Porto Velho (RO) domingo, 24 de junho de 2018
×
Gente de Opinião

Luciana Oliveira

ZEZÉ DI CAMARGO DEFENDE A VOLTA DA DITADURA MILITAR - Por Luciana Oliveira



Gente de Opinião

247 – Numa entrevista à jornalista Leda Nagle, o sertanejo Zezé di Camargo defendeu a volta dos militares ao poder, mesmo depois de ser alertado sobre as mortes, torturas e desaparecimentos políticos.

“Eu vou falar um absurdo aqui para você, vão me criticar, jornalistas vão falar de mim, achar que sou um maluco. Você sabe que o momento em que a gente vive hoje no Brasil, o Brasil lutou muito pela democracia, mas eu fico com pena de como os nossos políticos usaram aquela liberdade que nós conquistamos, que era sair do militarismo. Muito gente confunde militarismo com ditadura, todo mundo fala ‘nós vivíamos numa ditadura’. Nós não vivíamos numa ditadura, nós vivíamos num militarismo vigiado. Ditadura é a Venezuela, Cuba com Fidel Castro, Hungria, Coreia do Norte, China, esses são realmente ditadores. O Brasil nunca chegou a ser uma ditadura daquelas que ou você está a favor ou você está morto”, afirmou.

Leda lembrou o cantor que na época houve muitas prisões, tortura e mortes. “Mas não chegou a ser tão sangrenta, tão violenta, como a gente vive até hoje, no mundo de hoje. Não dá pra acreditar que muita gente ainda acredita que uma ditadura vai dar certo. Mas eu acho, eu acredito, as pessoas vão me achar maluco, não quero isso jamais pro Brasil, mas eu imagino que o Brasil hoje precisaria passar por uma depuração. O Brasil até podia pensar no militarismo para reorganizar a coisa e ‘entregar’ de novo”, opinou Zezé.

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Luciana Oliveira

Advogada denuncia caráter policialesco de reunião do Incra com camponeses

Advogada denuncia caráter policialesco de reunião do Incra com camponeses

Teria ocorrido na mais absoluta tranquilidade a reunião entre representantes da Ouvidoria Agrária Nacional, Incra e programa Terra Legal com as lidera

Há 4 anos, poder paralelo da “lava jato” influi na política e na economia do País

Há 4 anos, poder paralelo da “lava jato” influi na política e na economia do País

Boa parte da imprensa deixou de investigar, de garantir o contraditório, se convertendo num dócil e envenenado canal de comunicação de quem decidiu fa

COMUNIDADE BUSCA APOIO PARA O 52˚ FESTIVAL CULTURAL DE NAZARÉ - Por Luciana Oliveira

COMUNIDADE BUSCA APOIO PARA O 52˚ FESTIVAL CULTURAL DE NAZARÉ - Por Luciana Oliveira

 Será nos dias 20 e 21 de julho o evento de artes Integradas que se constitui como um dos mais densos em cultura popular do estado.Idealizado pelo