Porto Velho (RO) quinta-feira, 20 de janeiro de 2022
×
Gente de Opinião

Candiru Madeira

E cortaram a cabecinha da sucuri!


Meu Deus! Tão cortando tudo! Querem cortar o mandatozinho dos vereadores, de senadores, de deputados, de prefeitos, e, até presidente de sindicato.  Só porque não tem dividido!  E cortaram a cabecinha da sucuri lá do Ibama.  Tô com medo de ser cortado também! Só falo do Rei Salomão (o da Bíblia!) e nada com "intimamente", "sistemática e esmagadora" - palavrinhas riscadas do dicionário.  "Acerto prévio", nem pensar, senão foi-se minha ultima chance de conhecer o novo "Homem da ALE. Ah! Seu Augusto tá na hora de me salvar!  E o maior sucesso do seu Saka foi o não!  começaram a cortar mandato!  Língua não, seu Reinaldo, fique tranquilo!  E seu Paulo tá se sentindo a vitima final.  Cadê os outros?  Olhou para Brasília e viu tanto que pensou mesmo que tava sendo o injustiçado!  Na festa do PC do B rolou muito queijo com uísque!  Arrisque!  E a danada da lesma não sai do lugar! Como um empreguinho vou arranjar?  Vá, lesma, vá!

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Candiru Madeira

A última coluna 'Candiru do Madeira' escrita por Sued Pinheiro

A última coluna 'Candiru do Madeira' escrita por Sued Pinheiro

Há dois tipos de pessoas que só fazem perguntas inconvenientes. São as crianças e os médicos. Um exemplo. O Zézinho pergunta pra mãe:- Mamãe! Por que

E o Rondinelli

E o Rondinelli Gonzalez, hein! Que cara legal! Só não se emenda. Colocou no Face que “Pra mim toda mulher é uma rainha... e o castelo dela é a cozinha

E dizem que a morte

E dizem que a morte, lá em Cuba, bateu na porta e Fidel Castro abriu. Quando viu a Horripilante com sua foice não teve dúvidas. Apontou o dedo na dire

Que alguém disse

Que alguém disse alguém disse ( e nem preciso dizer quem) que é preciso que tudo mude para nada mudar! E Rondônia e Porto Velho são o grande exemplo: