Porto Velho (RO) quarta-feira, 18 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Sergio Pires

Primeira Mão - 28/09/10



Primeira Mão - 28/09/10 - Gente de Opinião

O BRASIL DOS IDIOTAS POLÍTICOS VAI

 VOTAR EM MASSA NO PALHAÇO TIRIRICA 

Semianalfabeto, para não dizer analfabeto total, o humorista Tiririca – aliás, muito competente na sua profissão – tornou-se o novo ídolo dos idiotas políticos que assolam o Brasil. Pesquisas feitas em São Paulo, onde ele concorre a deputado federal, prevêem que ele poderá fazer mais de 1 milhão de votos, arrastando consigo, pela legislação eleitoral, mais uma meia dúzia de candidatos que, em outras circunstâncias, poucas chances teriam. Gente como Tiririca formará uma bancada inoperante, absurda, sem qualquer importância para o país, como Nação e muito menos para seu povo. Os panacas, que se acham o supra sumo da criatividade, imaginam que votando num cidadão como esse, estarão protestando contra a qualidade dos nossos congressistas. A ignorância é tal que esses eleitores, certamente morrendo de rir com a palhaçada que farão, à altura do seu candidato, acreditam piamente que estarão fazendo uma grande coisa, um protesto de grande vulto, algo que poderá mexer com as estruturas do Congresso.

Claro que não passam de descerebrados políticos. Ao eleger esse tipo de gente, deixam, em primeiro lugar, de escolher pessoas boas, decentes, que, esses sim, poderiam mudar para melhorar o parlamento brasileiro. Depois, os eleitores eivados de burrice perdem o direito de cobrar por um país melhor, por leis decentes, por melhor qualidade de vida para todos. Ao optar pela palhaçada, ao invés de protestar contra alguma coisa, esses ignorantes estão é tornando tudo muito pior. O humor brasileiro merece Tiririca. Mas o Brasil e seu povo não têm porque serem castigados com um tipo como esse em seu parlamento. Pobre Brasil.  
 

 

DIA DECISIVO

Terça-feira importante para a disputa ao governo do Estado. Primeiro, sai durante o dia a última pesquisa do Ibope para o primeiro turno. Grande expectativa. E à noite, na TV Rondônia, o último debate antes da eleição de domingo. Ou seja, os últimos dias de campanha começam a ferver a partir de hoje.

PELUZZO VAI AGIR?

Amanhã, o Supremo Tribunal Federal, depois da lição de como um tribunal superior não deve agir, dada na semana passada, anuncia que decide enfim sobre a Lei Ficha Limpa. Decidir como? A única maneira de resolver é o presidente Cézar Peluzzo dar o voto de minerva e determinar que a lei cumpra a Constituição e só valha para o próximo pleito. Afora isso, só se houve uma surpresa daquelas...

OUTROS EXEMPLOS

Nesse mesmo assunto: há muita gente – inclusive cinco dos ministros do STF – querendo passar por cima da Constituição, sob alegação de que a Lei Ficha Limpa deve valer mesmo um ano antes do que determina nossa lei maior, para atender os anseios do povo. Vamos ver quando tentarem empurrar goela abaixo outras leis que violem a Constituição, se todos que defendem abrir a exceção agora, manterão suas posições.

PARECE BRINCADEIRA

Era bom demais para ser verdade. As pontes em Abunã e Guajará Mirim só ficaram mesmo na conversa mole. Anunciadas com festa como investimentos gigantescos do PAC para serem iniciadas ainda este ano, as duas obras entram no rol dos sonhos não realizados. O próprio Dnit informou oficialmente ao presidente da Fecomércio que, só se tudo der certo, as pontes têm chance só em 2011. Ou seja, outra empurrada com a barriga.

SÓ PODE LAMENTAR

Raniery Araújo Coelho, presidente da Fecomércio, queria acabar com a boataria e ter certeza sobre as obras, consideradas de grande importância para Rondônia, principalmente a sobre o rio Madeira, em Abunã. Quando leu o comunicado do Dnit falando sobre “problemas” nas duas obras, só pôde lamentar. Assim como toda a população, enrolada durante meses com as prometidas pontes.

FIO DE CABELO

Para continuar no mesmo tema, vale lembrar que o Tribunal de Contas da União encontrou um fio de cabelo no custo do material a ser utilizado e anunciou “indícios de superfaturamento”. É claro que apenas essa suspeita já resolveu o caso: a obra foi paralisada. É uma vergonha que isso aconteça ainda no Brasil, mas, enfim, os burocratas adoram ter poder de paralisar obras. E tem esse poder.

ANGÚSTIA

Assíduo leitor desta coluna, Joel Andrade Martins diz que anda angustiado com a demora para chegar o 3 de outubro. E protesta contra alguns sites que estariam prejudicando seu candidato ao governo, Confúcio Moura. Na verdade, o noticiário na imprensa rondoniense, no geral, tem sido equilibrado, embora às vezes, aqui e ali, haja mesmo veículos que tomaram posição clara, a favor dessa ou daquela candidatura.

ATAQUES VIOLENTOS

Via internet, principalmente, circulam boatos, informações tendenciosas, fotos montadas, tudo anônimo e ataques violentos à candidata do PT à Presidência, Dilma Roussef. Ela, que está virtualmente eleita nova Presidente do país, certamente tratará de criar leis que coíbam esses absurdos. Hoje a vítima é ela. Amanhã, poderá ser qualquer outro brasileiro.   


 

Siga o Gentedeopinião no Gente de Opinião



Fonte: Sergio Pires  - ibanezpvh@yahoo.com.br
 
Gentedeopinião   /  AMAZÔNIAS   /  RondôniaINCA   /   OpiniaoTV
 Energia & Meio Ambiente   /   YouTube / Turismo   /  Imagens da História


 

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Sergio Pires

Energisa nega cortes ilegais + CPI: os eleitores vão apoiar ou não? + Dona Raquel ataca Rondônia

Energisa nega cortes ilegais + CPI: os eleitores vão apoiar ou não? + Dona Raquel ataca Rondônia

ENERGISA NEGA CORTES ILEGAIS. FIM DO  ABASTECIMENTO É SÓ PARA QUEM FAZ “GATO”A Energisa dá sua versão. Muito criticada, a empresa que comprou a Ceron

Mentir para atingir a família do presidente: é correto ou um ato sem ética de parte do jornalismo decadente?

Mentir para atingir a família do presidente: é correto ou um ato sem ética de parte do jornalismo decadente?

MENTIR PARA ATINGIR A FAMÍLIA DO PRESIDENTE: É CORRETO OU UM ATO SEM ÉTICA DE PARTE DO JORNALISMO DECADENTE?Vamos criar uma situação hipotética. Um j