Porto Velho (RO) quarta-feira, 14 de novembro de 2018
×
Gente de Opinião

Candiru Madeira

Deixa o homem trabalhar


A ciência está avançando muito. É a única concordância que me une a Lulex. Ambos vibramos com o Centro Médico Beth Israel Deaconess, de Boston, que anunciou que o consumo de álcool melhora a saúde. Bem disseram que o consumo de uma ou duas doses de bebida por dia reduz o risco de ataque cardíaco em homens, ou seja, que beber moderadamente pode ser um complemento para ações saudáveis como atividade física regular, perda de peso e deixar de fumar. Claro que nós bebemos moderamente. Isto dele dizer que não há desemprego, que a saúde é quase perfeita, que nunca a economia esteve melhor é só esforço de campanha e não excesso de álcool. De fato o “dado concreto” é que ele sempre promete muito, porém não deixam o homem trabalhar. Vivem dizendo que não gosta, porém não creio. Como já afastaram todos os amigos de perto dele minha grande dúvida é se é o Thomaz Bastos ou a Marisa que não deixa o homem trabalhar.  Sugiro que votem em Alckmin. Só assim vão deixar o homem trabalhar! Cururu Stop!

Fonte: Candiru do Madeira

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Candiru Madeira

A última coluna 'Candiru do Madeira' escrita por Sued Pinheiro

A última coluna 'Candiru do Madeira' escrita por Sued Pinheiro

Há dois tipos de pessoas que só fazem perguntas inconvenientes. São as crianças e os médicos. Um exemplo. O Zézinho pergunta pra mãe:- Mamãe! Por que

E o Rondinelli

E o Rondinelli Gonzalez, hein! Que cara legal! Só não se emenda. Colocou no Face que “Pra mim toda mulher é uma rainha... e o castelo dela é a cozinha

E dizem que a morte

E dizem que a morte, lá em Cuba, bateu na porta e Fidel Castro abriu. Quando viu a Horripilante com sua foice não teve dúvidas. Apontou o dedo na dire

Que alguém disse

Que alguém disse alguém disse ( e nem preciso dizer quem) que é preciso que tudo mude para nada mudar! E Rondônia e Porto Velho são o grande exemplo: