da Educação”.

********

Por falar em cumprimento da Lei. Hoje acontece aquela reunião que estar deixando o presidente da Fesec sem dormir ha vários dias.

********

As 9h00 na Casa da Cultura Ivan Marrocos o Joaquim Pedro popularmente conhecido como Kim, vai dizer aos carnavalescos de Porto Velho, Rolim de Moura e Costa Marques, como deverá ser feito o rateio do repasse de R$ 550 Mil que o governo de Rondônia vai fazer para às escolas de samba via Associação Arco Iris.

********

Tem gente que anda super nervoso com a possibilidade das escolas de samba do interior conseguir o direito na grana, cujo edital diz que é para as escolas de samba de Porto Velho.

********

Acontece que o mesmo edital que fala isso diz que os desfiles, vão acontecer no Parque dos Tanques o que não é verdade. Então se ta tudo errado, corrigir é o melhor caminho e nessa correção segundo nossas fontes, o parágrafo que diz escolas de samba de Porto Velho pode ser mudado para escolas de samba do estado de Rondônia.

********

 Outra, o edital diz que os desfiles das escolas de samba de Porto Velho acontecerão nos dias 2 e 3 de março, quando na verdade o que ficou acertado com a Funcultural foi que os desfiles acontecerão nos dias 7 e 8 de março.

********

Quero ver se não mudarem o teor do edital, como é que vai ficar a prestação de conta desse convênio. Vai ser o maior quiproquó!

********

Por isso o melhor é comprar o convite do BOOM da BANDA e brincar carnaval tranqüilo no dia 14 de fevereiro ao som de muita marchinha e samba enredo!

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Silvio Santos

Lenha na Fogueira e a polêmica História do Carnaval em Porto Velho

Lenha na Fogueira e a polêmica História do Carnaval em Porto Velho

Lenha na Fogueira A participação da Silvia e seus convidados no programa “Samba à Vera”, continua sendo assunto nas rodas culturais, em especial, das

Lenha na Fogueira com a reinauguração do Bar do Calixto e com Martinho da Vila lançando álbum cantando o Rio

Lenha na Fogueira com a reinauguração do Bar do Calixto e com Martinho da Vila lançando álbum cantando o Rio

Lenha na FogueiraRELAÇÃO DOS PROJETOS CULTURAIS HABILITADOS - POR CATEGORIA - EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA N. 006-2020 - ALUÍZIO BATISTA GUEDESSaiu a rel

Lenha na Fogueira com o direito de respostas da diretora Sílvia Pinheiro do Asfaltão

Lenha na Fogueira com o direito de respostas da diretora Sílvia Pinheiro do Asfaltão

Lenha na Fogueira Na coluna do último sábado 21, atendendo solicitação do carnavalesco Flávio Daniel que, alegando falta de consideração para com sua

Lenha na Fogueira com a pesquisa Ibope e o debate da SIC TV

Lenha na Fogueira com a pesquisa Ibope e o debate da SIC TV

Lenha na Fogueira Ontem saiu a primeira pesquisa Ibope para o segundo turno da eleição para prefeito de Porto Velho. A pesquisa foi encomendada pela R