Porto Velho (RO) segunda-feira, 20 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Candiru Madeira

Nosso concurso é duplo


Todo mundo pra ganhar algum, ou promover vendas, cria um concurso. Resolvi criar o meu e só peço a Cururu Stop para patrocinar os prêmios. Porém as categorias tão lançadas. O nosso prêmio, como é o máximo, será o especial, para quem disse, durante o ano, a maior besteira, exceto aquela "Porque eles ficam atacando preda na gente..." ou "Eu quero integrar a América do Sul, da Terra do Fogo à Patagônia!" que são "hour concours". Deve nova, original. Só ganha o prêmio BS (Besteira Especial) quem trouxer uma frase idiota despercebida (o que, ultimamente, não é difícil), pois, além de se ler mais, até o espaço anda cego! Como a estupidez humana não tem limites-não nego- a eleição da IM (Ignorância Máxima) é para quem mais tiver contribuído pro país piorar (não vale Lulex senão vão dizer que é pichação e me acusar de elite). Agora fiquei com medo: dizem que a posse vai ser sóbria. Não confundir com sombria. Falou em "bier" desce uma! Duas pra combinar! E um limãozinho pra tudo ficar pianinho.

 

Fonte: Candiru do Madeira

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Candiru Madeira

A última coluna 'Candiru do Madeira' escrita por Sued Pinheiro

A última coluna 'Candiru do Madeira' escrita por Sued Pinheiro

Há dois tipos de pessoas que só fazem perguntas inconvenientes. São as crianças e os médicos. Um exemplo. O Zézinho pergunta pra mãe:- Mamãe! Por que

E o Rondinelli

E o Rondinelli Gonzalez, hein! Que cara legal! Só não se emenda. Colocou no Face que “Pra mim toda mulher é uma rainha... e o castelo dela é a cozinha

E dizem que a morte

E dizem que a morte, lá em Cuba, bateu na porta e Fidel Castro abriu. Quando viu a Horripilante com sua foice não teve dúvidas. Apontou o dedo na dire

Que alguém disse

Que alguém disse alguém disse ( e nem preciso dizer quem) que é preciso que tudo mude para nada mudar! E Rondônia e Porto Velho são o grande exemplo: