Porto Velho (RO) sábado, 21 de julho de 2018
×
Gente de Opinião

Paulo Correia

Aula de jornalismo...


Paulo Correa Durante o programa Gente de Opinião, da GenTV, Canal 9, Via Cabo, Paulo Queiroz deu uma verdadeira aula de jornalismo. Arguído sobre o que mais influencia na formação de um profissional de Imprensa, afirmou que "tudo parte do princípio da leitura. Repórter ou colunista que não lê não tem futuro. Jamais vai escrever bem, sinteticamente mas de forma a esclarecer bem aos leitores, telespectadores ou ouvintes". Paulo foi mais longe e destacou a questão ética no exercício da profissão. Segundo ele, o jornalista tem que buscar os dois lados envolvidos na questão e tratar a notícia de forma isenta, mostrando a todos apenas os fatos. Afinal, ele é o responsável pelo registro da História". Para ele, os comentários devem ficar para os articulistas. Considerado um dos maiores colunistas do Estado, Paulo Queiroz afirmou que, "como em tantas outras profissões, também na nossa existem "picaretas". São aqueles que buscam a extorsão por obter informações privilegiadas. Mas Não têm vida longa. São execrados pela própria classe, apesar de sermos corporativistas. Rapidamente deixam de ser convidados para as rodadas de conversas, para a troca de pautas etc.".

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Paulo Correia

Homenagens ao PC

Homenagens ao PC

Um companheiro de verdade    (Montezuma Cruz)  A partir do momento em que gente ultrapassa a barreira dos 50 anos começa a se surpreender com notícias

Briga de Foice

Se, aparentemente, Ivo Narciso Cassol voa em céu de brigadeiro, sem maiores tormentas a não ser alguns arrufos da senadora petista Fátima Cleide, o me

Graves...

Publicadas nas edições de sexta (19) e sábado (20) do jornal Folha de Rondônia, as denúncias do Conselheiro do Tribunal de Contas Amadeu Machado são m

O vil metal...

Ninguém em sã consciência vai negar que a queda de braços entre o governador Ivo Cassol e o presidente da Assembléia Legislativa, deputado Carlão de O