Porto Velho (RO) quinta-feira, 26 de maio de 2022
×
Gente de Opinião

Sergio Pires

Primeira Mão - 26/11/08


Primeira Mão - 26/11/08 - Gente de Opinião 
BOLSA FAMÍLIA: MESMO CRITICADO
É UM PROGRAMA QUE SALVA VIDAS

Ignorar alguns avanços sociais não é justo. Como na questão tão polêmica do programa Bolsa Família, que só em Porto Velho está chegando a mais de 80 mil pessoas, se multiplicarmos por quatro cada uma das mais de 20 mil famílias beneficiadas.Há quem chame o programa de esmola ou que o denuncie como uma política de caça-votos, dependendo dos interesses que defenda. Geralmente quem critica o Bolsa Família na sua essência, certamente nunca passou fome, nunca teve que dizer a um filho que não há nada na mesa, só conhece a miséria de ouvir falar ou quando passa perto dela, nas periferias das cidades.

Os pobres e miseráveis – e eles são milhões pelo Brasil afora – beneficiados pelo  Bolsa Família só recebiam alguma coisa concreta nos discursos ou perto de alguma eleição. O pouco dinheiro recebido ajuda, dá cidadania, dá esperança. Criado como Bolsa Escola no governo Fernando Henrique, ele foi multiplicado várias vezes na administração Lula. E é sim um programa social muito positivo.

 

VIDA REAL

Ainda sobre o tema: queira-se ou não concordar com o Bolsa Família; criticá-lo por seu grande retorno eleitoral ou o que quer que seja, é impossível não ver o quanto o programa tem feito pelos mais pobres. Ignorar isso é imaginar que o Brasil é aquele que se vê nas novelas e não o da vida real, onde nossas crianças ainda morrem de fome, em pleno século 21.

 

FOI PREVISTO

A tragédia que se abate sobre Santa Catarina – até ontem eram 65 mortos  e perto de 1,5 milhão de atingidos pelas cheias - pode-se repetir em várias regiões do país, inclusive Rondônia. A meteorologia anunciou, pelo menos três meses atrás, que as chuvas desse ano seriam intensas e violentas. Infelizmente, acertou em cheio.

 

LIXO NA RUA

Em Porto Velho, além da total falta de infra-estrutura básica, que vem desde quando a cidade começou a ser criada, há ainda um fator que piora tudo. A população se acostumou a jogar lixo na rua, nos canais, nas bocas de esgoto. Qualquer chuva inunda tudo, pois não há vazão para ela.

 

BATE BOCA

O secretário de serviços urbanos, Jair Ramires, se desespera com essa situação. Nessa semana, bateu boca com comerciantes e pessoas que, ele mesmo flagrou, ignoram os perigos de jogar o lixo em qualquer lugar. Houve o caso de um homem que fechou completamente um bueiro, alagando a própria casa. E ainda reclamou da Prefeitura!

 

NÃO É SÉRIO!

Faltam menos de 20 dias para a eleição de 14 de dezembro, marcada pelo TRE. O tribunal persiste no erro de, depois de ter tomado uma decisão dessas, ainda distribuir releases dizendo que a eleição sai tão logo haja decisão do TSE sobre a perda de mandato do governador Ivo Cassol. Parece brincadeira mas não é.

 

ÚNICO TEMA

Falando sério, agora: as forças políticas estão se movimentando, apesar da aparente calmaria sobre 2010. É o grande assunto em todos os grupos, sejam eles de situação ou oposição. E 2008 ainda nem terminou...

 

FUTUROLOGIA

A boataria, o achismo, os exercícios de futurologia já começam a aparecer. Lê-se, ouve-se, fala-se de tudo sobre a disputa pelo governo daqui a dois anos. Na verdade, todo mundo “palpita” mas está longe de haver qualquer decisão sobre nomes em relação à corrida sucessória no Estado.

 

TRÊS NOMES

Candidatos mesmo, que já se autolançaram, já tem três: Fátima Cleide (PT), Acir Gurgacz (PDT) e Adilson Siqueira (PSOL). Em relação a todos os demais nomes que andam sendo falados não há qualquer coisa concreta. Apenas especulação.

 

QUEM MANDA

Fátima quer porque quer disputar o governo. Mas dentro do PT o nome da senadora não é unanimidade. A vantagem que ela tem é que o diretório regional do partido está na sua mão. Quem quiser combatê-la, terá que superar esse primeira grande obstáculo interno.

 

COSTURAS

O governador Cassol não fala ainda sobre 2010, pelo menos para o público externo. Mas suas costuras políticas, nos bastidores, deixam claro que ele ficará com a coordenação e comando de tudo o que se planejar, na ala da situação, para a sucessão ao governo.

 

FANTASMA

O Dnit anuncia oficialmente que em dois anos será construída a ponte internacional ligando Brasil e Bolívia, a partir de Guajará Mirim. Esperamos, todos, que a tal ponte não seja igual a projetada sobre o rio Madeira, no bairro da Balsa, em Porto Velho. Essa já entrou para o folclore, como a ponte-fantasma.

Fonte: Sergio Pires/Gentedeopinião

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Sergio Pires

A guerra que nunca terá fim! + A feira tem muitos políticos e não faltam fofocas + Médica pode ter punição exemplar

A guerra que nunca terá fim! + A feira tem muitos políticos e não faltam fofocas + Médica pode ter punição exemplar

A GUERRA DA UCRÂNIA PODE TERMINAR EM BREVE, MAS A DECRETADA PELOS CRIMINOSOS CONTRA A SOCIEDADE BRASILEIRA, NUNCA TERÁ FIM!A guerra de invasão da Uc

Dória cai fora da sucessão + Republicanos traz Damares+ Porte de armas para vigilantes

Dória cai fora da sucessão + Republicanos traz Damares+ Porte de armas para vigilantes

ELEITO NA ESTEIRA DO SUCESSO DE BOLSONARO, DÓRIA SE TORNOU UMA FIGURA PATÉTICA NA POLÍTICA NACIONAL E CAI FORA DA SUCESSÃO  Houve, claro, alguma su

A grandeza do agronegócio rondoniense + Vaga ao senado + Dez mulheres mortas

A grandeza do agronegócio rondoniense + Vaga ao senado + Dez mulheres mortas

COMEÇA UMA FEIRA GIGANTE QUE RESUME TODA A GRANDEZA DO AGRONEGÓCIO RONDONIENSE Rondônia tem sido, nos últimos anos, uma ilha de prosperidade, com nú

Um assassinato brutal + Governo e o salário de maio + STF usa bom senso + Crimes violentos em Rondônia

Um assassinato brutal + Governo e o salário de maio + STF usa bom senso + Crimes violentos em Rondônia

SERIA UMA LINDA HISTÓRIA DE RECOMEÇO, CASO NÃO HOUVESSE, NO CAMINHO, UM ASSASSINATO BRUTAL           Seria uma história simples, de uma mulher bras