Porto Velho (RO) sexta-feira, 30 de julho de 2021
×
Gente de Opinião

Amazônias - Gente de Opinião

Amazônias

Sedam realiza capacitação de monitoramento da fauna na Reserva Extrativista Pacaás Novos, em Guajará-Mirim


Programa “Monitora” foi implantado em Rondônia em 2017 - Gente de Opinião
Programa “Monitora” foi implantado em Rondônia em 2017

A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam), por meio da Coordenadoria de Unidade de Conservação (CUC), realizou no mês de maio o curso de capacitação do Programa “Monitora”. A atividade foi promovida na Reserva Extrativista Pacaás Novos, em Guajará-Mirim, Unidade de Conservação estadual de uso sustentável. O “Monitora” foi criado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) com a adesão do Governo de Rondônia e apoio do Programa de Áreas Protegidas da Amazônia (Arpa).

O Programa realiza a atividade de monitoramento da biodiversidade na Unidade de Conservação e visa pesquisar as respostas dos ecossistemas face às interações humanas. Dentre as respostas pretendidas estão as mudanças climáticas e demais vetores de pressão e ameaças, além de prever o envolvimento de colaboradores de diferentes perfis e em diferentes etapas do monitoramento da biodiversidade, uma vez que os gestores são poucos frente aos diversos desafios de gestão e podem enfrentar dificuldades em investimento de esforços adicionais às atuais demandas.

População tradicional da região também participa da capacitação

As populações tradicionais residentes dentro ou no entorno de Unidades de Conservação, por exemplo, devem representar um dos grupos principais de participantes. Outra estratégia de envolvimento importante está relacionada aos programas de voluntariado nas unidades, ao capacitar moradores tradicionais e técnicos da CUC, a Sedam promove o fortalecimento do protagonismo das comunidades locais na gestão e no uso sustentável dos recursos naturais. Essa integração auxilia a potencialização da proteção das Unidades de Conservação estaduais obtendo resposta positiva no enfrentamento às mudanças climáticas.

O coordenador de Unidades de Conservação, Fábio França, destaca os resultados positivos já alcançados das ações realizadas com os devidos cuidados que o momento requer, como o distanciamento recomendado e o uso de máscara e álcool gel. “A proteção das Unidades de Conservação e do modo de vida dos moradores tradicionais tem sido uma das metas prioritárias da Sedam, que também tem repreendido com firmeza as tentativas de invasão nas reservas”, diz Fábio França.

Mais Sobre Amazônias

Evento digital de Agronegócio da Amazônia Legal vai debater Inovação e Sustentabilidade

Evento digital de Agronegócio da Amazônia Legal vai debater Inovação e Sustentabilidade

O maior evento agrodigital totalmente voltados para a Amazônia legal, a Agrolab Amazônia, que acontece nos dias 14 e 16 de setembro deve debater, co

Primeira lei fundiária de Rondônia foi aprovada em 2020; estado tem quase 30% de terras não destinadas

Primeira lei fundiária de Rondônia foi aprovada em 2020; estado tem quase 30% de terras não destinadas

O estado de Rondônia aprovou a primeira lei que trata de regularização fundiária apenas em 2020, mas ainda falta regulamentação do dispositivo legal

Leis federais e estaduais estimulam invasão de terras públicas e desmatamento na Amazônia, aponta novo estudo

Leis federais e estaduais estimulam invasão de terras públicas e desmatamento na Amazônia, aponta novo estudo

O aumento expressivo de desmatamento observado em 2019 e 2020 trouxe evidência ao tema de regularização fundiária na Amazônia. Isso porque cerca de 40