Porto Velho (RO) quinta-feira, 23 de maio de 2019
×
Gente de Opinião

Acir Gurgacz

Ampliação do mercado da carne



Há algum tempo venho alertando o governo sobre a falta de médicos veterinários e de fiscais agropecuários em Rondônia e em todo o País para fiscalizar, auditar e certificar o abate de bovinos e para acompanhar e autorizar as exportações de carne e seus derivados.

Atualmente, temos em Rondônia apenas 18 fiscais agropecuários federais. Considerando que Rondônia tem hoje o sexto maior rebanho de bovinos, e que nosso Estado é o quinto maior exportador de carne bovina, responsável pela produção de 20% da carne exportada pelo País, o serviço de fiscalização e auditagem só é bem feito graças ao trabalho exemplar desses fiscais agropecuários e dos convênios existentes com médicos veterinários e técnicos dos frigoríficos, dos municípios e do Estado, do quadro da Seagri e da Idaron, e mesmo de outros Estados da Federação, que se somam neste esforço para manter o status da carne de Rondônia entre as melhores do mundo.

Graças a esse trabalho conseguimos exportar no ano passado mais de 300 mil toneladas de carne bovina e 35 mil toneladas de miúdos para 32 países. No entanto, estes profissionais trabalham no limite de suas capacidades e alguns estão inclusive perto de se aposentar. Portanto, é graças ao apoio dos profissionais dos municípios, da Seagri, da Idaron, de outros Estados e das empresas que estamos conseguindo dar conta do recado.

No entanto, existem orientações do Ministério da Agricultura e do Ministério Público Federal para que às superintendências federais nos Estados e no Distrito Federal, não reconheçam a assinatura de Certificados Sanitários emitidos por médicos veterinários contratados pelos municípios ou pelos Estados e cedidos às superintendências ou que trabalhem em convênios celebrados entre os municípios, os Estados e as superintendências federais de Agricultura.

Por outro lado, o governo anunciou que os médicos veterinários e fiscais agropecuários aprovados no concurso público realizado no ano passado não serão chamados neste ano.

Já discutimos sobre esse assunto com a ministra da Agricultura, Kátia Abreu, e ela apresentou uma proposta para que esse trabalho de fiscalização e auditagem possa ser feito com a participação dos médicos veterinários e técnicos contratados pelos frigoríficos, além da manutenção dos convênios com municípios e Estados, o que implicaria em alterarmos a legislação atual.

Portanto, ainda não temos essa proposta do governo formalizada. É para discutir os parâmetros dessa proposta e uma solução para esse problema que vamos realizar no próximo dia 16 de outubro, na Assembleia Legislativa de Rondônia, a defesa agropecuária no Brasil e especialmente em nosso Estado.

Para garantir e ampliar a exportação da carne brasileira, e, especialmente de Rondônia, é que participarei, juntamente com a ministra da Agricultura, Kátia Abreu, do Fórum do Agronegócio no âmbito dos BRICS, que ser realizará em Moscou, na Russia, de 6 a 9 de outubro. Estamos trabalhando para assegurar a qualidade de nossa carne, a ampliação de mercados e, consequentemente, o desenvolvimento de nosso Estado. Uma boa semana a todos!

Senador Acir Gurgacz

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Acir Gurgacz

Com muito trabalho e união, produção de café evolui em Rondônia

Com muito trabalho e união, produção de café evolui em Rondônia

É motivo de alegria para os rondonienses a leitura do 3º Boletim Agropecuário da Embrapa Rondônia deste ano sobre a produção de café. Mesmo com uma

 Acir apoia caminhoneiros e cobra redução do preço dos combustíveis

Acir apoia caminhoneiros e cobra redução do preço dos combustíveis

O senador Acir Gurgacz (PDT) manifestou seu apoio aos caminhoneiros contra mais uma alta dos combustíveis anunciada nesta segunda-feira, 21, pela Petr

Unificação da segurança deve reforçar combate à violência

Unificação da segurança deve reforçar combate à violência

  A segurança pública, ou a falta de segurança nos lares e nas cidades, é uma das maiores preocupações da população brasileira. O aumento da violência

Mais servidores são beneficiados com a transposição - Por Acir Gurgacz

Mais servidores são beneficiados com a transposição - Por Acir Gurgacz

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); Nesta semana promulgamos no Congresso Nacional a