Porto Velho (RO) sábado, 15 de maio de 2021
×
Gente de Opinião

Osmar Silva

STF com DNA defeituoso


STF com DNA defeituoso - Gente de Opinião

Parece uma condenação. Daquelas marcadas a ferro e fogo. Não dá para esconder nunca mais. Nem disfarçar, é possível. Logo cai a máscara. E a verdadeira identidade surge com todo o DNA. Esta parece ser a sina de alguns ministros do Supremo Tribunal Federal. Entre eles, notadamente, Gilmar Mendes, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Rosa Weber.

Esta gente, que não aceita o tratamento de ‘você’, trabalham descaradamente em favor do crime e de criminosos. Mas não do meliante pé-de-chinelo. Não! Não mesmo! Suas ‘excelentíssimas” atenções se voltam em favor dos criminosos de ‘colarinho branco’.

Estão comprometidos e contaminados com o pior. As quadrilhas estão se refestelando em brindes de puro malte e a mais legítima Champagne. Comprados com o dinheiro roubado do povo brasileiro. Se comprazem em suas ignomínias e nos envergonham e humilham.

Suas interpretações da Constituição e das leis, e suas decisões não têm a linha reta e imparcial da justiça. Mas as curvas, alargamento e estreitamento, de suas hermenêuticas políticas.

Moucos ao clamor da Nação, optam pela parcialidade em função de interesses escusos inconfessáveis, mas percebíveis.

O DNA destas pessoas está contaminado na origem.

Postados no ‘cume do sistema”, com disse Gilmar Mendes em recente entrevista, não tem quem os controle. Com debochado sorriso, apontou alternativa difusa: “o povo”. E sabem que ele tem razão? O povo não conta com nenhum instrumento de ação direta contra o Poder Judiciário. Mas tem o poder indireto, através do Congresso Nacional.

Tanto é verdade, que o senhor Toffoli, dando uma de Pilatos, lavou as mãos, declarando que só estava respeitando artigo da lei penal aprovada pelo Congresso. Legalista, sim senhor!

Para parar a sanha desses contaminados senhores das cortes brasileiras em favor do crime e de criminosos, principalmente os do STF, temos que pressionar cada deputado federal e cada senador, para mudar o sistema de seleção e posse dos ministros dos tribunais superiores.

O notório saber e a conduta ilibada tem que ser comprovada tecnicamente. Tem que acabar com a vitaliciedade e estabelecer mandato, renovável uma única vez. E a escolha tem que ser pelo voto de todos os operadores do direito. Só assim a democracia chegará no Poder Judiciário. Só assim eles serão, se sentirão e se comportarão como ‘servidores públicos’.

Esta gente do atraso, que enoja a opinião pública, precisa respeitar o sentimento majoritário da Nação brasileira que não aceita mais a corrupção nem os corruptores.

Em um sistema de escolha por sufrágio público e transparente, o compromisso dos candidatos a uma cadeira nos tribunais superiores, passa a ser com a Nação. E não com criminosos do Senado, a quem vão beijar a mão e assumir compromissos antirrepublicanos para obter aprovação.  

Basta de vergonha, de humilhação, de escárnio! Basta de arrogância e privilégios! É preciso por freios nestes senhores de pose imperial. E o caminho é o Congresso Nacional.

 

Osmar Silva – Jornalista – Presidente da Associação da Imprensa de Rondônia – WhatsApp 69.99265.0362.

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Osmar Silva

Aleluia – Tempo de Esperança

Aleluia – Tempo de Esperança

Certo tempo atrás, no mundo onde fui criado e educado, o Sábado de Aleluia era o dia mais esperado e também o mais temido da Semana Santa. Um dia es

A hora, governador, é de atitude

A hora, governador, é de atitude

O coronel Marcos Rocha, governador de Rondônia, gravou e publicou neste sábado, 27, um vídeo para chamar a atenção do povo rondoniense à gravíssima

Vale arriscar?

Vale arriscar?

O projeto de lei do governo estadual criando um Refaz que beneficia grandes empresas com grandes dívidas tributárias em Rondônia, ainda vai dá muito

Moro sai e o diabo dá cambalhotas

Moro sai e o diabo dá cambalhotas

O rombo no casco do navio do governo do presidente Jair Bolsonaro é grande. A saída do ministro da Justiça e da Segurança Pública, o jurista Sérgio