Porto Velho (RO) quarta-feira, 26 de junho de 2019
×
Gente de Opinião

Amazônias - Gente de Opinião

Amazônias

Terra perdeu 60% de seus animais silvestres em 44 anos, diz relatório


Terra perdeu 60% de seus animais silvestres em 44 anos, diz relatório - Gente de Opinião

247 - O Fundo Mundial para a Natureza (WWF) divulgou nesta terça-feira (30) o 'Relatório Planeta Vivo' apontando as populações de vertebrados silvestres, como mamíferos, pássaros, peixes, répteis e anfíbios, caíram de 60% entre 1970 e 2014 por causa da ação humana. O documento é baseado no acompanhamento de mais de 16.700 populações de 4 mil espécies, com câmeras, análise de pegadas, programas de investigação e ciências participativas.

Na área do Caribe e América do Sul, os dados apontam um declive da fauna de 89% em 44 anos. América do Norte e Groenlândia sofreram as menores reduções da fauna, com 23%. Europa, Norte da África e Oriente Médio apresentaram um declive de 31%.

Um dos indicadores foi sobre o lixo plástico nos oceanos e apontou que a década de 1960 apenas 5% das aves tinham fragmentos de plástico no estômago. Atualmente, o índice é de 90%. Outro dado preocupante: em nível mundial, apenas 25% dos solos estão livres da marca do homem. Em 2050, isto cairá para apenas 10%, segundo pesquisadores.

"Preservar a natureza não é apenas proteger os tigres, pandas, baleias e animais que apreciamos (...). É muito mais: não pode haver um futuro saudável e próspero para os homens em um planeta com o clima desestabilizado, os oceanos sujos, os solos degradados e as matas vazias, um planeta despojado de sua biodiversidade", disse o diretor da WWF, Marco Lambertini, de acordo com a agência AFC.

Segundo Pascal Canfin, diretor-geral do WWF França, "o desaparecimento do capital natural é um problema ético, mas também tem consequências em nosso desenvolvimento, nossos empregos, e começamos a ver isto". "Pescamos menos que há 20 anos porque as reservas diminuem. O rendimento de alguns cultivos começa a cair. Na França, o trigo está estancado desde os anos 2000. Estamos jogando pedras em nosso próprio telhado", acrescentou.

Brasil

Por ano, uma área equivalente a 1,4 milhão de campos de futebol de área verde desaparecem do mapa por causa do desmatamento. As áreas de pastagens abandonadas em todo o país por quem cria gado equivalem a duas vezes o estado de São Paulo - 50 milhões de hectares, segundo o estudo.

"Se chegarmos a 25% do desmatamento da Amazônia – e já estamos em 20% – a gente já vai chegar ao chamado ponto sem retorno, a gente não vai conseguir recuperar o equilíbrio da floresta amazônica. Estamos perto deste limite", diz Gabriela Yamaguchi, diretora de engajamento da WWF Brasil em entrevista ao Bom Dia Brasil.

Mais Sobre Amazônias

Projeto de manejo de pirarucu na Amazônia ganha Prêmio Rolex de Empreendedorismo

Projeto de manejo de pirarucu na Amazônia ganha Prêmio Rolex de Empreendedorismo

A implementação do manejo de pirarucu (Arapaima gigas) na Amazônia resultou em projeto premiado pelo Prêmio Rolex de Empreendedorismo de 2019, nos E

Projeto de Indicação Geográfica do Pirarucu de Manejo de Mamirauá avança com criação de organização gestora

Projeto de Indicação Geográfica do Pirarucu de Manejo de Mamirauá avança com criação de organização gestora

Lançado em 2018, o projeto “Indicação Geográfica (IG) Pirarucu de Manejo da Região de Mamirauá” avançou para a última etapa com a criação da Federaç

A embalagem que vem, mas não volta: problemas ambientais em comunidades da Amazônia são debatidos em encontro

A embalagem que vem, mas não volta: problemas ambientais em comunidades da Amazônia são debatidos em encontro

A mais de 300 quilômetros de Manaus e dentro da Reserva Desenvolvimento Sustentável Mamirauá, está localizada a comunidade Punã, no estado do Amazonas

Como fica a Amazônia, Sr. Presidente?

Como fica a Amazônia, Sr. Presidente?

Onde e como a Amazônia entra nessa história escrita por linhas tortas?