Porto Velho (RO) quarta-feira, 27 de outubro de 2021
×
Gente de Opinião

Candiru Madeira

Tão bonitinha


Tão bonitinha a Maiara Vieira! Menina boa e inocente. Acredita em Papai Noel, Saci Pererê e em ser adicionada pelo Gustavo Lima! Chega rima. Até a Sy riu! Juju, juju! A Aline não perdoa e ficaram rindo á-toa! á-toa! Do jeito que vai, se não esclarecerem a menina, ela se suicida dia 21 pensando que é o fim do mundo mesmo! E nem é loura! Uma com torresmo! Como bem diz a Ana Paula Galvão “O cara que pensa em você toda hora, que conta os segundos se você demora" este cara é o teu chefe! Há!Há!Há! E, ainda por cima, mesmo que trabalhe mais de oito horas por dia nunca agrada totalmente. Chefe,em geral, gosta de gente que diz sempre amém e tá disposta a lamber o chão, quando é pedido! E passa sabão pro gosto ficar bão! Passando de pau pra cacete! No fim de ano fico tão sentimental, uau! Até encontrar minha velha boininha de passeio me desperta um sentimento maternal! Uma saudade dos meus companheiros de rua! Uma pra não chorar! Quer encrespar! Soldado também chora, ora!

Fonte: Candiru do Madeira

 

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Candiru Madeira

A última coluna 'Candiru do Madeira' escrita por Sued Pinheiro

A última coluna 'Candiru do Madeira' escrita por Sued Pinheiro

Há dois tipos de pessoas que só fazem perguntas inconvenientes. São as crianças e os médicos. Um exemplo. O Zézinho pergunta pra mãe:- Mamãe! Por que

E o Rondinelli

E o Rondinelli Gonzalez, hein! Que cara legal! Só não se emenda. Colocou no Face que “Pra mim toda mulher é uma rainha... e o castelo dela é a cozinha

E dizem que a morte

E dizem que a morte, lá em Cuba, bateu na porta e Fidel Castro abriu. Quando viu a Horripilante com sua foice não teve dúvidas. Apontou o dedo na dire

Que alguém disse

Que alguém disse alguém disse ( e nem preciso dizer quem) que é preciso que tudo mude para nada mudar! E Rondônia e Porto Velho são o grande exemplo: