Porto Velho (RO) terça-feira, 16 de julho de 2019
×
Gente de Opinião

Amazônias - Gente de Opinião

Amazônias

Ibama apreende mais de 3 mil metros de toras de madeira em Novo Aripuanã


Os agentes do Ibama observaram, durante a abordagem, que os Documentos de Origem Florestal (DOF) estavam inválidos (Foto: Divulgação)  - Gente de Opinião
Os agentes do Ibama observaram, durante a abordagem, que os Documentos de Origem Florestal (DOF) estavam inválidos (Foto: Divulgação)

 
Priscila Rosas
Manaus (AM)


A CRÍTICA - A equipe do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) apreendeu 3.000 m³ de toras de madeira nesse sábado (18) no município de Novo Aripuanã, distante a  227 km de Manaus. Duas balsas e um empurrador também foram apreendidos. O proprietário da carga foi autuado e deverá pagar uma multa de R$ 908 mil.

O transporte ilegal foi detectado através de monitoramento dos sistemas oficiais, após investigações da equipe de inteligência da Superintendência do órgão e pela Polícia Federal. A equipe da Operação Seiva Maldita V foi acionada. “Fomos ao lugar averiguar e verificamos que realmente havia irregularidades”, informa o órgão. A operação envolveu seis fiscais do Ibama e doze policiais.

Os agentes do Ibama observaram, durante a abordagem, que os Documentos de Origem Florestal (DOF) estavam inválidos. "Uma tentativa de burlar a fiscalização apresentando DOFs emitidos extemporaneamente", apontou o Ibama por meio de nota.

Segundo o Ibama, depois da ação o proprietário emitiu a documentação correta. Para transportar cargas de madeiras é necessário o Plano de Manejo licenciado e aprovado, além do Documento de Origem Florestal (DOF). O Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (IPAAM) é responsável por emitir a documentação.

Ainda de acordo com o órgão, esse tipo de ocorrência acontece com certa freqüência, por causa do enriquecimento ilícito. “A madeira não tem documentação, sendo assim tem um custo muito pequeno em relação a madeira legalizada. O custo da madeira ilegal é  praticamente somente extração dela da floresta”, relata o órgão.

Mais Sobre Amazônias

Amazônia: Armadilhas fotográficas são usadas para monitorar predadores e comportamento de jacarés

Amazônia: Armadilhas fotográficas são usadas para monitorar predadores e comportamento de jacarés

houve registro inédito do gavião-preto como predador de ovos do jacaré-açu

Turismo pode ajudar a resgatar cultura kambeba na Amazônia

Turismo pode ajudar a resgatar cultura kambeba na Amazônia

Entre os kambeba da terra indígena do Jaquiri, na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá, no Amazonas, 47 das 49 pessoas que residem na peque

Websérie conta histórias de cientistas de todo o Brasil e de ribeirinhos que se uniram para conservar a Amazônia

Websérie conta histórias de cientistas de todo o Brasil e de ribeirinhos que se uniram para conservar a Amazônia

Há mais de 20 anos, cientistas começaram a desembarcar na cidade de Tefé, no estado do Amazonas, e se unir a ribeirinhos na região do Médio Solimões,

Desmatamento: Espécie de macaco da Amazônia pode perder até 59% de habitat nos próximos 40 anos, aponta estudo

Desmatamento: Espécie de macaco da Amazônia pode perder até 59% de habitat nos próximos 40 anos, aponta estudo

De cabeça arredondada e pelagem escura, o macaco-barrigudo (Lagothrix cana), um dos maiores primatas da Amazônia, corre o risco de perder cerca de 59%