Porto Velho (RO) terça-feira, 10 de dezembro de 2019
×
Gente de Opinião

Lucio Albuquerque

Conta Gotas 12/03


Juca e Pedro tinham razão
 
Aí pelo início dos anos 60 o "menestrel maldito" Juca Chaves cantou que "...um policial, quase sempre uma ilusão...". Em 1968 o vice-presidente da República Pedro Aleixo negou-se em assinar o Ato Institucional nº 5 e, ao ser perguntado qual a razão, respondeu que não tinha medo da Lei, "...mas do guarda que vai aplicar a Lei".
 
Pois é: ambos os dois tinham, e têm razão. Pelo menos é esta a dedução a que cheguei depois de receber a queixa de um engenheiro, deficiente físico, multado por estacionar seu carro em espaço reservado, adivinhem para quem? Pois é: por estacionar seu carro na área específica para deficiente físico o engenheiro alega ter sido multado.
 
Você pensa que fica por aí? Não. O mesmo engenheiro se queixa de ter sido multado por "não estar usando o cinto de segurança", apesar dele alegar que, devido à sua condição física e ao carro adaptado usar só o cinto abdominal, o "duas pontas". E que isso, ele alega, não teria sido levado em conta pelo policial.
 
Ora, vamos! O leitor pode pensar que eu tenho algo contr o policiamento do trânsito. Pelo contrário: quem se der ao trabalho de ler o que tenho escrito há muitos anos verá que sou favorável, mas também entendo que não se pode pagar policiais apenas para multar, até porque essa não é a finalidade de suas funções conforme a Lei diz.
 
Mas, quando só se vê os PMs do trânsito, em grupos, aplicando multas, é de se pensar que a metodologia pedagógica adotada pelo comando da Companhia de Trânsito - ou do Batalhão se o for - é de punir, caso, por exemplo, de queixas contra multas aplciadas a motoristas que estacionaram em oblíquo ao lado do Prontocor. Está certo: não há norma mandando fazê-lo, mas já se tornou uma tradição que o estacionamento ali seja assim. Mas é uma questão dupla, de tradição e de aproveitamento de espaço.
 
Quando vemos policiais do trânsito em cruzamentos com semáforos e não os vemos irem para o meio da rua orientar o tráfego quando o semáforo tem problema ou falta luz, então alguma coisa está errada. Aliás não só este setor está errado: por que não se fez até agora nenhuma ação séria de educação no trânsito? Ou a metodologia pedagógica do setor entre nós é, também, a de multar?
 
Inté outro dia, se Deus quiser!
 
CLúcio Albuquerque
 

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Lucio Albuquerque

ACADEMIA ABRE INSCRIÇÕES PARA DUAS VAGAS DE MEMBRO EFETIVO

ACADEMIA ABRE INSCRIÇÕES PARA DUAS VAGAS DE MEMBRO EFETIVO

Até dia 21 deste mês, autores de livros residentes em Rondônia há mais de 10 anos, maiores de 21 anos de idade, podem se inscrever para disputar duas

Ao Euro, ao mestre, com carinho

Ao Euro, ao mestre, com carinho

Há pessoas que, como (falsas) músicas apresentadas como “sucessos” e que não resistem a alguns dias em cena. Há outras que acabam se transformando em

Lúcio em três temas (*) - Unimed – Pague em dia e espere muitos dias - Até quando o descaso com o dinheiro público? - Cães e pombos: livres para crescer e multiplicar

Lúcio em três temas (*) - Unimed – Pague em dia e espere muitos dias - Até quando o descaso com o dinheiro público? - Cães e pombos: livres para crescer e multiplicar

UNIMED – PAGUE EM DIA E ESPERE MUITOS DIAS Uma das bases da relação entre   quem compra e quem vende tem duplo pilar. De um lado, a capacidade de aten

Lúcio em três temas (*)

Lúcio em três temas (*)

1. SOBRAR PARA QUEM NÃO DEVETerá razão o ex-governador Daniel Pereira, caso queira, ir à Justiça requerer ressarcimento financeiro pelo vexame a que,