Porto Velho (RO) sexta-feira, 19 de outubro de 2018
×
Gente de Opinião

Amazônias - Gente de Opinião

Amazônias

Os olhos do mundo voltados para o 'turismo verde acreano'


Os olhos do mundo voltados para o 'turismo verde acreano' - Gente de Opinião

No maior circuito de Arvorismo da Amazônia, a Pousada Ecológica Seringal Cachoeira demonstra a possibilidade de explorar o turismo de contemplação no Acre /DIEGO LOURENÇO GURGEL
 


 


DIEGO LOURENÇO GURGEL
De Rio Branco


O turismo brasileiro vem mudando, deixando o país mais versátil e cheio de oportunidades para receber todos os tipos de visitantes. Antes considerado um destino de “sol e praia” pelos estrangeiros, o Brasil assumiu seu dom para a preservação ambiental, abrindo as portas para o ecoturismo, turismo de aventura, enfim, tudo o que as belezas naturais oferecem pra quem não conhece montanhas, rios e florestas.

O Acre se destaca se mostrando como um exemplo de participação neste viés turístico que guarda muitos segredos e que estão a cada dia sendo mais cobiçados por turistas, viajantes, cientistas e entusiastas da preservação ambiental e sustentabilidade, já que se trata do único estado que preservou 88% de suas florestas sendo líder neste “ranking”.

Sua localização geográfica contribuiu definitivamente para isso, no coração da Amazônia, sendo principal porta de entrada para o pacífico, completando a rota que chamamos de “Amazônia-Andes-Pacífico”, além de ter mais de dois mil quilômetros de fronteira com o Peru e Bolívia.

Os olhos do mundo voltados para o 'turismo verde acreano' - Gente de Opinião

Apuí (no Rio Espalha): uma árvore que não apenas embeleza a Floresta Amazônica no Acre; produz remédio /MONTEZUMA CRUZ
 



Não só turisticamente, o Acre se tornou um corredor de negócios, sendo uma rota estratégica para importação e exportação, unindo todos os estados brasileiros com os principais centros comerciais mundiais, como Estados Unidos, Canadá e até a China, sendo logisticamente viável graças a sua proximidade com o Pacífico.

Tudo isto impulsionou o desenvolvimento do turismo no estado de maneira meteórica, transformando-o num dos principais focos do ecoturismo e turismo de aventura.

Hoje graças a investimentos feitos pelo Governo do Estado, iniciou-se uma “corrida” para transformar a região numa potência no setor.

Arvorismo no seringal

Recentemente, foi inaugurado o maior circuito de Arvorismo da Amazônia, na Pousada Ecológica Seringal Cachoeira, o circuito de Aventura Chico Mendes, que é um dos atrativos dessa instalação que oferece tudo o que o mais exigente consumidor do turismo de aventura, que procura do sossego do turismo de contemplação natural às atividades extremas, como turismo de aventura.

Este é o início da construção de “equipamentos” programados, já que outros projetos semelhantes estão em fase de execução, como os outros circuitos de aventura e Arvorismo na Pousada Bom Destino, e APA do Amapá, tornando o Acre competitivo no setor de turismo de aventura e ecoturismo.

Outro fator que chamou a atenção da comunidade científica mundial foi a descoberta dos geoglifos – desenhos geométricos encontrados no solo que abrangem uma grande área do estado, na região do Vale do Acre principalmente. Eles foram construídos por uma civilização antiga que ainda não havia sido estudada, e considerada pelos cientistas “uma das maiores descobertas arqueológicas dos últimos tempos”.

Geoglifos

Os geoglifos se tornaram automaticamente em pontos de visitação turística, mostrando o legado deixado por povos antigos, se tornando num produto de contemplação feita através de plataformas suspensas, por sobrevoos de avião balões de ar quente, já obtendo êxito com a homologação da primeira pista de decolagem, com o propósito de potencializar a visitação aos principais grupos de desenhos encontrados.

Tudo isto tem como ponto de partida, a capital do estado, Rio Branco. Um misto de modernidade e preocupação com a história e seu desenvolvimento. Parques, museus e galerias ajudam o visitante a conhecer a região, e perceber que se encontra no centro da maior floresta do planeta, e toda esta “natureza” ao seu alcance.

Não ignorando suas raízes, nem seu potencial para o turismo ecológico, unindo o turismo, as etnias indígenas, sua história e o ciclo da borracha, suas belezas naturais, e sua proximidade com o Oceano Pacífico, foram criados quatro principais produtos turísticos que são os Caminhos da Revolução, das aldeias e biodiversidade, caminhos de Chico Mendes e Caminhos do Pacífico.

Os olhos do mundo voltados para o 'turismo verde acreano' - Gente de Opinião

É noite no seringal, hoje ligado ao mundo pelas
comunicações via satélite /DIEGO LOURENÇO GURGEL

 



Atualmente acontecem no estado quatro grandes festivais indígenas, que atraem turistas do mundo inteiro para conhecer as comunidades que ainda vivem no meio das nossas florestas e o seu modo de vida tradicional.

O turismo religioso é sem duvida um grande trunfo do Estado do Acre. O fato de possuir uma religião exclusivamente acreana atrai pessoas do mundo inteiro, que procuram saber as origens de seu culto. Com igrejas no mundo inteiro, o Santo Daime, teve sua fundação no Estado do Acre nas primeiras décadas do século XX.

Cada destino possui suas características próprias que guardam a história de um povo, cachoeiras, trilhas, comunidades indígenas com tradições seculares, parques estaduais e nacionais, montando um verdadeiro cenário verde, um “playground” pra quem procura se “aproximar da terra”, sentindo a energia vinda dos primeiros habitantes da nossa região, apresentando para o restante do mundo o turismo Sócio Ambiental Vivencial, e o que temos de melhor no planeta, que não se encontra mais em qualquer lugar. “O verde”.

 

Mais Sobre Amazônias

Agricultores se organizam para implementação do programa de regularização ambiental em Rondônia

Agricultores se organizam para implementação do programa de regularização ambiental em Rondônia

As capacitações são realizadas em municípios de Rondônia para a organização social e desenvolvimento de políticas públicas nacionaisQuando os agricult

Mais desastres à vista na Amazônia: candidato apoia obras sem licenciamento ambiental

Mais desastres à vista na Amazônia: candidato apoia obras sem licenciamento ambiental

MAURÍCIO TUFFANIDireto da Ciência, com imagem de livro e foto da revista ÉpocaEscolhido pelo candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolso

Homossexuais, negros e pobres votaram em um candidato que os considera inferiores ou os odeia

Homossexuais, negros e pobres votaram em um candidato que os considera inferiores ou os odeia

MANUEL JABOISEl PaísUma noite em São Paulo entrei num táxi em que o motorista começou a me informar sobre os tipos de criminosos que eu encontraria na