Porto Velho (RO) quinta-feira, 19 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Sergio Pires

Primeira Mão - 08/12/10


Primeira Mão - 08/12/10 - Gente de Opinião

HÁ A PROPAGANDA DE QUE ESTÁ TUDO

BEM E HÁ A VIDA REAL, BEM MAIS DURA


De um lado comemora-se a retomada dos morros e favelas do Rio (apelidadas de comunidades, mas que na realidade nada mudaram e continuam sendo favelas na vida real) e de outro sabe-se que ainda há muitos traficantes soltos, trabalhando normalmente, vendendo cocaína, maconha, crack e comprando armas, porque enquanto houver consumidor haverá o crime organizado. Sabe-se também que policiais corruptos facilitaram a fuga de bandidos e que não há nenhuma ação definitiva para acabar com a podridão dentro da estrutura policial. O que se sabe mais? Que as fronteiras, incluindo as nossas com a Bolívia, principalmente na região de Guajará Mirim, continuam desguarnecidas, sem fiscalização, portas escancaradas para a entrada de drogas pesadas e armas mais pesadas ainda. Que o lobby dos criminosos é tão forte, o dinheiro envolvido no crime é tão grandioso, sua influência é tão colossal, que não se consegue aprovar qualquer projeto de lei que modifique o Código Penal e se aplique penas duras contra esses bandidos.

O que mais se sabe? Que a famosa “progressão de pena”, que antes não deveria beneficiar traficantes nem autores de crimes hediondos, agora graças a uma decisão do Supremo, escancarou as portas das cadeias a todos os tipos de bandidos, tratando-os como se fossem nossos seus melhores cidadãos. Morrendo de rir, eles saem das prisões mentindo que vão trabalhar – raramente vão, é claro – e aproveitam suas horas livres para praticar novos crimes. Enquanto se gasta milhões de reais na criação de sistemas de seguranças, equipamentos e pessoal, uma canetada da Justiça acaba com tudo isso. Porque a classe política, covarde, não produz leis que defendam a sociedade. Porque muitos preferem o dinheiro e os votos dos bandidos. Contra nós.  

 

CONTA GOTAS

Ao contrário da presidente Dilma Rousseff, que vem anunciando seu ministério a conta gotas, praticamente um nome novo por dia, Confúcio Moura optou por outra estratégia. Deve anunciar o pacote de nomes no mesmo dia: nesta sexta-feira, dia 10.  E ainda poderá deixar algumas secretarias para nomear seus novos donos mais para a frente.

 

PELA FRENTE

O atual grupo palaciano, que está limpando as gavetas, tem como questão de honra entregar para o sucessor o melhor que puder. Pagar as contas, pagar os salários e honrar os compromissos firmados são ordens diretas do governador João Cahulla. Entrou pela porta da frente e sairá por ela.

 

PROBLEMÃO

Reações duras de parte dos aliados contra texto publicado em seu blog, por Confúcio Moura, de que poderá utilizar alguns nomes do atual governo em sua administração. Gente que ficou uma década inteira longe do poder e da grana, não aceita repartir o bolo. Confúcio terá problemas com aliados. E já antes de assumir.

 

MAIS GORDURA

Ainda nem começou o governo Dilma Roussef e já se prenuncia uma guerra interna entre sindicatos que apóiam o inchamento da máquina pública.  Ampliar a obesidade mórbida do Estado, aliás, é coisa que o PT de Dilma incentivou muito, num passado recente. Agora, no poder, já ouve críticas antes mesmo da posse.

 

NADA FUNCIONA

O PSOL, aquele nanico que desde que foi fundado nunca cresceu no Brasil, “denuncia” que o governo Dilma não priorizará os salários do funcionalismo e nem aumentará as contratações. E daí? O país precisa de mais gente mamando nas tetas do governo ou de uma revolução que faça com que a estrutura atual comece a funcionar algum dia?  

 

CONVERSA DE MALANDRO

Gente tem, gastança tem, há geralmente muito mais servidores do que cadeiras na maioria dos órgãos públicos. O que não há é boa vontade. O que há é um esforço para que se mantenham benesses para o funcionalismo, que o pobre trabalhador comum nem sonha em ter. O resto é conversa de malandro.

 

ENLOUQUECEMOS?

Deu no Fantástico: preso recebeu benefício da progressão de pena. Saiu da cadeia e voltou a realizar assaltos, sua especialidade. Preso de novo, um juiz aceitou seu pedido de nova progressão de pena. Fica no ar a pergunta: somos todos malucos neste país ou o juiz que tomou tal decisão não merece uma investigação?

 

LAVANDO AS MÃOS

Muitos magistrados alegam que sua função é decidir e fazer cumprir a lei. Mas quando a lei é absurda, quando claramente protege bandidos e é contra a sociedade; quando mata inocentes e não pune criminosos, os juízes não podem fazer nada? Nem sequer protestar em suas sentenças? É só lavar as mãos e mandar os criminosos de novo para a rua? Perguntar não ofende.   

 

 JÁ COMEÇOU...

Dois anos antes, começam já a aparecer nomes para a corrida pela Prefeitura de Porto Velho. No PT, Fátima Cleide e Eduardo Valverde podem disputar a indicação. O PMDB pensa em Zequinha Araújo, mas Confúcio Moura tem compromisso com Emerson Castro. O PTB vai de Valter Araújo. E é só o começo.

 

ONDE ESTÃO?

Estarão também por Rondônia alguns dos chefões do tráfico, que covardemente fugiram dos morros do Rio, corridos pela polícia?
 

Siga o Gentedeopinião no Gente de Opinião



Fonte: Sergio Pires  - ibanezpvh@yahoo.com.br
Gentedeopinião
   /  AMAZÔNIAS   /  RondôniaINCA   /   OpiniaoTV
 Energia & Meio Ambiente   /   YouTube  / Turismo   /  Imagens da História


 

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Sergio Pires

TRE vai decidir: Uso de laranjas nas candidaturas femininas pode tirar mandato de nove eleitos em Rondônia

TRE vai decidir: Uso de laranjas nas candidaturas femininas pode tirar mandato de nove eleitos em Rondônia

TRE VAI DECIDIR: USO DE LARANJAS NAS CANDIDATURAS FEMININAS PODE TIRAR MANDATO DE NOVE ELEITOS EM RONDÔNIAO que têm em comum a pequena cidade de Val

Energisa nega cortes ilegais + CPI: os eleitores vão apoiar ou não? + Dona Raquel ataca Rondônia

Energisa nega cortes ilegais + CPI: os eleitores vão apoiar ou não? + Dona Raquel ataca Rondônia

ENERGISA NEGA CORTES ILEGAIS. FIM DO  ABASTECIMENTO É SÓ PARA QUEM FAZ “GATO”A Energisa dá sua versão. Muito criticada, a empresa que comprou a Ceron