Porto Velho (RO) segunda-feira, 18 de novembro de 2019
×
Gente de Opinião

Lucio Albuquerque

NA CORÉIA, 'DURA LEX, SED LEX'. NO BRASIL LULA TEM REGALIAS - Por Lúcio Albuquerque


Lúcio Albuquerque, repórter

Park Geun-hye, a primeira mulher a comandar a Coreia do Sul,  condenada a 24 anos de prisão mais multa pesada. Coincidência que no que se pode chamar de “semana dura” para ex-presidentes, na África do Sul o “ex” entrou na fase de julgamento. No Brasil, Lula, duas vezes presidente, perdeu o HC com todas as cores de protelatório e teve determinada sua prisão.

Pelo visto as coincidências acabam por aí por que, para surpresa de milhões de brasileiros que imaginavam tratamento igualitário a Lula, o juiz Sérgio Moro concedeu ao condenado algumas (digamos) benesses, sob a justificativa do cargo que ele ocupou.

A decisão de Moro, que desde o início da Lava Jato só veio crescendo no respeito que (merece) de parte da população brasileira, jogou um balde de água fria na ideia de que, como diz a Constituição Federal, todos sejam iguais perante a Lei, um conceito que qualquer pessoa com um mínimo de discernimento sabe que já se tornou uma espécie, a mais de “letra morta” na “Constituição Cidadã”.

Além de não ser algemado – e pelo que foi noticiado nem se ele agredir agentes que o prendam os policiais não poderão fazê-lo, também terá uma sala especial no prédio da PF curitibana, pelo visto, a partir do croqui mostrado pelo Jornal Hoje, contando com espaço melhor do que outros presos envolvidos, também, em processos de corrupção.

Há um ditado amazônico de que “pau que bate em zé bate em mané”. Tratar de maneira diferenciada um condenado, alegando que ele tenha ocupado cargo importante – e no país o maior deles é o de presidente da República – deixa o cidadão confuso, desfaz o dito amazônico e faz com que, apesar de tudo, seja aberta uma brecha para ter (mais) dúvidas sobre a aplicação da Justiça no país.

Inté outro dia, se Deus quiser!

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Lucio Albuquerque

Lúcio em três temas (*) - Unimed – Pague em dia e espere muitos dias - Até quando o descaso com o dinheiro público? - Cães e pombos: livres para crescer e multiplicar

Lúcio em três temas (*) - Unimed – Pague em dia e espere muitos dias - Até quando o descaso com o dinheiro público? - Cães e pombos: livres para crescer e multiplicar

UNIMED – PAGUE EM DIA E ESPERE MUITOS DIAS Uma das bases da relação entre   quem compra e quem vende tem duplo pilar. De um lado, a capacidade de aten

Lúcio em três temas (*)

Lúcio em três temas (*)

1. SOBRAR PARA QUEM NÃO DEVETerá razão o ex-governador Daniel Pereira, caso queira, ir à Justiça requerer ressarcimento financeiro pelo vexame a que,

Lúcio em três temas

Lúcio em três temas

Quem foi, disse ter gostado. Quem não foi, lamenta e diz que não perderá a próxima.

Sinjor abre Roda de Conversa com reflexão sobre 2018

Sinjor abre Roda de Conversa com reflexão sobre 2018

Com participação de mais de 50 pessoas, e transmissão ao vivo no facebook do site rondoniadagente.com.br, o Sindicato de Jornalistas de Rondônia, Sinj