Porto Velho (RO) quinta-feira, 20 de janeiro de 2022
×
Gente de Opinião

Candiru Madeira

Convidaram direto do Acre seu Viana agora vai!


No aperto vendi meu celular pra quem podia comprar e, que perca de tempo, me grampearam.  E contaram ao chefe:  -  O liso fala de todos, mas pegamos as mutretas dele!  O chefe quase mata os arapongas: - Pô!  Seus burros a voz e o telefone são de...Um autêntico grampo português! Fui no médico.  Ficou feliz em ver que o tratamento deu certo e engordei.  Me mandou só beber na hora do almoço.  Tou levando sete horas para almoçar.  Mas tou lúcido suficiente para não levar a Tininha pra reunião do Pro - Úsinas. Não se leva ecologista para uma reunião que querem a cabeça da Rainha da Florestania.  Furiosa prometeu acabar tudo.  Nem te ligo.  Tenho a benção do Chico e o mundo.  Os políticos daqui não sabem ver o futuro, só ser os planos de governo.  Assim até eu sou a favor.  Quem sabe o peixinho não consegue um empreguinho de coletor de assinatura.  A CPI do seu Sena cuide; da isonomia.  Salve as aves, os baiacus.  E as velhas também!  E convidaram direto do Acre seu Viana agora vai!

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Candiru Madeira

A última coluna 'Candiru do Madeira' escrita por Sued Pinheiro

A última coluna 'Candiru do Madeira' escrita por Sued Pinheiro

Há dois tipos de pessoas que só fazem perguntas inconvenientes. São as crianças e os médicos. Um exemplo. O Zézinho pergunta pra mãe:- Mamãe! Por que

E o Rondinelli

E o Rondinelli Gonzalez, hein! Que cara legal! Só não se emenda. Colocou no Face que “Pra mim toda mulher é uma rainha... e o castelo dela é a cozinha

E dizem que a morte

E dizem que a morte, lá em Cuba, bateu na porta e Fidel Castro abriu. Quando viu a Horripilante com sua foice não teve dúvidas. Apontou o dedo na dire

Que alguém disse

Que alguém disse alguém disse ( e nem preciso dizer quem) que é preciso que tudo mude para nada mudar! E Rondônia e Porto Velho são o grande exemplo: