Porto Velho (RO) quinta-feira, 19 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Silvio Santos

FESTCINEAMAZÔNIA: Documentário e show musical abre festival


O vídeo mostra o cantor Bado conversando com bolivianos e peruanos

Com a exibição do vídeo “Horizontes e Fronteiras” protagonizado pelo compositor e cantor rondoniense Bado e dirigido pela dupla Jurandir Costa e Fernanda Kopanakis, será aberto hoje a partir das 19h30 no Teatro Banzeiros a 8ª edição do FestCineamazônia, um evento que tem como objetivo principal divulgar, integrar e promover discussões em torno da produção de cinema e vídeos nacionais e internacionais, legendados ou narrados na Língua Portuguesa, em especial, que tenham como temática central o meio ambiente.

O documentário “Horizontes e Fronteiras” registra o encontro de música e cinema durante a mostra itinerante do festival no Peru e Bolívia, com o cantor Bado conversando com pessoas das cidades por onde a equipe do FestCine passou, sobre a cultura desses países.

Após a exibição do vídeo, o público prestigiará shows com os cantores Nilson Chaves e Celso Viáfora. 

O cerimonial do festival será apresentado pelo ator Fidélis Baniwa, que interpretou o índio Karipuna na minissérie Mad Maria, da Rede Globo. O artista é indígena da etnia Baniwa, do Alto Rio Negro, no Amazonas, e se orgulha da origem. 

A mostra competitiva do festival terá 55 produções na disputa do Troféu Mapinguari, nas modalidades de ficção, animação, documentário, experimental e videorreportagem ambiental. Os filmes e vídeos concorrentes serão exibidos ao público e para o júri especial, entre os dias 10 e 12, das 14h00 às 17h00, e das 19h às 22h30, no Teatro Banzeiros.

 

Homenagem

O festival homenageará o cineasta Silvio Tendler, na noite do dia 12, e a atriz Zezé Motta, no dia 13, que fará também o show musical de encerramento. 
O FestCineamazônia® 2010 é apresentado pela OI e conta com o patrocínio da Petrobras e BNDES, Ministério da Cultura através da Lei Rouanet, apoio cultural Oi Futuro, Governo de Rondônia através da Secel, Prefeitura de Porto Velho, Secretaria Municipal de Educação (Semed) e Fundação Iaripuna.


Oficinas

A oficina “Cinema de Guerrilha” será ministrada pelo premiado cineasta português Ricardo de Almeida. O produto final será um filme feito pelos próprios estudantes e adolescentes participantes. A oficina acontecerá no Teatro Banzeiros nos dias 10,11 e 12 pela manhã e a tarde A definição de cinema de guerrilha é realização de produções de baixo custo, utilizando poucos recursos técnicos, operacionais e de pessoal. 

Para a oficina “Cinema na Escola: Ver e Fazer”, o FestCineamazônia convidou a cineasta Bete Bullara, do Cineduc. O objetivo é fomentar no educar a produção cinematográfica como ferramenta pedagógica. Durante a oficina os educadores estarão trabalhando as práticas de reflexão teórica, leitura de imagens, exercícios e jogos para percepção e expressão através de meios visuais e audiovisuais. 

A ficha de inscrição pode ser acessada no site www.festcineamazonia.com.br

 




 

De acordo com a boataria que assola pelos quatro cantos do estado de Rondônia, sobre quem será quem no novo governo.

*******

O papo que correu durante a Virada Cultural em comemoração ao Dia Nacional da Cultura que aconteceu no Mercado Cultural, foi o seguinte:

*******

Que quem vai comandar a Cultura pelo menos no inicio da administração Confúcio Moura, é o partido PC do B

*******

Sendo assim, o nome mais comentado para assumir a Secel é o do Júlio Olivar.

*******

Júlio é um dos dirigentes do Ponto de Cultura – Projeto Cone Sul Plural do Grupo Beija Flor que tem sede em Vilhena.

*******

Resta saber se realmente é verdade que o PCdoB vai ficar com a Secel e com a Setur.

*******

Aliás, podemos dizer que a cultura e o turismo de Rondônia estão nas mãos do deputado Davi Chiquilito.

*******

Isto posto, vamos ao que interessa realmente.

*******

O comentário do Carlinhos Maracanã a respeito do aniversário da escola de samba Os Diplomatas do Samba;

*******

Publicado em vários sites de Porto Velho, gerou protesto dos sambistas Bainha e Cabeleira.

*******

Tudo porque o Carlinhos Maracanã elogia o trabalho desenvolvido pelo saudoso sambista Leônidas O’carol Chester o Leleco na escola Vermelha e Branca.

*******

Encontrei os dois velhos sambistas, únicos fundadores vivos da Diplomatas do Samba, sábado a tarde no bar do Calixto.

*******

Os “velinhos” do nosso samba, estavam que nem dragão, “cuspindo fogo” contra o que o Carlinhos escreveu.

******

Aí fui ler a crônica do João Carlos.

******

E não vi nada que ofendesse a figura dos dois fundadores da escola de samba mais antiga de Rondônia.

*******

O que o Maracanã escreveu foi um elogio ao trabalho do Leônidas como diretor de harmonia da escola.

*******

Não disse que o Leleco foi fundador e nem que era melhor ou pior que os dois reclamantes.

******

Acho que os amigos Cabeleira e Bainha deveriam analisar melhor o que o Maracanã publicou.

*******

Não podemos negar o trabalho do Leônidas em prol da escola Os Diplomatas do Samba e do samba em Porto Velho.

******

A rivalidade entre Diplomatas e Caiari era fomentada por sambistas como Leônidas e Iran Brito Mendes.

*******

Leônidas jamais deixou sua escola para desfilar em qualquer outra agremiação.

*******

Não desfilava nem em bloco de sujo a não ser se o bloco fosse integrado por brincantes da sua escola de samba querida.

*******

É como dizem hoje em dia: Cada um no seu quadrado. O quadrado do Leônidas sempre foi a Diplomatas do Samba.

*******

Enquanto isso, o presidente da Fesec Ariel Argobe estava com audiência marcada ontem de manhã com o Chefe da Casa Civil do governo estadual, advogado Guilherme Erse.

*******

Tá ficando esperto o presidente da Fesec.

******

Agora não teve pra ninguém a festa que o governo estadual realizou através da Secel no Mercado Cultural na última sexta feira, em comemoração ao Dia Nacional da Cultura.

*******

É como diz o Silvinho “Foi o bicho”.

*******

Tinha gente saindo pelo “ladrão”.

******

Feliz da vida estava a Bebel porque até a chuva deu uma trégua e o espetáculo pode acontecer sem atropelo.

*******

A homenagem ao Neguinho Orlando foi outra boa sacada da equipe.

******

Orlando Pereira ou Orlando do Estácio e ainda Neguinho Orlando, completou um ano de falecimento no dia 5 e a turma da Secel lhes prestou homenagem durante a noite toda exibindo slides contado sua trajetória de sambista.

*******

A Fina Flor do Samba, Prisma Luminoso, H Montenegro e Os Anjos da Madrugada foram os responsáveis pelo sucesso do evento que só terminou as 6h00 da manhã de sábado.

******

Sem querer, a Secel e a Iaripuna realizaram a 1ª Virada Cultural do Estado de Rondônia!

 




 

SHOW

Virada cultural no dia da cultura

A secretaria de Cultura do Estado de Rondônia – Secel em parceria com a Fundação Iaripuna realizou na última sexta feira em comemoração ao Dia da Nacional da Cultura, vasta programação no Mercado Cultural. As atividades começaram pela parte da manhã com a abertura de exposição de artes plásticas e comercialização de artesanato nas tendas montadas na praça Getúlio Vargas.

A programação musical marcada para começar às 18h00, em virtude da chuva, só pode começar as 19h30 com o grupo Prisma Luminoso mostrando um repertório de sambas considerados clássicos. Em seguida o cantor H Montenegro mostrou o trabalho que será registrado em DVD num show que vai acontecer ainda este mês no Teatro Um do Sesc. A Fina Flor do Samba sob o comando do compositor e cantor Ernesto Melo subiu ao palco e comandou o espetáculo musical entre as 20h30 e 00h00. Participaram da Fina Flor os cantores, Ernesto Melo, Assis do Areal, Cristóvão, Silvio Santos, Audizio, Enio Melo e Torrado todos acompanhados pelos músicos: Sergio Ramos (ganzá), Áureo (surdo), Karatê (tan tan), Oscar Knight (repique de mão), Beto Ramos (reco reco), Enio Melo (violão), Cristóvão e Audizio (cavaquinho).

A partir da meia noite o grupo de seresta Os Anjos da Madrugada passou a ser a estrela da comemoração e ficou até cinco horas da madrugada cantando e encantando, com um repertório recheado de músicas de seresta e jovem guarda.

Coordenaram o evento, a gerente de cultura da Secel Cândrica Madalena – Bebel, Presidente da Iaripuna Altair Lopes – Tatá, José Monteiro, Bubu Johnson, Silvio Santos, Joaquim Pedro – Kim, Gino Serrati, Cleverson Santana e Emilli Souza.

A festa para o dia da cultura entra para a história como a “Primeira Virada Cultural” do Estado de Rondônia.

 

Siga o Gentedeopinião no Gente de Opinião



 Fonte: Sílvio Santos - zekatracasantos@gmail.com  
 
Gentedeopinião   /  AMAZÔNIAS   /  RondôniaINCA   /   OpiniaoTV
 Energia & Meio Ambiente   /   YouTube  / Turismo   /  Imagens da História

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Silvio Santos

Portal Rondônia Tem Tudo  Apresentado ao publico + Em Portugal, atriz de Rondônia  tem papel de destaque em novela

Portal Rondônia Tem Tudo Apresentado ao publico + Em Portugal, atriz de Rondônia tem papel de destaque em novela

Lenha na Fogueira Palco Giratório é sucesso de público em Porto Velho************O Festival Palco Giratório é o maior intercâmbio das artes cênicas do

Palco Giratório apresenta  Teatro dos Imaginários + Aberto o edital  para seleção de bandas que se apresentarão no aniversário de Porto Velho

Palco Giratório apresenta Teatro dos Imaginários + Aberto o edital para seleção de bandas que se apresentarão no aniversário de Porto Velho

Lenha na FogueiraConforme prometido na coluna de ontem, voltamos a nos reportar sobre o documentário “Caçambada Cutuba”, que de início, tinha como obj

Lenha na Fogueira + Setur apresenta projetos aos empresário no CPA + Aniversário de Porto Velho comemorado em dose dupla

Lenha na Fogueira + Setur apresenta projetos aos empresário no CPA + Aniversário de Porto Velho comemorado em dose dupla

Lenha na Fogueira Final de semana de muitas festas! Algumas de pura alegria como foi o caso do festejo dos 80 anos, do Magnifico Mestre Sala Cabeleira

Eric M. de Champeaux de La Boulaye - As empresas de cassiterita em Rondônia – Uma história a ser contada

Eric M. de Champeaux de La Boulaye - As empresas de cassiterita em Rondônia – Uma história a ser contada

Na última quinta feira dia 12, encontramos o seu Eric Champeaux na festa de aniversário de 26 anos jornal Diário da Amazônia, na qual ele foi um dos h