Porto Velho (RO) sexta-feira, 19 de abril de 2019
×
Gente de Opinião

Luciana Oliveira

Sinjur ingressa com reclamação contra o TJRO no Conselho Nacional de Justiça


Sinjur ingressa com reclamação contra o TJRO no Conselho Nacional de Justiça - Gente de Opinião

O Processo com o número 0002364-08.2019.2.00.0000 foi distribuído para o Gabinete da Conselheira Maria Iracema Martins do Vale, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), nesta segunda-feira, 8 de abril, em pretenso Pedido de Controle Administrativo formulado pelo Sindicato dos Trabalhadores no Poder Judiciário do Estado de Rondônia (Sinjur) em face do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.

O pedido, em linhas gerais, pede a liberação de informações que estão sob sigilo, participação nas discussões e execução orçamentárias, os pagamentos de verbas residuais humanitárias e de direitos cujos pagamentos estão represados pela administração.

Em regime de urgência, o Sindicato pediu para que o CNJ determine ao TJRO a liberação de acesso a todos os processos administrativos de interesse dos servidores, à exceção dos Processos Administrativos Disciplinares, bem como disponibilize no site do Tribunal, a execução orçamentária para acesso de todos os cidadãos e garanta convite aos representantes do Sindicato nas reuniões do comitê orçamentário

Entre os direitos oriundos do Plano de Cargos e Carreiras que contemplam o PCA do Sinjur, no CNJ, está o dos Adicionais de Qualificação Funcional (AQF), que não têm sido implementados, além das parcelas atrasadas, há mais de 12 meses; o que gera uma dívida ao Estado que poderia já ter sido solucionada. O Sinjur também pede que haja distribuição igualitária dos recursos previstos no orçamento para pagamento de passivos de magistrados e servidores.

Segundo a denúncia do Sindicato, são mais de R$ 4 milhões em pagamentos devidos pelo Tribunal de Justiça a aposentados que foram incentivados a aderir a um programa, contudo, não tiveram, até agora, o pagamento das verbas rescisórias, como férias vencidas, licenças e outros direitos. Entre esses trabalhadores estão 11 pessoas que precisam do pagamento por razões humanitárias, em razão de graves problemas de saúde, que soma cerca de R$ 400 mil.

Segundo a presidente do Sinjur, Gislaine Caldeira, que assina o pedido, o documento atende a uma decisão da categoria, reunida em assembleia estadual, na qual foi decidido esse passo em desagravo à postura da Administração em não efetivar os direitos dos trabalhadores, mesmo com o canal de diálogo e conversação aberto pela representação sindical.

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Luciana Oliveira

Coronel Chrisóstomo do PSL de Rondônia pode perder vaga na Câmara Federal por denúncia de candidatura ‘laranja’

Coronel Chrisóstomo do PSL de Rondônia pode perder vaga na Câmara Federal por denúncia de candidatura ‘laranja’

A Ação de investigação Judicial Eleitoral foi ajuizada por Sebastião Valadares Neto (PSC-RO), candidato a deputado federal nas Eleições de 2018, contr

Jair Bolsonaro desautoriza operação em andamento do Ibama contra madeira ilegal em RO

Jair Bolsonaro desautoriza operação em andamento do Ibama contra madeira ilegal em RO

Em vídeo, presidente diz que maquinário não deve ser destruído por agentesFabiano Maisonnave - MANAUSEm vídeo que circula nas redes sociais, o preside

A jurista democrata Lori Lightfoo foi eleita a primeira prefeita negra de Chicago

A jurista democrata Lori Lightfoo foi eleita a primeira prefeita negra de Chicago

DW – A jurista democrata Lori Lightfoot foi eleita nesta terça-feira (02/04), por ampla maioria, prefeita de Chicago. Ela será a primeira negra a coma

   Universidade Federal de Rondônia (UNIR)  se une à luta dos Povos Indígenas com campanha de arrecadação de alimentos

Universidade Federal de Rondônia (UNIR) se une à luta dos Povos Indígenas com campanha de arrecadação de alimentos

A iniciativa é para dar suporte a cerca de 250 indígenas de Rondônia, do Sul do Amazonas e Noroeste de Mato Grosso que estarão em Porto Velho na próxi