Porto Velho (RO) terça-feira, 16 de julho de 2019
×
Gente de Opinião

Amazônias - Gente de Opinião

Amazônias

Multas contra queimadas podem chegar a R$ 7 milhões

A Prefeitura da capital e órgãos parceiros estão trabalhando nas ações de combate aos infratores


Multas contra queimadas podem chegar a R$ 7 milhões   - Gente de Opinião

As ações integradas de enfrentamento às queimadas na capital iniciam dentro dos próximos dias na área rural do Município. O trabalho é executado pela Prefeitura de Porto Velho, por meio da Subsecretaria Municipal de Meio Ambiente (Sema), Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sedam), Sistema de Vigilância da Amazônia (Sipam) e Ibama.

As operações, que serão divididas em duas fases, ocorrerão nos meses de outubro e novembro. As ações consistem na aplicação de autos de infração com multas que serão aplicadas de acordo com o grau da degradação da área, podendo chegar a R$ 7.000.000,00 (sete milhões de reais), além de interdição da propriedade, cancelamento de licenciamentos ambientais, entre outros instrumentos de fiscalização.

Para o monitoramento das áreas e possível identificação das zonas de maior incidência de queimadas, a Sema conta com o apoio do Sipam no fornecimento de dados sobre os focos de queimadas. O planejamento integrado faz parte do projeto Acampamento Verde, um dos braços do programa Porto Velho Sem Fogo.

Mais Sobre Amazônias

Turismo pode ajudar a resgatar cultura kambeba na Amazônia

Turismo pode ajudar a resgatar cultura kambeba na Amazônia

Entre os kambeba da terra indígena do Jaquiri, na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá, no Amazonas, 47 das 49 pessoas que residem na peque

Websérie conta histórias de cientistas de todo o Brasil e de ribeirinhos que se uniram para conservar a Amazônia

Websérie conta histórias de cientistas de todo o Brasil e de ribeirinhos que se uniram para conservar a Amazônia

Há mais de 20 anos, cientistas começaram a desembarcar na cidade de Tefé, no estado do Amazonas, e se unir a ribeirinhos na região do Médio Solimões,

Desmatamento: Espécie de macaco da Amazônia pode perder até 59% de habitat nos próximos 40 anos, aponta estudo

Desmatamento: Espécie de macaco da Amazônia pode perder até 59% de habitat nos próximos 40 anos, aponta estudo

De cabeça arredondada e pelagem escura, o macaco-barrigudo (Lagothrix cana), um dos maiores primatas da Amazônia, corre o risco de perder cerca de 59%

Amazonas: Ribeirinhos cultivam mesmas espécies que indígenas já extintos da Amazônia Antiga, mostra estudo

Amazonas: Ribeirinhos cultivam mesmas espécies que indígenas já extintos da Amazônia Antiga, mostra estudo

Artigo que mostra resultados de coletas de vestígios arqueobotânicos será apresentado no 16º Simpósio sobre Conservação e Manejo Participativo na Amaz