Porto Velho (RO) sábado, 20 de abril de 2019
×
Gente de Opinião

Amazônias - Gente de Opinião

Amazônias

Serviço Geológico do Brasil acompanha estiagem dos rios Madeira e Acre


Serviço Geológico do Brasil acompanha estiagem dos rios Madeira e Acre - Gente de Opinião

O Serviço Geológico do Brasil (CPRM) divulgou novo informe de previsão e monitoramento de estiagem da bacia do rio Madeira. Trata-se do 12º boletim semanal com dados atualizados para os rios Madeira, Abunã, Guaporé e Mamoré, nos municípios de Pimenteiras, Costa Marques, Guajará Mirim, Porto Velho e Nova Mamoré. Divulgou também o 8º informe de previsão e monitoramento de estiagem na bacia do Rio Acre em 2018 para os municípios de Assis Brasil, Brasiléia, Xapuri e Rio Branco.

De acordo com o engenheiro hidrólogo da CPRM, Marcus Suassuna Santos, o modelo de previsão da CPRM aponta tendência de continuidade da estiagem do rio Madeira. “Para reverter esta tendência, chuvas mais significativas previstas sobre a parte boliviana da bacia precisam ser confirmadas” relatou. “Ainda que chuvas tenham sido observadas por meio de estimativas de satélite, seus efeitos ainda não foram sentidos nos rios da bacia do Madeira”, complementa.

A situação do Madeira é diferente do rio Mamoré e Guaporé, onde período de vazante apresenta níveis acima da média histórica para este período do ano. “Tal fato é resultado de chuvas acima do normal registradas na bacia nos últimos 30 dias”, destacou. Na estação Pimenteiras, o nível observado é o máximo registrado para este período do ano ao longo do histórico. Nessas bacias, são esperadas chuvas moderadas nos próximos 14 dias. Também no rio Ji-Paraná foram observadas chuvas acima das previstas, ocasionando repiquetes nos trechos monitorados. Ainda há previsão de chuvas para os próximos dias.

Os boletins descrevem pontos monitorados, monitoramento de níveis, previsão de níveis e acompanhamento de chuvas, tendo como principais usuários os órgãos de Defesa Civil. Neste período de estiagem, de acordo com a Defesa Civil do Amazonas 21 municípios estão em alerta por causa da estiagem, além disso, o transporte pelo rio Madeira foi reduzido em 50% e a navegação à noite proibida para evitar colisões com bancos de areia e de pedra.

O rio Acre, dada a ocorrência de chuvas na última semana, está um pouco acima do nível de atenção para secas. Para as duas semanas seguintes, existe previsão de chuva na região. Caso elas se confirmem, o rio deverá se afastar da condição mais crítica. O rio já está no período em que 95% das vazões mínimas foram observadas ao longo do histórico de monitoramento.

Os dados aqui apresentados compõem o Sistema de Alerta Hidrológico da Bacia do Rio Madeira (SAH-Madeira), que pode ser acessado em: www.cprm.gov.br/sace/madeira.  Os dados que compõem o Sistema de Alerta Hidrológico do Rio Acre estão disponíveis em www.cprm.gov.br/sace/acre.

Mais Sobre Amazônias

Como fica a Amazônia, Sr. Presidente?

Como fica a Amazônia, Sr. Presidente?

Onde e como a Amazônia entra nessa história escrita por linhas tortas?

Pesquisadores iniciam campanha de captura científica de onças-pintadas em reserva na Amazônia

Pesquisadores iniciam campanha de captura científica de onças-pintadas em reserva na Amazônia

Capturas científicas acontecem periodicamente há mais de dez anos na Reserva Mamirauá. Objetivo dos cientistas é monitorar o movimento e área de vida

Instituto Mamirauá oferece curso de manejo de pirarucu na Amazônia

Instituto Mamirauá oferece curso de manejo de pirarucu na Amazônia

Curso está na nona edição e capacita profissionais para a implementação de sistemas de manejo de pirarucu. Interessados podem se inscrever até 15 de m

Instituto Mamirauá está à procura de bolsistas para o estudo de práticas agrícolas na Amazônia

Instituto Mamirauá está à procura de bolsistas para o estudo de práticas agrícolas na Amazônia

As bolsas têm duração de até cinco anos e são indicadas à pesquisadores com disponibilidade de trabalhar na Amazônia Central, nas reservas onde o inst