Porto Velho (RO) sábado, 7 de dezembro de 2019
×
Gente de Opinião

Lucio Albuquerque

CONTA GOTAS 25/02


BURAQUEIRA
Não é marcação, mas que a cidade de Porto Velho está se trnasformando novamente, como alguns anos passados, numa autêntica táboa de pirulitos, disso ninguém pode duvidar. É só circular pela capital do Estado. Bom para oficinas mecânicas, vendedores de penus, de peças e de serviços de borracharia. Péssimo par anós, usuários.
 
MICROLINS
Com 670 franqueados em todo o país e oferecendo mais de 40 cursos diversos, a Microlins, empresa líder no setor, está em Porto Velho e quer buscar parceiros especialmente em Ariquemes, Jaru, Ji-Paran´pa, Cacoal, Pimenta Bueno, Vilhena e Rolim de Moura, além das cidades acreanas de Rio Branco e Cruzeiro do Sul. Informações pelos telefones (69) 30430079, 30430080 e 30430081, ou pelo www.portovelho@microlins.com.br
 
TRÂNSITO
Quando será que o Detran (ou o órgão responsável por isso) vai gastar um dinheirinho com uma campanha séria de Educação no Trânsito? Até quando vão pensar que aquelas faixas colocadas em algum ponto da cidade serve para educar alguém? Enquanto isso nosso trânsito, a cada dia, fica mais violento e nossas autoridades nem estão aí....
 
ESCOLA
A Escola do Legislativo inicia nesta segunda-feira, 26, três novos cursos: Produção de Texto (pela manhã), Inglês Básico e Libras – Linguagem Brasileira de Sinais (ambos à tarde). E na quinta-feira, dia 1º, inicia o projeto Fórum Rondônia, com discussão de temas de interesse do estado. A primeira, a partir das 18 horas na própria Escola, sobre a importância do Gasoduto de Urucu e das Usinas do Madeira.
 
RAPIDEZ
Viram? Os que mantiveram o ministro da Fazenda preso num assalto, foram logo a seguir presos pela Polícia. Mas por que a Polícia não age com tanta eficiência quando a vítima é um cidadão comum?
 
VIOLÊNCIA
Taí: greve de presos em São Paulo (em Porto Velho quando o coronel Ferro era responsável teve uma e quem gostou foram moradores da periferia da cidade que ganharam o jantar dos presidiários que se engaram em comer). Nessa de agora, não sei não, mas se fizerem uma pesquisa, muita gente que quer endurecer contra a criminalidade com certezqa vai apoiar. Tudo por causa de um preso que teve direito a sair para visitar o pai num hospital e foi transportado numa ambulância.
 
PERGUNTANDO
A liberação de detento para visitar familiar que esteja morrendo é comum? E se fosse um desses presos sem dinheiro teria sido possível a liberação e um caro-ambulância para levá-lo? 
 
MERCADO
O Mercado Central vai ser reformado, conforme a conversa de feirantes com o prefeito Roberto Sobrinho. Será reviatalizado. As obras devem iniciar ainda neste semestre.
 
Inté outro dia, se Deus quiser!

Lúcio Albuquerque

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Lucio Albuquerque

ACADEMIA ABRE INSCRIÇÕES PARA DUAS VAGAS DE MEMBRO EFETIVO

ACADEMIA ABRE INSCRIÇÕES PARA DUAS VAGAS DE MEMBRO EFETIVO

Até dia 21 deste mês, autores de livros residentes em Rondônia há mais de 10 anos, maiores de 21 anos de idade, podem se inscrever para disputar duas

Ao Euro, ao mestre, com carinho

Ao Euro, ao mestre, com carinho

Há pessoas que, como (falsas) músicas apresentadas como “sucessos” e que não resistem a alguns dias em cena. Há outras que acabam se transformando em

Lúcio em três temas (*) - Unimed – Pague em dia e espere muitos dias - Até quando o descaso com o dinheiro público? - Cães e pombos: livres para crescer e multiplicar

Lúcio em três temas (*) - Unimed – Pague em dia e espere muitos dias - Até quando o descaso com o dinheiro público? - Cães e pombos: livres para crescer e multiplicar

UNIMED – PAGUE EM DIA E ESPERE MUITOS DIAS Uma das bases da relação entre   quem compra e quem vende tem duplo pilar. De um lado, a capacidade de aten

Lúcio em três temas (*)

Lúcio em três temas (*)

1. SOBRAR PARA QUEM NÃO DEVETerá razão o ex-governador Daniel Pereira, caso queira, ir à Justiça requerer ressarcimento financeiro pelo vexame a que,