Porto Velho (RO) sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Luciana Oliveira

A ONDA BOLSONARO FARÁ BEM AO BRASIL. DEPOIS DE MUITO CALDO - Por Luciana Oliveira


A ONDA BOLSONARO FARÁ BEM AO BRASIL. DEPOIS DE MUITO CALDO - Por Luciana Oliveira - Gente de Opinião

 Não pense que é fácil para uma militante progressista concluir que o país precisa estrebuchar para recuperar o vigor de sua democracia.

Mas, convenhamos, estranho seria se não defendesse a soberania das urnas, por pior que seja o resultado.

É muito forte a representação que o PSL conquistou com Jair Bolsonaro, 52 cadeiras na Câmara contra 1 em 2014.

Em 2010, o partido não tinha nenhum senador e agora tem 4.

Entre as duas eleições, o número de policiais e militares eleitos para o Legislativo saltou de 18 para 73 e destes, 43 são do PSL.

Eduardo e Flávio Bolsonaro se elegeram com votações expressivas e até o ex-ator pornô Alexandre Frota, se deu bem defendendo os ‘valores’ morais, éticos, patrióticos e familiares de Jair.

Não é uma onda, mas um tsunami que devastou a consciência de uma parcela enorme da sociedade.

Nos estados que terão segundo turno para escolha de governadores, há disputa pelo apoio ao presidenciável de extrema-direita.

Em Rondônia, o candidato do PSDB, Expedito Júnior (ex-senador cassado), declarou apoio em sentido oposto ao de líderes tucanos como FHC e Alckmim.

A disputa será com o coronel Marcos Rocha que só por ser do PSL, se segurou firme na prancha quando ninguém apostava que conseguiria surfar na onda Bolsonaro.

O ‘larga que é meu’ é o triunfo da política do oportunismo nestas e outras plagas.

Passar por Bolsonaro, seus surfistas e eleitores, pode ser a única forma de recuperarmos o medo de sermos tragados pela onda do fascismo.

Os alertas foram dados pelos quantos do país e mesmo assim, a fila foi grande para o mergulho de cabeça.

É melhor já ir se acostumando com mais violência, porque absolutamente nada indica que é seguro correr o risco do presidente despreparado, mau e hipócrita.

Não pego essa onda que vai quebrar com violência e causar estragos que só serão recuperados com anos ou décadas.
Os ‘caldos’ deixarão muitos nus e talvez os vexames, nos devolvam a vergonha.

Parafraseando Rui Barbosa, “de tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus”, recuperemos o voto consciente.

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Luciana Oliveira

Corrupção, oposição e impopularidade: desafios de Bolsonaro para aprovar Previdência

Corrupção, oposição e impopularidade: desafios de Bolsonaro para aprovar Previdência

Proposta de Bolsonaro ainda não foi enviada à Câmara, mas gera articulação de oposição e divide conservadoresCristiane SampaioBrasil de FatoA tradicio

Mulheres lideram 36 blocos de Carnaval empoderados por todo o Brasil

Mulheres lideram 36 blocos de Carnaval empoderados por todo o Brasil

Que as mulheres estão ocupando todos os espaços e mostrando sua potência em todas as áreas, da música à ciência, não é novidade. Mas a gente acha o qu

Acre e distritos de Porto Velho correm risco de isolamento por causa das chuvas

Acre e distritos de Porto Velho correm risco de isolamento por causa das chuvas

O Acre novamente sob risco de isolamento por conta do período chuvoso.Olha como está a BR-364 que liga o Estado vizinho ao restante do país.Os distrit

“A Igreja tem de ficar do lado de quem? Ao lado de quem promove a morte ou de quem busca a vida?”, pergunta bispo

“A Igreja tem de ficar do lado de quem? Ao lado de quem promove a morte ou de quem busca a vida?”, pergunta bispo

Humanitas Unisinos – O grupo de bispos brasileiros que prepara o Sínodo sobre Amazônia, previsto para ocorrer em outubro, em Roma, critica a presença