Porto Velho (RO) quinta-feira, 26 de maio de 2022
×
Gente de Opinião

Candiru Madeira

O tempo tá frio, mas não claro!


Pelo sanguinho divino de São Genaro, o tempo tá frio, mas não claro!  Como é que pode: antes Cassol e Amorim pareciam irmãos siameses!  Agora parecem argentinos e ingleses!  Amorim disse que o único trabalho social nos municípios de seu Cassol "é jogar bola".  Isola!  Já, seu Cassol diz que seu Amorim "é descontrolado".  Que fuzuê danado!  Do meu lado, não tenho nada com isto, nem quero ser Cristo, sou capaz de dar razão aos dois;  todavia mudo, depois, por uma garrafa de cana pura ou um empreguinho.  Não que seja vendável, porém, com ministro e governador a cem mil, vergonha e consciência andam em liquidação.   E tô numa prontidão!  Na festa da soja só dava seu Euclides pura energia:  "Mais limpinha".  Lá no Cumprade, na churrascaria, o Carlão da Alavanca me conta do policial que mandou o veículo parar e gritou:  "Saia do veículo, de mãos para o alto!".  E uma voz do carro:  Não posso seu gaurda.  Sou paraplégico!".  E o  policial:  "Não perguntei sua profissão.  Saia logo antes que comece a atirar!"  Uma!

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Candiru Madeira

A última coluna 'Candiru do Madeira' escrita por Sued Pinheiro

A última coluna 'Candiru do Madeira' escrita por Sued Pinheiro

Há dois tipos de pessoas que só fazem perguntas inconvenientes. São as crianças e os médicos. Um exemplo. O Zézinho pergunta pra mãe:- Mamãe! Por que

E o Rondinelli

E o Rondinelli Gonzalez, hein! Que cara legal! Só não se emenda. Colocou no Face que “Pra mim toda mulher é uma rainha... e o castelo dela é a cozinha

E dizem que a morte

E dizem que a morte, lá em Cuba, bateu na porta e Fidel Castro abriu. Quando viu a Horripilante com sua foice não teve dúvidas. Apontou o dedo na dire

Que alguém disse

Que alguém disse alguém disse ( e nem preciso dizer quem) que é preciso que tudo mude para nada mudar! E Rondônia e Porto Velho são o grande exemplo: