Porto Velho (RO) domingo, 18 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

José Carlos Sá

Da novela dos vices - Por José Carlos Sá


 Da novela dos vices -  Por José Carlos Sá - Gente de Opinião

Blog BANZEIROS - Há alguns dias, ouvindo os comentários do Gerson Camarotti sobre a dificuldade de completarem as chapas com os candidatos a vice-presidente, fiquei pensando no nosso cenário estadual. Fui assessor de imprensa de dois vices e vi de perto que a coisa não é fácil. Minhas lembranças, no período em que estou em Rondônia:

Ângelo Angelin e o deputado Amizael Silva, então presidente da Assembleia e primeiro na linha de sucessão, não se entendiam. Angelin deixou de viajar para Washington – EUA, para assinar o convênio do Planafloro, para que Amizael não assumisse;

Jerônimo Santana e Orestes Muniz – Não houve problemas, Orestes ocupou a Secretaria de Educação e depois a de Planejamento. Mas Jerônimo não apoiou a candidatura de Orestes Muniz para sucedê-lo;

Osvaldo Piana e Assis Canuto – Se entendiam bem. Nunca soube que houve alguma rusga entre eles.

Valdir Raupp e Aparício Carvalho – Romperam em meados no mandato. O gabinete do Vice-Governador não tinha recursos para comprar material de limpeza.

José Bianco e Miguel de Souza – Se entendiam e Miguel ocupou uma secretaria durante quase todo o mandato. Saiu para desincompatibilizar.

Ivo Cassol e Odaísa Fernandes – Se entendiam no início. Com a crise do “Fantástico”, dona Odaísa caiu em desgraça com o governador e ficou na geladeira, sendo substituída no segundo mandato de Cassol;

Ivo Cassol e João Cahulla – Não há notícias que tenham tido qualquer desentendimento.

Confúcio Moura e Airton Gurgacz – Não há notícias de desentendimento entre eles. Durante uma parte do mandato, Gurgacz foi o diretor-geral do Detran;
Confúcio Moura e Daniel Pereira – No começo do segundo mandato de Confúcio, Daniel andou meio distante, depois se aproximaram.

Contei isso tudo para comentar  que das atuais chapas que disputam o governo de Rondônia, em pelo menos duas, pode haver desentendimento no futuro. Me refiro a Acir Gurgacz e Neodi Oliveira e Expedito Junior e Maurício Carvalho. A aguardar.

Galeria de Imagens

  • Aparício Carvalho e Valdir Raupp (Foto Painel Político)
    Aparício Carvalho e Valdir Raupp (Foto Painel Político)
  • Ivo Cassol e Odaísa Fernandes (Foto PSDB)
    Ivo Cassol e Odaísa Fernandes (Foto PSDB)
  • Aírton Gurgacz e Confúcio Moura (Foto Decom)
    Aírton Gurgacz e Confúcio Moura (Foto Decom)
  • Daniel Pereira e Confúcio Moura (Foto Secom)
    Daniel Pereira e Confúcio Moura (Foto Secom)

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre José Carlos Sá

Turismo ampliado

Turismo ampliado

Previsto para entrar em funcionamento no próximo dia 9, domingo, o passeio na antiga litorina da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, vai ampliar as opçõe

Um partido envelhecido precocemente

Um partido envelhecido precocemente

Uma matéria do jornalista Eduardo Militão, da sucursal de Brasília da UOL descreve o desgaste interno e externo do partido MDB

Bebendo veneno

Bebendo veneno

Ministério da Agricultura liberou mais 31 novos agrotóxicos

A tristeza da miséria humana

A tristeza da miséria humana

Efeitos deletérios da tragédia de Brumadinho