Porto Velho (RO) sábado, 14 de dezembro de 2019
×
Gente de Opinião

José Carlos Sá

Um debate chocho - Por José Carlos Sá


Um debate chocho - Por José Carlos Sá - Gente de Opinião
Candidato Charlon do PRTB. Decepcionante. (Foto reprodução SIC TV - Gente de Opinião
Candidato Charlon do PRTB. Decepcionante. (Foto reprodução SIC TV

Blog Banzeiros - Quem ganhou o debate realizado pela SIC TV, no final da tarde de ontem (28/9), não sei. Quem perdeu foi o (tenente-)coronel Charlon, candidato pelo partido PRTB. Eu o conheci como Ajudante de Ordens do ex-governador Ivo Cassol. Era de poucas palavras e, talvez, por isso, me decepcionei como ele se comportou no debate, que foi o primeiro que assisti nestas eleições. Com troca de acusações e ironias com o outro coronel candidato, Marcos Rocha, não acrescentou muita coisa. Uma frase que ele disse soou mal para mim: “(…) Falta um governo escroto! (…)” Na minha concepção, a palavra “escroto” tem uma péssima carga semântica, daí…

Achei o Pimenta de Rondônia muito bem preparado, com dados e números para confrontar o adversários. Aliás, acho o programa de rádio dele muito bom, bem escrito e bem lido, respeitando a pontuação. Porém (ai, porém!) não voto nele.

O candidato Maurão de Carvalho, no programa eleitoral, pelo rádio, pronuncia bem as palavras, lendo os ‘esses’, como se tivesse feito um curso com a fonoaudióloga global Glorinha Beuttenmüller. No debate ele foi autêntico, comeu os ‘esses’ e o final das palavras. Era o Maurão que conhecemos.

Já o candidato Vinícius Miguel me pareceu assustado, apesar de estar bem preparado e ter uma boa oratória, estava tímido até nos ataques. O coronel Marcos Rocha estava tranquilo, com as ‘colas’ das perguntas salvas no celular, que ele não encontrava com facilidade.

Expedito Junior, macaco velho, saiu-se bem das perguntas mais “difíceis”, como a cassação do mandato dele por compra de votos. Saiu pela tangente dizendo que foi crime eleitoral e que não desviou dinheiro público. Quando disse que foi secretário de Ação Social, me lembrei que foi quando o conheci. Era no governo Jerônimo Santana e eu era adjunto da Secom.

Como escrevi no título desse comentário, o debate foi chocho. Ainda não deu para definir o meu voto a governador de Rondônia. Os três candidatos que faltaram ao debate talvez não alterariam essa situação.

ASSISTA ABAIXO O DEBATE (COMPLETO):

Duração: 1 hora, 59 minutos e 29 segundos | Visualizações: 1.406

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre José Carlos Sá

Turismo ampliado

Turismo ampliado

Previsto para entrar em funcionamento no próximo dia 9, domingo, o passeio na antiga litorina da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, vai ampliar as opçõe

Um partido envelhecido precocemente

Um partido envelhecido precocemente

Uma matéria do jornalista Eduardo Militão, da sucursal de Brasília da UOL descreve o desgaste interno e externo do partido MDB

Bebendo veneno

Bebendo veneno

Ministério da Agricultura liberou mais 31 novos agrotóxicos

A tristeza da miséria humana

A tristeza da miséria humana

Efeitos deletérios da tragédia de Brumadinho