Porto Velho (RO) sábado, 31 de julho de 2021
×
Gente de Opinião

Silvio Santos

Bloco Jamaica - Sete anos de carnaval


HISTORIAS DO NOSSO CARNAVAL
Bloco Jamaica - Sete anos de carnaval

Silvio M. Santos
 
O bloco Jamaica foi criado em 1.999 e desfilou pela primeira vez no carnaval de rua de Porto Velho em 2000. O bloco surgiu com o objetivo de reunir os amantes do reggae, principalmente os migrantes do estado do Maranhão. Seu idealizador Edson, mais conhecido como Jack Roots, também foi o primeiro presidente do bloco, que desde sua fundação tem sede na Zona Leste de Porto Velho, precisamente no Conjunto Jamari.

Bloco Jamaica - Sete anos de carnaval - Gente de Opinião


Hoje a direção do Bloco Jamaica está a cargo do Gean Farias o popular Johnnys Jamaica, "Estamos em nosso segundo mandato", o primeiro mandato de Johnnys iniciou em 2001 e terminou em 2003 quando o Jack Roots assumiu de novo a presidência do bloco até o ano passado.
O bloco reúne em seu desfile aproximadamente mil integrantes que brincam carnaval ao som do reggae.
Graças ao Bloco Jamaica o movimento reggae em Porto Velho vem crescendo, principalmente junto a comunidade da Zona Leste. "Hoje temos o clube do regueiro, que é dirigido pelo Chiba Roots e onde também funciona provisoriamente a sede do bloco Jamaica. além disso, temos as radiolas "Nega do Som", "Missão Jamaica" e "Jamaica Black Som" e futuramente a "Musical Jack Roots".
O Clube do Regueiro abre todas as sextas, sábados e domingo sempre a partir das 20 horas com som mecânico.
Pra desfilar no bloco Jamaica, basta chegar e acompanhar o trio elétrico que segue tocando reggae durante todo o percurso, que é feito apenas na passarela do samba que este ano, vai ser armada na avenida Costa e Silva. "A gente vende o abadá do bloco ao preço de 20 reais, mas, a pessoas pode desfilar com a roupa que estiver usando. Só tem um detalhe, o regueiro na avenida vai ser regado com a cerveja Nova Skin", afirma o presidente do bloco.
O bloco não ensaia, mas promoveu na noite de ontem (10), seu primeiro grito de carnaval. "Nesse grito de carnaval nossos foliões podem fazer o preparo físico para o desfile que dura mais de uma hora no domingo e na terça feira de carnaval.
Domingo e terça feira de carnaval, a concentração será próxima ao local do desfile, ou seja, nas proximidades da avenida Rio Madeira a partir das 18 horas.
O bloco é a terceira agremiação carnavalesca a desfilar na passarela do samba domingo de carnaval e na terça feira, encerra o carnaval de rua de Porto Velho com chave de ouro ao som de muito reggae.

Bloco Jamaica - Sete anos de carnaval - Gente de Opinião
A influencia maranhense na cultura de Rondônia

Os maranhenses são responsáveis por vários seguimentos culturais, existentes não só em Rondônia, mas, na Amazônia como um todo. Rondônia e principalmente a capital Porto Velho, recebeu os primeiros maranhenses no inicio do século passado quando a construção da Estrada de Ferro Madeira Mamoré. Lembramos que em 1920 o jornal Alto Madeira publicou uma matéria dizendo que um grupo de rapazes, apresentariam no município de Santo Antônio do Madeira, o Boi-Bumbá "Sete Estrelas" e já em 1921 a brincadeira era apresenta pelas ruas de Porto Velho, ainda um município pertencente ao estado do Amazonas o Boi-Bumbá "Prata Fina"; Quem trouxe a brincadeira para Porto Velho e Santo Antônio foram os maranhenses que para cá vieram após passar por Manaus. Em Manaus a brincadeira chegou com o nome de Bumba-Meu-Boi do Maranhão, e logo passou a ser conhecida como Boi Bumbá, e com essa denominação chegou a região que hoje pertence ao estado de Rondônia. Consolidada a brincadeira de Boi Bumbá em Porto Velho, os maranhenses se acomodaram e ficaram por algumas décadas praticamente afastados dos movimentos culturais de Porto Velho.
A partir da metade da década de noventa, o maranhense Edson - Jack Roots, começa um movimento voltado para a divulgação do ritmo do reggae, através de um programa na Rádio Caiari. Jack Roots popularizou o termo "Pedra" (disco em vinil, os famosos LPs) que continham gravações de músicas no rtimo do reggae. Já em 1999 cria o bloco Jamaica que passou a desfilar na passarela do samba ao som do reggae, fato que acontece até os dias de hoje.
 

Bloco Jamaica - Sete anos de carnaval - Gente de Opinião
O Trabalho sociais do Bloco Jamaica

Apesar do bloco desfilar a oito anos, jamais contou com ajuda financeira de qualquer órgão público, seja estadual ou municipal. "No ano passado tivemos a liberação do carro de som Criativada por parte da prefeitura e esse ano esperamos contar com ele novamente", declara Johnnys Jamaica. Pois justamente por isso, é que a entidade está desenvolvendo um trabalho social junto a comunidade da Zona Leste que deve ser colocada em prática tão logo termine o carnaval. "Vamos disponibilizar um curso de cabeleireiro na especialidade "Tererê" que nada mais é, que o estilo Rastafari de usar o cabelo. Também vamos incrementar uma confecção de boinas e mochilas jamaicanas e outros adereços. Precisamos nos estruturar para que o bloco se apresente cada vez mais, com um melhor visual".
Graças ao Bloco Jamaica os jovens tem procurado se aperfeiçoar em várias atividades culturais, como a prática da dança do reggae. "O reggae é uma ritmo que faz com que quem o dance, se concentre bastante. é um verdadeiro momento de reflexão. Gostaria de chamar a tenção para o seguinte: O reggae é um movimento que transmite a paz. Quem nos visita, passa a gostar do ambiente de primeira, na maioria das vezes, a pessoa que vai pela primeira vez em nosso clube, se torna adepto do reggae", declara o regueiro Johnnys Jamaica.
É comum se encontrar aos finais de semana no Clube do Reggae pessoas do centro da cidade. "Apesar de propalarem que a Zona Leste é violenta, jamais registramos qualquer confusão em nossos encontros, o povo do reggae é um povo de paz".
A programação do bloco para os dias que antecedem o carnaval, é a seguinte: sábado dia 17 "2º Grito de carnaval do Bloco Jamaica". "Na realidade, é o ensaio geral que antecede nossa apresentação na avenida que acontece no domingo dia 18".
Este ano contamos com o apoio da cerveja Nova Skin; Atrevida Flashion; Refrigeração Kennedy; Ferrari Souds e Mulheres Raízes, Fesec. Telefone para contato 8403-6482

 

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Silvio Santos

A história dos 30 anos da SIC TV contada pelo seu proprietário Everton Leoni

A história dos 30 anos da SIC TV contada pelo seu proprietário Everton Leoni

EntrevistaZk – Vamos falar sobre os 30 anos da Sic TV! Esse tempo conta desde a TV Manchete?Everton – Não, eu já ia começar por aí mesmo. Muita gente

Lenha na Fogueira com as Olimpíadas de Tóquio

Lenha na Fogueira com as Olimpíadas de Tóquio

Apesar do Ouro do Ítalo Ferreira conquistada na disputa do Surf nas olimpíadas de Tóquio;**********A medalha que mais emocionou o Brasil e os Brasilei

  Lenha na Fogueira e o filme. “Jungle Cruise” e com a revitalização do Teatro Banzeiros

Lenha na Fogueira e o filme. “Jungle Cruise” e com a revitalização do Teatro Banzeiros

Lenha na Fogueira Amanhã sexta-feira 30, a Disney disponibiliza em suas plataformas o filme. “Jungle Cruise”.**********A história se passa em Porto Ve

Lenha na Fogueira com a Praia de Vila Calderita e a venda de camarotes para o Carnaval 2022

Lenha na Fogueira com a Praia de Vila Calderita e a venda de camarotes para o Carnaval 2022

Lenha na Fogueira Ontem, o samba de Porto Velho festejou o casamento do compositor e interprete Beto Cezar com a Yandra Caricia. Parabéns ao Beto Ceza