Porto Velho (RO) quinta-feira, 20 de janeiro de 2022
×
Gente de Opinião

Candiru Madeira

Todos merecem repelex!


Definitivamente encontrei o caminho: ser presidente do Partido dos Desempregados do Brasil. O PDB não é só a salvação da minha lavoura; é a salvação do país, do mundo! Pensei no seu Chico, ex-financeiro, prá me ajudar na tarefa.  Mas, tá difícil d'ele largar seu Nelci Augusto.  Qual o  empregado que vai acreditar que ser desempregado é a solução? Por isto nosso partido exige fé.  Vamos provar que sol ou estrela tudo é besteira.  O negócio é o nosso símbolo: um triângulo invertido com um traço no meio, ou seja, nós vamos debaixo prá cima para multiplicar.  Nem que sejam as mães!  Estamos atrás de um webdesigner desempregado para criar nosso Site na Internet, que o PDB é um partido moderno e azul.  Vermelho, já era!  Os vermelhos tão todos no governo  puxando o saco do Lulex.  Todos merecem repelex! Não vê os comissionados da prefeitura?  Até Fernandes descobriu que comete idioletice!  Não sei o que é, porém para esses comunistas róseos todo castigo é pouco.  Desempregados unidos!  Dois dedos, com motivo! 

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Candiru Madeira

A última coluna 'Candiru do Madeira' escrita por Sued Pinheiro

A última coluna 'Candiru do Madeira' escrita por Sued Pinheiro

Há dois tipos de pessoas que só fazem perguntas inconvenientes. São as crianças e os médicos. Um exemplo. O Zézinho pergunta pra mãe:- Mamãe! Por que

E o Rondinelli

E o Rondinelli Gonzalez, hein! Que cara legal! Só não se emenda. Colocou no Face que “Pra mim toda mulher é uma rainha... e o castelo dela é a cozinha

E dizem que a morte

E dizem que a morte, lá em Cuba, bateu na porta e Fidel Castro abriu. Quando viu a Horripilante com sua foice não teve dúvidas. Apontou o dedo na dire

Que alguém disse

Que alguém disse alguém disse ( e nem preciso dizer quem) que é preciso que tudo mude para nada mudar! E Rondônia e Porto Velho são o grande exemplo: