Porto Velho (RO) quarta-feira, 20 de junho de 2018
×
Gente de Opinião

Lucio Albuquerque

Histórias do Lúcio (III)


BRIGA POR TELEX

Meu amigo Montezuma Cruz, repito: o melhor de todos os repórteres que já passaram por aqui, tinha mania de usar um espelhinho redondo para conferir, várias vezes durante o dia, como andavam suas sobrancelhas, dentre outros costumes. Um deles o de, quando se zangava com qualquer um de nós, passar um telex (naquele tempo, fim da década de 70, fax não havia por aqui e Internet era coisa de cinema), comunicando o rompimento oficial.

Até bem pouco tempo passado eu mesmo guardava vários dos telex que o Monte mandou dizendo: 'Comunico ao prezado companheiro que estou de relações rompidas com o jornalista X. Peço não nos convidar para a mesma mesa'.

Uma feita vínhamos descendo a ladeira ao lado do Presidente Vargas, eu, o Ivan Marrocos e o Maurício Fares quando o Monte vem subindo. Ele havia rompido relações com o Ivan (fato difícil, porque brigar com o gordo era coisa difícil) e mandado o comunicado para todos nós.

Ao nos ver, o Monte atravessa para o outro lado da calçada e nós fazemos o mesmo. Ele passa ao outro lado e nós também, até que nos encontramos e tudo terminou numa conversa, entre risadas, no saudoso Café Santos, onde funcionava a nossa 'boca maldita', local em que era fácil saber tudo sobre tudo, na Porto Velho ainda capital do Território.

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Lucio Albuquerque

Caminhoneiros pressionaram... Por Lúcio Albuquerque

FAZE O QUE DIGO, MAS NÃO FAZE O QUE FAÇO

BRASIL BEM NA FOTO: À FRENTE DA COREIA E TAIWAN - Por Lúcio Albuquerque

BRASIL BEM NA FOTO: À FRENTE DA COREIA E TAIWAN - Por Lúcio Albuquerque

Pode parecer ironia que o título se refira ao Brasil estar à frente de duas nações gigantes em tecnologia e economia no mundo, mas, por incrível que i

O silêncio ensurdecedor da morte do lado errado - Por Lúcio Albuquerque

O silêncio ensurdecedor da morte do lado errado - Por Lúcio Albuquerque

Tenho dito, e já escrevi, que sou favorável ao movimento dos caminhoneiros, mas também tenho dito e escrito que sou contra a violência, a ameaça a que

ÓRGÃOS DE CONTROLE PRECISAM “SAIR DA TOCA”

A reação do governo foi, pelo menos, absurda