Porto Velho (RO) quarta-feira, 23 de maio de 2018
×
Gente de Opinião

Montezuma Cruz

Parques e áreas limpas são ideais para empinar pipas em Porto Velho; bombeiros alertam contra linhas com cerol


Se puder, solte sua pipa no Parque da Cidade [entrada pela Avenida Calama] e em áreas limpas – campinhos de futebol, em Porto Velho. A recomendação é dada pelo aspirante bombeiro Halisson Mendonça, a propósito das férias escolares, tradicional período de procura desse tipo de diversão.

Gente de Opinião

Áreas abertas são as mais seguras para soltar pipas

Ele sabe que nem todas as crianças e jovens de bairros periféricos se dispõem a essa escolha, mas garante que ela é segura e evita acidentes graves. “Nas proximidades de redes elétricas de alta tensão por exemplo”, alertou.

“Todos sabem, o perigo de ferimento e até morte é a consequência do uso de cerol”, comenta Mendonça.

O cerol tradicional é uma mistura de pó de vidro com cola. Uma das modificações consiste em substituir o vidro por pó de ferro.

No caso de fios condutores de energia, a presença do ferro nas linhas rapidamente conduzem a eletricidade. Um único contato com os fios de alta tensão leva a pessoa a morrer eletrocutada. Mesmo sendo mais perigosa, a mistura com pó de ferro é menos utilizada do que a mistura feita com vidro.

A pessoa que solta pipa em locais de grande concentração de pedestres, ciclistas e motociclistas também está sujeita a esse risco, ele explicou.

De todos os casos de acidentes com motociclistas vítimas de cerol. “50% são graves ou gravíssimos, e 25% mortais”, informa bombeiro, com base em dados da Associação Brasileira dos Motociclistas.

Ele recomenda a todos, especialmente a empresas de entregadores de alimentos, encomendas e serviços gerais, investir na compra da antena corta linha, que custa R$ 15 e pode ser encontrada em lojas comerciais. Instalada ao lado do retrovisor, essa antena retém e quebra a linha de cerol.

O pó de vidro ou ferro serve como abrasivo, resultando em acidente decorrente da linha extremamente cortante.

No aspecto ambiental, outro agravante das linhas com cerol é a ameaça a pássaros e passarinhos.
 

RECOMENDAÇÕES GERAIS
 

►Não solte pipas em dias de chuva ou relâmpagos.

► Não retire pipas presas em fios de transmissão de eletricidade ou árvores, nem faça pipas com papel laminado; o risco de choque e acidente é grande.

► Não solte pipa em lajes ou telhados, para evitar quedas; para não cair, olhe bem onde pisa, especialmente quando andar para trás.

► Caso a linha quebre, não corra atrás da pipa sem observar se o caminho é seguro, como atravessar ruas e passar por buracos, para evitar acidentes;

► Use luvas ao soltar pipa, para não machucar as mãos. Tente soltar pipa sem rabiola, como as arraias. Na maioria dos casos, ela prende no fio por causa da rabiola.
 

Leia mais:
Corpo de Bombeiros de Rondônia alerta para os cuidados
com fogos de artifícios e espetáculos pirotécnicos

 


Fonte
Texto: Montezuma Cruz
Fotos: Ésio Mendes
Secom - Governo de Rondônia

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Montezuma Cruz

Se o morcego atacar, chame o governo

Se o morcego atacar, chame o governo

A ligação telefônica do pecuarista de Chupinguaia, a 530 quilômetros de Porto Velho, denuncia o ataque do morcego hematófogo (Desmodus rotundus) ao ga

A Colômbia em busca da paz

A Colômbia em busca da paz

As pesquisas apontam como favorito Iván Duque, o candidato do ex-presidente Álvaro Uribe, principal detrator dos acordos

Sem dar nomes, Lava Jato anuncia prisão de ex-executivos da Petrobras; um operador é ligado ao MDB

Sem dar nomes, Lava Jato anuncia prisão de ex-executivos da Petrobras; um operador é ligado ao MDB

O pagamento indevido se estendeu de 2010 até pelo menos 2012, e superou o montante de 56,5 milhões de dólares

É possível salvar as abelhas? Petição com 5 milhões de assinaturas diz que sim.

É possível salvar as abelhas? Petição com 5 milhões de assinaturas diz que sim.

MONTEZUMA CRUZEm Porto VelhoDesta vez foram as abelhas. Queiram ou não aqueles que rejeitam a Comunidade Avaaz porque arrecada recursos em euros e dól