Porto Velho (RO) segunda-feira, 18 de outubro de 2021
×
Gente de Opinião

Candiru Madeira

E o calor


E o calor tá mesmo fazendo vítimas em nossa cidade. Imagine que uma jovem moça, que sempre foi bem comportada, apesar de ter usado o chapéu, do Pedro da Ascron, passou tão mal que, mesmo no ar condicionado, abilolou! Imagine que teve a coragem de postar no Facebook que “O Holanda é o homem mais bonito que conheço...”. Melhor ler isto que ser cego! Aliás, por falar na falange azul teve um deles que entrou cansado num determinado lugar e sapecou: “Viu! Hoje nós entramos pela frente!”. Meu Deus! Ao que está gente é acostumada e não digo mais nada! Só que o mínimo, muitas vezes, com carinho é o máximo! E o aniversário do seu Hermínio, hein! Que festona! Teve tanta comida e discurso como jamais vi na minha vida! E seu Zequinha Araújo é quem tem razão! Prá quem passou tanta seca e fome no sertão ser presidente da Assembleia não é coisa plebéia, não! Não é o céu, mas, tá bem perto! Uma que falar em fome me deixa esperto e tenho sede. É da que cair na rede!

Fonte: Candiru do Madeira / Jornal Alto Madeira

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Candiru Madeira

A última coluna 'Candiru do Madeira' escrita por Sued Pinheiro

A última coluna 'Candiru do Madeira' escrita por Sued Pinheiro

Há dois tipos de pessoas que só fazem perguntas inconvenientes. São as crianças e os médicos. Um exemplo. O Zézinho pergunta pra mãe:- Mamãe! Por que

E o Rondinelli

E o Rondinelli Gonzalez, hein! Que cara legal! Só não se emenda. Colocou no Face que “Pra mim toda mulher é uma rainha... e o castelo dela é a cozinha

E dizem que a morte

E dizem que a morte, lá em Cuba, bateu na porta e Fidel Castro abriu. Quando viu a Horripilante com sua foice não teve dúvidas. Apontou o dedo na dire

Que alguém disse

Que alguém disse alguém disse ( e nem preciso dizer quem) que é preciso que tudo mude para nada mudar! E Rondônia e Porto Velho são o grande exemplo: