Porto Velho (RO) sexta-feira, 22 de junho de 2018
×
Gente de Opinião

Lucio Albuquerque

CONTA-GOTAS 26/07


A julgar pelo andar da carruagem, ninguém se assuste se programas de televisão, inclusive novelas, trouxerem em suas apresentações, logo, logo, cenas de masturbação,  coito anal, sexo oral e penetração vagina, tudo explícito e em close, que é para ser visto melhor.

No desregramento que está sendo a marca dos programas televisivos, e cada vez mais desregrados, especialmente os que são apresentados no chamado "horário nobre", não será de se estranhar caso o que coloquei no parágrafo anterior realmente aconteça, tudo em nome do "não patrulhamento" e da "liberdade de expressão".

Com justa razão uma psicóloga entrevista pela revista Veja, edição desta semana, coloca ser errado que, num horário em que crianças na fase pré-adolescente se encontram em frente à tv, depoimentos como o recente, na novela global logo depois do Jornal Nacional, de uma mulher contando um orgasmo sejam colocados. Ela adverte que isso faz com se pulem etapas de formação dessas crianças e possa incentivar sexualidade mais que precoce.

Pior para as crianças da nossa região, e ainda mais as do Acre, que tomam esse impacto, em razão do fuso horário, quando ainda estão bem despertas. Agora, é de se perguntar: se existe um horário de classificação de programa, e eles é usado no horário de Brasília, por qual motivo pelo nosso lado também ele não é utilizado.

Talvez alguém argumente que isso não pode ser em razão da grade de programação nacional da TV. Ora, danem-se a grade e seus defensores. Ou será que para nós daqui não vale a mesma norma que para eles de lá?

JORNALISTAS
Recebi um lote de e-mail de  jornalistas, daqui e de outros Estados, sobre meu comentário passado, quando me posicionei contra a proposta da Federação Nacional dos Jornalistas para o regulamento da profissão. Parece-me estar havendo um – raro – átimo de conscientização no Planalto e matéria, pelo que andei lendo está (ou já foi?) vetada. O perigo é retornar ao Congresso e ali o veto ser derrubado.

ATO MÉDICO
Outra matéria que certamente vai dar prejuízo para o cidadão é a proposta chamada "Ato Médico". Recentemente li num jornal do Conselho de Medicina, se não me engano do Paraná, que para incentivar profissionais da área a conseguir assinaturas a favor do Ato Médico, estavam sendo oferecidos prêmios, carros. É de se perguntar: os médicos que defendem a proposta estão querendo mais poder para quê?

DESRESPEITO
Estão indo na contra-mão. O momento é da ação multidisciplinar e multiprofissional, cada um respeitando a área dos outros. Não há a menor dúvida que a responsabilidade final com o paciente seja do médico, mas o que será de seu trabalho se outros profissionais forem (mais) marginalizados do que são atualmente? Quando falo "mais" entenda-se inclusive do ponto de vista salarial. É só pegar o contra-cheque para entender como a visão (especialmente das entidades públicas) é torta nesse relacionamento.

CAMPANHA
A campanha eleitoral está em andamento. Nada de novo em termos de linhas de ação. Já vimos o filme. Para o cidadão-eleitor que tenha um mínimo de sensatez é, certamente, cada vez mais uma tortura saber que, por força da lei, ele vai ter de participar do processo.

PIADA
Essa CPI das sanguessugas, como a do mensalão e outras recentes, tem tudo para se transformar numa piada a mais. Basta ver que, afora que haja mudança na legislação, os mesmos personagens denunciados, terão direito a votar quando seus colegas, também denunciados, forem analisados pelo plenário.

QUER DIZER....
Cada um dos denunciados já vai entrar  com mais de 100 votos contra sua cassação. OU alguém duvida disso?

FESTIVAL
De 13 a 15 de agosto em Guajará-Mirim, Flor do Campo e Malhadinho vão estar na arena disputando mais um "duelo da fronteira". Pena que, sabe-se lá por qual motivo real, o bumbódromo não ficou pronto.

Inté outro dia, se Deus quiser!

Lúcio Albuquerque
lucioreporter@yahoo.com.br

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Lucio Albuquerque

Caminhoneiros pressionaram... Por Lúcio Albuquerque

FAZE O QUE DIGO, MAS NÃO FAZE O QUE FAÇO

BRASIL BEM NA FOTO: À FRENTE DA COREIA E TAIWAN - Por Lúcio Albuquerque

BRASIL BEM NA FOTO: À FRENTE DA COREIA E TAIWAN - Por Lúcio Albuquerque

Pode parecer ironia que o título se refira ao Brasil estar à frente de duas nações gigantes em tecnologia e economia no mundo, mas, por incrível que i

O silêncio ensurdecedor da morte do lado errado - Por Lúcio Albuquerque

O silêncio ensurdecedor da morte do lado errado - Por Lúcio Albuquerque

Tenho dito, e já escrevi, que sou favorável ao movimento dos caminhoneiros, mas também tenho dito e escrito que sou contra a violência, a ameaça a que

ÓRGÃOS DE CONTROLE PRECISAM “SAIR DA TOCA”

A reação do governo foi, pelo menos, absurda