Porto Velho (RO) quinta-feira, 26 de maio de 2022
×
Gente de Opinião

Sergio Pires

Primeira Mão - 11/11/08




MUITO LONGPrimeira Mão - 11/11/08 - Gente de OpiniãoE DE SER REALIDADE   



MAIS UMA IDÉIA MIRABOLANTE 

No Brasil, quando se trata de anunciar obras para o futuro, estamos muito bem. O problema é realizá-las, torná-las concretas, resolver os problemas na prática e não na conversa. Agora, o governo federal anuncia a criação de uma espécie de presídio-escola para Rondônia, para atender jovens delinqüentes, muitos deles bandidões já com diploma de todo o tipo de crimes, mas  que a lei insiste em tratar como pobres vítimas do sistema.

O problema é que o Ministério da Justiça está planejando vários dessas “casas de recuperação” pelo país afora. As obras já foram comunicadas até ao presidente o Supremo, ministro Gilmar Mendes. Mas não há sequer prazos para execução delas, inclusive a de Rondônia. Se saírem um dia do papel, essas prisões vão chegaram quando as 400 vagas que cada uma oferecerá, pela proposta de hoje, já serão tão insignificantes que se tornarão uma gota no oceano. Como o tal presídio federal de Porto Velho, que já foi construído, fez aniversário mas não abriga sequer um detento. É o Brasil!

 

FUZILAMENTO

O governador Cassol deu algumas declarações claras e duras, na semana passada, em relação à tentativa do TRE de cassá-lo. Disse por exemplo, que como não teve direito à defesa, se o que está ocorrendo com ele fosse nos tempos da ditadura, ele já teria sido fuzilado. Precisa dizer mais?

 

“DE LAVADA”

Lembrando que é polêmico mas suas ações são sérias, Ivo Cassol também mandou um recado aos adversários. Disse que se houvesse nova eleição – o que está longe de ser realidade – ele concorreria de novo e ganharia “de lavada”. É mesmo o estilo Cassol de enfrentar as adversidades.

 

NO MEIO DO FOGO

Enquanto isso, o senador rondoniense Valdir Raupp está numa sinuca de bico. Contemporizador, Raupp tenta apagar o incêndio que está se formando na disputa pelo comando do Senado. Por enquanto, não conseguiu.

 

RACHÃO

Quebrou o pau nos bastidores entre os até agora liados PT e PMDB. Os petistas exigem o cargo de presidência para Tião Viana. O PMDB não aceita abrir mão e quer José Sarney, Renan Calheiros ou Dulcídio Amaral. Por fora, corre Ciro Nogueira, do PP, que pode ganhar com o racha.

 

ATÉ DOSSIÊS

E no meio disso tudo está Valdir Raupp, como bombeiro, tentando aproximar os beligerantes e reabrir o diálogo. Na semana passada a coisa estava feia. Até uma guerra de dossiês contra petistas, jogados por peemedebistas e vice-versa aconteceu nos bastidores.

 

NÃO TEM FIM

Na madrugada de ontem, mais um acidente violento, com vítimas fatais, perto do centro de Porto Velho. Todo o dia é dia de mortes, feridos e colisões violentas na cidade. Motoristas despreparados, bebida e velocidade, somadas à péssima sinalização transformam nossas ruas em corredores para o cemitério.

 

MESMO TEMA

A semana continua com o principal assunto envolvendo a decisão do TRE contrária ao governador Ivo Cassol. No TSE ele já ganhou liminar e agora encaminha sua defesa – porque no TSE terá a oportunidade de se defender – e permanecer no posto. O assunto ainda vai longe.

 

PERIGO NACIONAL

Afastado da política por decisão própria, o ex-prefeito de Cacoal, Divino Cardoso, empresário de sucesso, foi vítima de um grupo que fazia ameaça contra ele se não recebessem 30 mil reais. Todos os bandidos foram presos. Mas os riscos contra empresários aqui e pelo Brasil afora prosseguem.

 

O LADO DA LEI

Os criminosos sabem muito bem que a lei está ao lado deles. Se tiverem sucesso, ótimo. Se forem presos, em breve estarão nas ruas de novo, para continuar com sua vida de crime. Todas as benesses para o crime. Todos os riscos para quem é sério, trabalha e só quer ter uma vida segura.

 

É INCRÍVEL!

Aliás,  nessa semana no Paraná, outro exemplo do que uma decisão baseada na lei de proteção a bandidos pode fazer. O principal suspeito de ter estuprado, matado e  esquartejado uma menina havia sido solto há pouco tempo. Estava preso e condenado por crime muito semelhante e foi solto. Dá para acreditar?

 

É FRIA!

Na internet, mensagem do Ministério Público do Trabalho faz intimação a pessoas para comparecerem a uma pretensa “relativa ao procedimento investigatório” de determinado processo. É fria. Ninguém pode ser intimado pela internet. Portanto, cuidado com os vírus...

Fonte: Sergio Pires/Gentedeopinião

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Sergio Pires

A guerra que nunca terá fim! + A feira tem muitos políticos e não faltam fofocas + Médica pode ter punição exemplar

A guerra que nunca terá fim! + A feira tem muitos políticos e não faltam fofocas + Médica pode ter punição exemplar

A GUERRA DA UCRÂNIA PODE TERMINAR EM BREVE, MAS A DECRETADA PELOS CRIMINOSOS CONTRA A SOCIEDADE BRASILEIRA, NUNCA TERÁ FIM!A guerra de invasão da Uc

Dória cai fora da sucessão + Republicanos traz Damares+ Porte de armas para vigilantes

Dória cai fora da sucessão + Republicanos traz Damares+ Porte de armas para vigilantes

ELEITO NA ESTEIRA DO SUCESSO DE BOLSONARO, DÓRIA SE TORNOU UMA FIGURA PATÉTICA NA POLÍTICA NACIONAL E CAI FORA DA SUCESSÃO  Houve, claro, alguma su

A grandeza do agronegócio rondoniense + Vaga ao senado + Dez mulheres mortas

A grandeza do agronegócio rondoniense + Vaga ao senado + Dez mulheres mortas

COMEÇA UMA FEIRA GIGANTE QUE RESUME TODA A GRANDEZA DO AGRONEGÓCIO RONDONIENSE Rondônia tem sido, nos últimos anos, uma ilha de prosperidade, com nú

Um assassinato brutal + Governo e o salário de maio + STF usa bom senso + Crimes violentos em Rondônia

Um assassinato brutal + Governo e o salário de maio + STF usa bom senso + Crimes violentos em Rondônia

SERIA UMA LINDA HISTÓRIA DE RECOMEÇO, CASO NÃO HOUVESSE, NO CAMINHO, UM ASSASSINATO BRUTAL           Seria uma história simples, de uma mulher bras