Porto Velho (RO) segunda-feira, 23 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Sergio Pires

Primeira Mão - 23/09/10


Primeira Mão - 23/09/10 - Gente de Opinião

IBAMA É ACUSADO DE DEIXAR APODRECER
MILHÕES DE METROS CÚBICOS DE MADEIRA

Uma denúncia feita pelo ex-governador e candidato ao Senado, Ivo Cassol, há semanas, deixa no ar que alguma coisa de muito errada está acontecendo com a burocracia estatal, ou pior, com a política oficial sobre o meio ambiente. Ele contou – e repetiu o mesmo em inúmeras entrevistas, sem que até agora tenha sido contestado – que o Ibama está impedindo a industrialização de milhares e milhares de metros cúbicos de madeira, retirados da área a ser alagada pelas hidrelétricas do rio Madeira. E tudo está apodrecendo. Ao invés de serem utilizados, mais de dois milhões de metros cúbicos de madeira, segundo a denúncia de Cassol, poderiam simplesmente se transformar em madeira podre, sem qualquer utilidade. Apenas porque o instituto que coordena as ações ambientais no Estado, não fornece autorização para a implantação de 35 indústrias madeireiras, que poderiam transformar o rico produto que está se tornando inútil. É coisa séria, grave, que merece uma atenção muito especial de autoridades responsáveis. Não se pode entender – caso o que Cassol vem gritando Estado afora não for contestado – que o Ibama prefira ver perdidos, deteriorados, inutilizados, milhões de metros cúbicos da madeira que estão sendo e serão retirados, a conceder autorização para que tudo isso seja industrializado. Seria o absurdo dos absurdos, a burrice das burrices, a antítese de tudo o que se espera de um órgão público.

Bem que Cassol poderia estar errado. Mas como não apareceu até agora nem um protesto de parte do Ibama, nenhuma contestação, tudo indica , não está. Esse Cassol estiver certo e continuar denunciando essa terrível situação, sem que haja uma tomada de posição urgente de quem de direito, poderá se ver cometido um grave crime contra a economia do Estado. Deixar apodrecer a madeira, que poderia ter utilização, gerar emprego, renda e impostos, é um ato tão impressionante que parece não ser real. Em nome de que, caso verdade, esse absurdo estaria sendo cometido?

SEM NOVIDADE

Repercute ainda o debate entre os candidatos ao governo, promovido pela RV Candelária. A imprensa destacou que a maior atração foi o lançamento do sistema de transmissão em HD pela emissora, já que o debate foi, para a maioria dos analistas, igual a todos. Não surgiu nenhuma novidade dele.

MESMO LUGAR

Fazer sempre o mesmo para ficar no mesmo lugar. Esta tem sido a tática dos candidatos do PSOL nas últimas eleições. Atualmente, Marcus Sussuarana repete a fórmula do professor Adilson Siqueira, candidato várias vezes. Ataques contra tudo e todos, defesa de teses da extrema esquerda e, lá no fim, sempre igual: o PSOL não sai do 1%.

PESQUISA

A dez dias da eleição, a tendência é que a pesquisa do Ibope agendada para ser divulgada na próxima semana, não mostre mudança substancial na disputa pelo governo. Os que estão na frente assim devem aparecer. Os que estão atrás também. Os levantamentos para a pesquisa estão feitos no início da semana que vem, em todo o Estado.

ATÉ QUE ENFIM!

Candidato a deputado federal, o jornalista Celso Gomes lança parte de sua propaganda eleitoral de forma inédita: em braile, para que possa ser acessada por deficientes visuais. Até que enfim alguma coisa nova, criativa e com verdadeiro valor para parte importante da população, surgida nesta campanha eleitoral.

DE ONDE SURGIU?

Uma tal Associação dos Jovens Estudantes de Rondônia conseguiu uma boa grana para usar na mídia e chamar para um protesto para o próximo dia 24 de outubro, contra o governo. É campanha eleitoral pura. Entidade que só existe para fins políticos, ela conseguiu ainda dinheiro para contratar artistas para shows durante o evento. Lamentável.

DOIS PARA UMA CADEIRA

Na Assembléia Legislativa, continua a dúvida. Quem deve assumir a vaga deixada por David Chiquilito. O TR E determinou, no início da semana, que fosse o ex-deputado Chico Doido, de Ariquemes. O PSB, dono da vaga, quer que ela seja do também ex-deputado da Capital, Daniel Pereira. Ninguém sabe ainda quando essa confusão vai terminar.

LEI CONFUSA

É nisso que dá uma legislação confusa, que deixa aos tribunais a decisão sobre como as coisas devem acontecer. É tanto processo, recurso e mais recurso, dúvidas e complicações, que quem fica com o poder de dizer o que deve ou não ser feito nos outros poderes é a Justiça Eleitoral. E cada tribunal regional decide da sua maneira, porque as leis são confusas mesmo.

HORA DA DEFINIÇÃO

Dias decisivos para as campanhas eleitorais. A Justiça começa a decidir sobre os caminhos das candidaturas ainda não homologadas e, na reta final da disputa, se saberá com certeza quem concorre e quem fica fora. A partir de agora, tudo fica um pouco mais claro. No final de semana, tudo estará definido.

NÃO PEGA

Em outras circunstâncias, o caso de corrupção envolvendo o comando da Casa Civil do governo Lula poderia custar muito caro a ele e seus parceiros. Mas como é o Super Lula, o presidente mais popular que o país já teve, nada pega. A candidata petista, Dilma Roussef, está eleita e nem foi tocada pela crise.

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Sergio Pires

Médicos pelo Brasil: Relatório de Confúcio Moura causa polêmica  + BR 364 matou um a cada cinco dias + Aplausos a Léo, Mariana, Chrisóstomo e Nazif

Médicos pelo Brasil: Relatório de Confúcio Moura causa polêmica + BR 364 matou um a cada cinco dias + Aplausos a Léo, Mariana, Chrisóstomo e Nazif

MÉDICOS PELO BRASIL: RELATÓRIO DE CONFÚCIO MOURA CAUSA POLÊMICA POR ACEITAR CUBANOS SEM O REVALIDA Há muitas opiniões diferentes, contraditórias, co

Direto ao Ponto com Vinicius Miguel

Direto ao Ponto com Vinicius Miguel

Sábado 12 horas e Domingo 7:30, na Record News. A partir da noite de sábado, no site Gente de Opinião. Direto ao Ponto, com Vinicius Miguel!Veja o víd