Porto Velho (RO) terça-feira, 11 de dezembro de 2018
×
Gente de Opinião

C. H. ANGELO

Será o Expedito? Por Carlos Henrique


Será o Expedito? Por Carlos Henrique - Gente de Opinião

Getúlio Vargas demorou quase um ano para decidir, lá por 1933, sobre quem seria o interventor nomeado em Minas. Pressionado pela histórica disputa entre as correntes Bias Fortes e Andradas, o ditador decidiu finalmente por um nome neutro: Benedito Valadares, o que deu origem à expressão "Será o Benedito?"
Por aqui, enquanto não muda a direção dos ventos, permanece a indefinição, entre os principais partidos, sobre as efetivas candidaturas. O MDB insiste em anunciar Maurão de Carvalho, mesmo sabendo que ele não passa da primeira curva, o que dirá então a primeira volta da pista para alcançar o segundo turno, na linha de chegada.
 
Mas indecisão não é exclusividade emedebista. Acir Gurgacz continua saracoteando pelo estado inteiro a alardear sua candidatura, mesmo com o risco de lhe ser negado o registro em função da condenação pelo STF a quatro anos e seis meses de prisão em regime semiaberto por crimes contra o sistema financeiro. Ou seja: se insistir em concorrer, mesmo amparado por liminar, o senador não chega a lugar algum.
 
Falta-lhe  bom senso! Esperar dele algum vestígio de humildade, nem pensar! Está claro que não é a sua hora, se é que ela poderá chegar algum dia. Acir é sabidamente ruim de voto. Foi suplente de senador e reelegeu-se graças a Confúcio Mora. Mas se concorrer sangrando, também não chega à primeira curva. Ainda mais - e como se já não bastasse - atrelado a um isolado Ciro Gomes. Pode ser que ele confie novamente no apoio do Confúcio que, ao que parece, será mesmo rifado na convenção do MDB. Mas erra novamente. Confúcio pode até transferir votos. Mas milagres definitivamente não faz.
 
Com esse cenário, fica difícil responder às insistentes indagações sobre quem será o novo governador de Rondônia. A não ser com outra pergunta: Será o Expedito??? Podem anotar: as primeiras pesquisas já vão apontá-lo na frente.

 
Programa do PT não assusta
 

Anunciado com pompa e circunstância por Fernando Haddad - plano "b" de Lula - o programa de governo do PT propõe desfazer tudo o que Temer fez, como redução de gastos, reforma trabalhista, privatizações, et coetera.

Mas que ninguém se assuste!  Ninguém do PT sabe dizer que relação existe entre "plano" e "governo". Ou o que possa vir a ser "governo", exceção feita à geração de emprego e renda, muita renda, para os associados.

De qualquer forma, é preciso lembrar que o PT já prometeu até revogar o Plano Real, a anistia e a privatização das teles. E não está enunciado, mas da reforma do judiciário que promete deve constar a extinção da lava jato e a demissão sumária de Sérgio Moro. Coisa para agradar a eleitores qualificados (nos autos).

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre C. H. ANGELO

Guerrilha das esquerdas - Por Carlos Henrique

Guerrilha das esquerdas - Por Carlos Henrique

Pensador da esquerda aponta "guerrilha" contra o judiciário: "Meta é sobreviver. A qualquer custo"

Bolsonaro, quem diria, acerta uma, ao advertir para o risco de intervenção militar - Por Carlos Henrique

Bolsonaro, quem diria, acerta uma, ao advertir para o risco de intervenção militar - Por Carlos Henrique

Engana-se quem imagina que não há clima para uma intervenção militar...

Confúcio será deputado e Raupp sai com Jesualdo - Por Carlos Henrique

Confúcio será deputado e Raupp sai com Jesualdo - Por Carlos Henrique

 Tudo acertado, pelo menos na imaginação do  obcecado parlamentar: Valdir Raupp vai concorrer à reeleição em dobradinha com o ex-prefeito de Ji-Paraná

A banalização da ingratidão - Por Carlos Henrique

A banalização da ingratidão - Por Carlos Henrique

É até surpreendente como até hoje o povo culpa por aqui as usinas do madeira até pelo volume de chuvas. Mas esquece da enxurrada de dinheiro que foi a