Porto Velho (RO) quarta-feira, 8 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Osmar Silva

Do que o STF tem medo?


Do que o STF tem medo? - Gente de Opinião

Acabo de ler, estupefato, notícia dando conta de que o ministro Dias Tofolli, Presidente do Supremo Tribunal Federal, pediu ao colega de corte, Alexandre de Moraes, que averiguasse informações da Revista Crusoé relembrando citação ao seu nome (do ministro Tóffoli) por Marcelo Odebrecht no âmbito dos depoimentos nos processos da Operação Lava-a-Jato. 

O ministro Alexandre não perdeu tempo e censurou a matéria determinando a imediata retirada da publicação eletrônica. 

É inevitável as perguntas: do que os ministros do STF têm medo? O que escondem? 

Nos últimos dias têm-se falado bastante sobre ditadura no Brasil. O que é e o que não é e o que caracteriza uma ditadura. Da mesma forma, fala-se também sobre democracia, a harmonia entre os poderes e, aqui e acolá[OS1] , alguém lembra que “todo poder emana do povo e em seu nome será exercido”. Ou seja, o povo, em sua maioria, é a instância originária e máxima do poder.

 E o guardião desse princípio pétreo é exatamente o STF. Só que, contemporaneamente, percebe-se que o atual colegiado jurídico não aplica essa regra máxima a si próprio. 

A maioria dos membros da Corte vêm demonstrando, em seus atos, ações e atitudes, um comportamento que se coloca acima de todos e de tudo. Ignoram a origem e os limites do poder que exercem. Tratam com desprezo as manifestações da sociedade às suas condutas. Fogem, se escondem e evitam qualquer contato com o cidadão. 

Sentem-se agravados por qualquer coisa que se diga, se escreva ou que, num infeliz encontro com um cidadão, este lhes questione algo ou lhes aponte o dedo. Logo vem a ameaça: “quer ser preso? ”   

Por que se revira céus e terra para evitar a CPI da Lava Toga? 

Sendo pessoas de ‘reputação ilibada’ ou seja: íntegras, incorruptas, sem manchas, limpas, por que não querem ser investigados por uma CPI? 

Por que sendo pessoas probas, de condutas irrepreensível, de caráter limpo, vêm sofrendo tantos pedidos de impeachment?  Que iniquidades escondem? Que ignomínia ocultam? E por que, de uns tempos para cá a sociedade lhes pespega tantos epítetos desagradáveis? Não é a ‘voz do povo a voz de Deus’? 

Os congressistas temerem as consequências de uma CPI Lava Toga, a gente até entende. Afinal, deles não é cobrada a ‘conduta ilibada’ para chegar ao Congresso Nacional. E a maioria chega lá com um longo rabo de palha, precisando de ‘foro privilegiado’. Por isso têm medo da ‘vingança’ de um ministro de corte superior. Então ... deixa os ministros quietos. 

E assim, passamos a ter um poder, entre os três, com mais poder que os outros dois. O poder de mandar prender por mensagem eletrônica, como acabou de fazer Dias Tófolli. 

Estamos sob a égide da Ditadura do Poder Judiciário. Um poder composto de ‘intócáveis’. Um poder contra o cidadão, contra a liberdade de imprensa. Um poder que restabeleceu a censura. Um poder que não quer prestar contas de nada a ninguém. Um poder que está cerceando o direito sagrado de informar e ser informado. Um poder que estar corrompendo um dos pilares básicos do Estado Democrático de Direito. 

Está com medo do que STF? 


Osmar Silva – jornalista – Presidente da Associação da Imprensa de Rondônia-AIRON – sr.osmarsilva@gmail.com - 6992650362



* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Osmar Silva

Mundo de ponta cabeça

Mundo de ponta cabeça

Quem imaginaria ver as praças de Roma, os bares e as gôndolas de Veneza, os cafés de Paris, os estádios e as igrejas centenárias do mundo, vazias?

Tempos estranhos no Estado burro

Tempos estranhos no Estado burro

Estamos vivendo tempos estranhos. Saímos do governo do ‘dou um tostão, levo um milhão” e embarcamos noutro que vem protagonizando várias confusões. Em

Lixo, merda e água contaminada não é ‘missão de Deus’

Lixo, merda e água contaminada não é ‘missão de Deus’

- Governar é missão de Deus! Disse o governador de Rondônia, Marcos Rocha, em recente evento público. A sentença é correta, segundo os princípios cr

Imprensa e comunicação, o desafio

Imprensa e comunicação, o desafio

Diversos eventos movimentaram a imprensa e os comunicadores de Rondônia no segundo semestre do ano passado. Boas iniciativas de discussão e reflexão