Porto Velho (RO) sábado, 21 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Lucio Albuquerque

CONTA GOTAS 30/10/10




PERGUNTAR NÃO OFENDE

Por que tantos cabos eleitorais, descendo de carrões, de óculos escuros e que, ao embalar bandeiras de uma candidatura, mostram-se tão constrangidos?

 

LIVROS

A crítica do sr. Cahulla a seu oponente sr. Confúcio porque este escreve livros, repercutiu mal. Neste sábado ouvi, no mercado do Um, um cidadão dizer que a crítica mudara seu voto. “Criticar uma pessoa porque ela gosta de ler e escrever é absurdo. Quem sabe como o Confúcio recebeu Ariquemes, e como a deixou, sabe de sua capacidade. Mudei meu voto”.

 

RICARDINHO

Quem viu neste sábado o show de técnica que o Ricardinho deu no jogo de voleibol entre SESI e Vôlei Futuro (sua equipe), continua sem entender por que mesmo ele ficou de fora da seleção brasileira, quando perdemos a Olimpíada de Pequim. É um dos mistérios do esporte brasileiro, como aquele mal-estar, não explicado até hoje, do Ronaldo na final da Copa de 1998, ou a parada do Roberto Carlos no gol da França na Copa de 2006.

 

FENAJ

Deu no Cláudio Humberto (29.10.10): “Curioso o protesto da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), quarta (27), no centro de São Paulo, pela “liberdade de expressão” do Jornal da CUT, de uma revista pró-PT e de uma colunista demitida do Estadão. Contra os 455 dias de censura ao jornal, nadica”.

 

HISTÓRIA

É o que dá o atrelamento de entidade sindical a partido político. Depois os caras ainda têm a coragem de criticar Getúlio Vargas que, no caso, imitou Benito Mussolini. Agora os dois são imitados, até na proposta que, nas claras entrelinhas, só quer deixar livre o jornalismo chapa branca. Como antigamente.É só dar uma olhada na História.

 

VOTO

Eleitor que não votou no turno, poder votar sem problema nenhum neste domingo. Mesmo sem o título, o eleitor pode votar, mas não pode votar se não tiver o documento de identificação com foto.

 

SUMIU

A banana comprida, conhecida dos amazonenses como “banana pacovão”, literalmente desapareceu do mercado. E nenhuma explicação dos órgãos ligados à produção agrícola. Estão mais preocupados com a eleição do que cumprir com as obrigações de seus cargos.

 

EXTORSÃO

Sou contra regulagem pelo Estado no livre mercado – vai ver que algum indivíduo vai me chamar de neoliberal, etc. Mas, convenhamos: uma cadeirinha para botar no carro e obedecer à legislação custar mais de 200 reais é extorsão pura. Muita gente que tem carro não tem dinheiro para cumprir a lei, até por causa do preço abusivo da cadeira.  Por essas e outras sou contra benefício fiscal a comerciantes, porque não repassam os efeitos desses benefícios a nós, consumidores. E somos nós que pagamos a conta.

 
 

DATAS DE RONDÔNIA

Outubro

Dia 30 – Em 1913 – Pelo decreto 741 o governador amazonense Jonathas Pedroza eleva o povoado de Porto Velho à categoria de Vila, subordinada à Comarca do município de Humaitá (Francisco Matias – Pioneiros – Ocupação Humana e Trajetória Política de Rondônia).

Dia 30 – 1947 - Frederico Trotta toma posse como 3º governador do Território (Tereza Chamma, Calendário de Guajará-Mirim).

 Inté outro dia, se Deus quiser!
 

Siga o Gentedeopinião no Gente de Opinião

 

Fonte: Lúcio Albuquerque -  jlucioalbuquerque@gmail.com
 
Gentedeopinião   /  AMAZÔNIAS   /  RondôniaINCA   /   OpiniaoTV
 Energia & Meio Ambiente   /  Siga o Gentedeopinião noTwitter  /   YouTube 
 Turismo   /  Imagens da História

 

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Lucio Albuquerque

ODACIR – POR QUE “MITO”?

ODACIR – POR QUE “MITO”?

Com o falecimento, nesta semana, do advogado e ex-senador Odacir Soares Rodrigues ficou muito menor o universo dos que atuaram na política rondonien

Cheirou a “entrevista chapa branca”...

Cheirou a “entrevista chapa branca”...

Esta semana estava eu esperando o início de uma reunião, sintonizei na CBN local e começou uma entrevista do ministro Gilmar Mendes, STF, feito no e

Hierarquia é de cima para baixo, e não o contrário

Hierarquia é de cima para baixo, e não o contrário

Censura é uma coisa e hierarquia administrativa é outra

Que tal se portar como presidente?

Que tal se portar como presidente?

Que o presidente Jair Bolsonaro tem realizado trabalhos que valorizam o voto de quem votou nele, disso não há dúvidas, apesar da marcação cerrada e no