Porto Velho (RO) segunda-feira, 6 de dezembro de 2021
×
Gente de Opinião

Candiru Madeira

O Brasil


O Brasil tá em alta junto à Roma. Os políticos brasileiros serão, em breve, santificados. Por exemplo, o governador goiano Marconi Perillo, com ar de São Francisco de Assis, diz: “Nunca tratei no palácio de qualquer assunto que não fosse de interesse do governo!” E o santo Sérgio Cabral: “Nunca na minha vida misturei amizade com interesse público!”. Eu, graças a Deus, sempre bebi cachaça e gostei de mulher! E nunca tive din dim nem fui amigo do Fernando Cavendish. Delta não conheço nem bolacha! E os bonitinhos vão dizer que cachoeira é a de Foz do Iguaçu! Nem pense em rimar, pá! E agora começou, de fato, a corrida eleitoral, uau!O presidente da Associação dos Cornos de Rondônia (ASCRON), Pedro Soares, lançou sua pré-candidatura à prefeitura de Porto Velho, pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT)! E, com um candidato assim, a eleição vai ser covardia. Cada corno, além do voto da mulher, leva, no mínimo, um Ricardão a mais. Sobra chifre e falta paz.

Fonte: Candiru do Madeira

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Candiru Madeira

A última coluna 'Candiru do Madeira' escrita por Sued Pinheiro

A última coluna 'Candiru do Madeira' escrita por Sued Pinheiro

Há dois tipos de pessoas que só fazem perguntas inconvenientes. São as crianças e os médicos. Um exemplo. O Zézinho pergunta pra mãe:- Mamãe! Por que

E o Rondinelli

E o Rondinelli Gonzalez, hein! Que cara legal! Só não se emenda. Colocou no Face que “Pra mim toda mulher é uma rainha... e o castelo dela é a cozinha

E dizem que a morte

E dizem que a morte, lá em Cuba, bateu na porta e Fidel Castro abriu. Quando viu a Horripilante com sua foice não teve dúvidas. Apontou o dedo na dire

Que alguém disse

Que alguém disse alguém disse ( e nem preciso dizer quem) que é preciso que tudo mude para nada mudar! E Rondônia e Porto Velho são o grande exemplo: