Porto Velho (RO) quinta-feira, 13 de maio de 2021
×
Gente de Opinião

Silvio Santos

3º Festival de Cinema Curta Amazônia


 
 3º Festival de Cinema Curta Amazônia - Gente de Opinião

Começou no último sábado em Porto Velho, o 3º Festival de Cinema Curta Amazônia uma produção dos amigos Carlos Levy e sua esposa Golda.

 

*********

A abertura contou com a presença de várias autoridades, entre elas, o secretário da Secel Francisco Leilson e todo seu staf que após assisterem o vídeo de abertura, degustou vinhos e queijos e é claro, os quitutes preparados pela Golda

 

**********

No mesmo dia começou a Mostra Competitiva que este ano conta também com filmes em longa metragem.

 

*********

Infelizmente não pude comparecer a abertura do 3º Curta Amazônia porque estava na estrada retornando da Rio+20.

********

Em conseqüência, não podemos entrar em maiores detalhes sobre o que aconteceu durante a feste de abertura, posso deduzir ao ver as fotos, que o negócio foi ótimo, pois em todas as fotografias o secretário Chicão está com o sorriso da largura do rosto.

*********

Assim como o Levy mostra seu contentamento por estar mais uma vez realizando o Festival. A Golda nem se fala, aliás, não podia nem falar de tanta guloseima por ela mesma preparada.

********

Sendo assim vamos divulgar a programação da Mostra Competitiva do 3º Curta Amazônia.

 

*********

Terça - Noite -  Dia 26/6 - Horário: 19h00 - Vídeo de abertura do 3º Curta Amazônia

********** 

Sessão Competitiva - Curta e Longa

  1. “O relógio de Tomás”, Cláudio Sá, anim, curta, Portugal.

 

**********

2) “O Ogro”, Márcio Jr e Márcia Deretti, anim, curta, GO.

 

**********

3) “Eu, Zumbi: coisas de bar ou passa a régua e traz a conta”, Alexander S. Buck, exp, curta, ES.

 

**********

 

4) “Finais”, Rafael Jardim, exp, curta, BA.

 

**********

5) “Exilados”, Ana Paula Teixeira, doc, curta, CE.

 

**********

6)“Biliu, o maior carrego do Brasil”, Lau Barboza, doc, curta, PB.

 

**********

7) “Filmes bons são sobre o amor”, Roberto Oliveira, fic, curta, SP.

 

**********

8) “El Apocalipsis Cohibido em Forma de Bien Vestida”, Roberto de Brito, fic, curta, PE.

 

**********

9) “Ressaca”, de Mabel Lopes, SP;

 

***********

10) “Raízes e Asas”, de Luis Felipe Pimenta;

 

***********

11) “Velho Mundo”, de Armando Fonseca, SP;

**********

12) “Zero”, de Sacha Bali, RJ.

 

**********

13) “São Miguel do Gostoso”,  Eugênio Puppo, doc, longa, SP.

 

**********

14) “Na quadrada das águas perdidas”, Wagner Miranda e Marcos Carvalho, fic, longa, PE.

*********

Quarta - Noite -  Dia 27/6 - Horário: 19h00

 

***********

- Vídeo de abertura do 3º Curta Amazônia

*********

 

Sessão Competitiva - Curta e Longa

 

**********

1) “Vizinha suicídio”, de Rafael Jardim, clipe, BA.

 

***********

2) “Luz Câmera Animação”, de Giovanna Belico Guimarães, anim, curta, MG.

 

***********

3) “Conto do vento”, de Cláudio Jordão e Nelson Martins, anim, curta, Portugal.

**********

4) “Pequena alma terna flutuante”, de André Constantin, doc, curta, RS.

 

***********

5) “Pelos traços de Poty”, Karla Nascimento, doc, curta, PR.

 

**********

6) “Rezou à família e foi ao Cinema”, de Cacau Farias, doc, curta, SE.

 

**********

7) “Matzeiva Juliano Mer-Khamis”, de Silvio Tendler, doc, curta, RJ.

 

**********

8) “Pode Piorar”, João Tenório, fic, curta, SP.

**********

9) “Não deixe Joana só”, Cecília Engels, fic, curta, SP.

***********

10) “Um dia daqueles”, de José Rodolfo e Caio Pereira, fic, curta, RS.

 

***********

11) “Sorria, amor (você está sendo filmada)”, de Pedro Murad, fic, curta, RJ.

 

***********

12) “ECOhabitat - Sustentabilidade em ação”, de Paulo Perez, longa, doc, SP.

**********

13) “O rochedo e a estrela”, de Kátia Mesel, longa, doc, PE.

**********

Quinta - Noite -  Dia 28/6 - Horário: 19h00

 

**********

- Vídeo de abertura do 3º Curta Amazônia

 

**********

Sessão Competitiva - Curta e Longa

 

*********

1) “O guitarrista do telhado”, de Guto Bozzetti, anim, curta, RS.

 

**********

2) “Cães marinheiros”, de Joana Toste, anim, curta, Portugal.

 

***********

3) “Entre margens”, de Odivar Filho e Liliane Oliveira, doc, curta, AP.

 

**********

4) “Toda qualidade de bicho”, de Angela Gomes e Cezar Moraes, doc, curta, PA.

 

**********

5) “O Brasil de Pero Vaz Caminha”, de Bruno Laet, doc, curta, RJ.

**********

6) “O tesouro perdido de Mad”, de Marivaldo Souza do Lago, fic, curta, RO.

 

**********

7) “Raiz forte”, de Marcos Pasquim, fic, curta, RJ.

 

**********

8) “É uma vez”, Ludielma Laurentino, fic, curta, GO.

 

*********

9) “Os lados da rua”, Diego Zon, fic, curta, ES.

 

**********

10) “O homem mau dorme bem”, de Geraldo Moraes, fic, longa, BA.

 

***********

11) “TRUKS”, de João Inácio, doc, longa, DF.

 

***********

Tudo isso está acontecendo no Audicine Sesc da Esplanada das Secretarias com a entrada franca

 

**********

Parece até filme de terror.

 

**********

Estou me referindo às festas juninas deste ano.

 

**********

O Dia de São João em Porto Velho foi “sinistro”. Nenhum arraial aconteceu, nenhuma apresentação de grupo folclórico

 

**********

Pelo que vi nos sites, apenas o Arraial do Bode aconteceu e a foto mais explorada foi a do Chefe da Casa Civil todo faceiro vestido de caipira.

 

*********

Eita São João ruinzinho, esse de Porto Velho!


CONFERÊNCIA


Despedida de Rondônia da Rio+20

3º Festival de Cinema Curta Amazônia - Gente de Opinião

Apesar de não estarem inscritos, nossos artistas cantaram na Cúpula dos Povos


A participação dos artistas enviados pela Secel para representar Rondônia na Conferencia das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável - Rio+20 terminou na noite da última quarta feira dia 20, no espaço “Cúpula dos Povos” no aterro do Flamengo. 

Vale salientar que o Grupo Minhas Raízes e o cantor Caribé, foram credenciados como representantes do governo do estado, o que lhes daria direito apenas, de se apresentar oficialmente no espaço “Amazônia Brasileira” que estava montado no Parque dos Atletas ao lado do Rio Centro na Barra da Tijuca.

Assim sendo, na noite de quarta feira resolvemos aventurar uma apresentação na “Cúpula dos Povos” local onde só se apresentava quem estivesse feito inscrição antecipada (até o mês de janeiro), caso do grupo Manôa. 

Mesmo não estando de posse da inscrição, fomos decididos a conseguir autorização para as apresentações dos nossos artistas, que agora contava também com o cantor Zezinho Maranhão. Tínhamos notado no dia da apresentação do Manôa a existência de alguns palcos alternativos que a coordenação denominou de mini palco cultural. Justamente no palco nº 1 estava se apresentando um grupo de forró do Rio de Janeiro e conversando com os músicos ficamos sabendo que eles também não tinham conseguido inscrição para o palco principal e ali estavam por conta própria, foi a gota d’água para tomarmos a decisão de levar nossos artistas para aquele espaço na noite de quarta feira. Chegamos com nossas tralhas por volta das 18h00 e fomos direto para o mini palco cultural nº 1 que estava desocupado, quando estávamos montando o equipamento do Minhas Raízes chegou uma pessoa da coordenação querendo saber de onde éramos e se estávamos inscritos, explicamos que éramos de Porto Velho Rondônia e que não estávamos inscritos, mas, gostaríamos de mostrar o trabalho dos nossos artistas naquele espaço, a jovem procurou em sua agenda e não tinha nenhuma apresentação para aquele horário, então liberou o espaço, foi então que o Katal colaborador do Minhas Raízes solicitou a colaboração da jovem no sentido de conseguir nem que fosse uma caixa de som amplificada, ela respondeu nos palcos alternativos os cantores e bandas se responsabilizavam pela aparelhagem, porém encontrou uma solução, nos apresentou ao grupo “Doze Tribos” que estava se apresentando no mini palco cultural nº 2 e eles nos cederam o espaço e a aparelhagem. Foi assim que parte do público que estava na Cúpula dos Povos tomou conhecimento do trabalho musical, desenvolvido pelo grupo Minhas Raízes e pelos cantores Caribé e Zezinho Maranhão. 

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Silvio Santos

Lenha na Fogueira com a história do bloco Galo da Meia Noite e o Festival Rondoniana de Artes – As Mulheres na Cena

Lenha na Fogueira com a história do bloco Galo da Meia Noite e o Festival Rondoniana de Artes – As Mulheres na Cena

Lenha na Fogueira Quem está fazendo o maior sucesso, é a história do bloco Galo da Meia Noite que está no livro: “Galo da Meia Noite – Uma Festa a Mai

Lenha na Fogueira e Semusa, vamos facilitar a vacinação da população em Porto Velho

Lenha na Fogueira e Semusa, vamos facilitar a vacinação da população em Porto Velho

Lenha na Fogueira Tenho acompanhado a ação da prefeitura, ou melhor, da Secretaria Municipal de Saúde na tentativa de proporcionar dentro das possibil

Lenha na Fogueira  com Mãe a Mulher que enfrenta tudo e todos pelos filhos e Mãe é e sempre será Mãe

Lenha na Fogueira com Mãe a Mulher que enfrenta tudo e todos pelos filhos e Mãe é e sempre será Mãe

Lenha na Fogueira Neste dia 9 de maio de 2021, dia consagrado às Mães, iniciamos desejando muitas felicidades a todas as Mães de Rondônia, em especial

Lenha na Fogueira com Jair Bolsonaro inaugurou a famosa Ponte do Abunã

Lenha na Fogueira com Jair Bolsonaro inaugurou a famosa Ponte do Abunã

Lenha na Fogueira Ontem o presidente Jair Bolsonaro inaugurou a famosa Ponte do Abunã. Apesar de ficar totalmente no estado de Rondônia, a Ponte sempr